Durão Barroso queixa-se de discriminação

O antigo presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso considera que as recentes posições do executivo comunitário sobre a sua ida para a Goldman Sachs são discriminatórias contra si e contra o banco de investimento, além de inconsistentes.

Numa carta enviada a Jean-Claude Juncker, seu sucessor na presidência do executivo comunitário, à qual o Financial Times teve acesso, Durão Barroso aponta que “tem sido argumentado que o mero facto de trabalhar com a Goldman Sachs levanta questões de integridade“, mas sustenta que, embora “todos tenham direito à sua própria opinião, as regras são claras e devem ser respeitadas”, o que considera que não tem sido o caso.

“Estas alegações não têm fundamento e são absolutamente injustas. São discriminatórias contra mim e contra a Goldman Sachs“, escreve Durão Barroso na carta enviada ao atual presidente da Comissão Europeia.

Na semana passada, Juncker, em resposta a questões suscitadas pela Provedora de Justiça europeia, Emily O’Reilly, sobre a nomeação de Barroso para administrador não-executivo na Goldman Sachs Internacional (GSI), informou que um comité de ética analisará o contrato do antigo presidente da Comissão com o banco norte-americano de investimento, e que já deu instruções ao seu gabinete para tratar José Manuel Barroso como qualquer outro lobista com ligações a Bruxelas, em hipotéticas futuras visitas.

Na carta agora enviada a Juncker, Durão Barroso aponta que, embora não tenha, por princípio, qualquer objeção a uma análise pelo comité de ética, ficaria preocupado se uma decisão sobre o seu estatuto “já tiver sido tomada”.

“Se for este o caso, gostaria de entender como é que esta decisão foi tomada, por quem, e com que base”, escreve o ex-presidente da Comissão, que reforça que “não só essas ações são discriminatórias, como parecem ser inconsistentes com decisão tomadas relativamente a outros antigos membros da Comissão”.

Desde a nomeação de Barroso para a Goldman Sachs, a Comissão tem insistido que a mesma respeita os princípios sobre conflito de interesses consagrados no Código de Conduta, que fixa um período mínimo de 18 meses para a assunção de novos compromissos por parte dos ex-comissários europeus.

A nomeação de Barroso para a Goldman Sachs foi tornada pública 20 meses após a sua saída da Comissão Europeia, a que presidiu durante 10 anos (2004 a 2014).

/Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Este Sr. devia defender-se como defende Portugal e os portugueses, ou seja, deveria dizer que já esperava uma decisão desta da UE, que eles têm toda a razão, e de que iria fazer todos os possíveis para que a UE ainda lhe fizesse pior do que está a fazer 😉

  2. Deixa de ser porco montês, faz mais alguma coisa pela família , lembra-te que eras um MRPP dos mais ferrenho?, Tinha alguma consideração por ti,mas deitas-te tudo a perder, não és Europeu, és um cobarde

RESPONDER

Cientistas fazem reconstrução facial de um guerreiro escocês do séc XV

Cientistas reconstruiram digitalmente o rosto daquele que terá sido um membro poderoso de um clã do século XV da Escócia, que terá morrido num violento conflito com um clã vizinho. Corria o ano de 1957 quando …

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …

UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a …

Moreirense 1-2 Benfica | Rafa abre caminho à reviravolta

O Benfica sofreu a bom sofrer para levar de vencida o Moreirense, em casa deste, por 2-1. Os homens da casa marcaram primeiro, por Luther Singh, logo no arranque do segundo tempo, e estiveram na …

Bernardo Silva faz o primeiro 'hat-trick' da carreira na maior goleada de sempre do City

O avançado português Bernardo Silva fez este sábado o primeiro ‘hat-trick’ da carreira na vitória por 8-0 do Manchester City frente ao Watford, em jogo da sexta jornada da Liga inglesa de futebol. David Silva abriu …

Centenas foram à baixa de Lisboa protestar contra exploração do lítio

Cerca de quatro centenas de manifestantes de diferentes movimentos independentes de defesa do ambiente e de proteção do património rural protestaram hoje em Lisboa, contra a concessão e exploração a céu aberto do lítio em …

Rússia vai permitir que astronautas levem armas em viagens espaciais

Os astronautas russos vão começar a levar consigo uma arma de fogo durante as suas viagens espaciais. O objetivo é poderem afastar animais selvagens quando aterrarem em áreas remotas na Terra. A Rússia começou a armar …

Hotel no Peru vai ser demolido porque destruiu muro da época Inca

A justiça peruana determinou a demolição de um hotel da rede Sheraton que estava em construção em Cusco, por ter destruído, durante as obras, muros incas de 500 anos numa região considerada Património Cultural da …