Draghi abre a porta a cortes nas taxas de juro

European Parliament / Flickr

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu

Mario Draghi afirmou esta terça-feira que se o objetivo de ficar abaixo dos 2% de inflação estiver ameaçado, “estímulos adicionais serão necessários”. O presidente do BCE admitiu mesmo uma descida das taxas.

O presidente do BCE, Mario Draghi, afirmou esta terça-feira que a instituição avançará com estímulos adicionais, que podem ser decididos nas próximas semanas, nomeadamente mais compras de ativos e cortes adicionais nos juros, se a inflação não recuperar na zona euro.

“Se a crise mostrou alguma coisa, é que vamos usar toda a flexibilidade no âmbito do nosso mandato para o cumprir – e vamos fazê-lo novamente para responder a quaisquer desafios que se coloquem à estabilidade de preços no futuro”, garantiu Mario Draghi, ao discursar no Fórum do Banco Central Europeu (BCE), que decorre em Sintra.

O presidente do BCE frisou que, “na ausência de melhorias, de tal forma que o retorno sustentado da inflação rumo ao objetivo [do BCE de ficar abaixo mas próximo de 2%] esteja ameaçado, estímulos adicionais serão necessários”.

Draghi disse também que ainda existe “espaço considerável” para mais compras de ativos e acrescentou: “cortes adicionais nas taxas de juros e medidas de mitigação para conter quaisquer efeitos colaterais continuam a fazer parte das nossas ferramentas”.

No seu discurso de abertura dos trabalhos desta terça-feira do Fórum do BCE em Sintra, o presidente da instituição referiu ainda que o Conselho de Governadores do banco central decidirá “nas próximas semanas” se tomará novas medidas e adiantou que serão estudados todos os instrumentos disponíveis. “Não estamos resignados a ter uma baixa inflação”, assegurou, sublinhando que o BCE “continua comprometido” com os seus objetivos.

A sexta edição do Fórum do BCE e último com Mario Draghi na liderança começou segunda-feira, em Sintra, e decorre até quarta-feira, sob o mote dos 20 anos da zona euro. O evento reúne governadores dos bancos centrais, académicos, decisores políticos e especialistas do mercado financeiro para trocar perspetivas sobre as principais questões de política monetária.

O mandato de Draghi termina em 31 de outubro e os nomes mais referidos para lhe suceder incluem o governador do Banco de França, François Villeroy de Galhau, o membro da Comissão Executiva do BCE, Benoît Coeuré, o governador do Banco da Finlândia, Olli Rehn, e o seu antecessor Erkki Liikanen, e o presidente do Bundesbank (o banco central alemão), Jens Weidmann.

Seis meses extra de juros negativos na casa

Draghi afirmou esta teça-feira que “mais cortes nas taxas de juro e outras medidas” fazem parte do leque de instrumentos que o BCE está disposto a assumir e o mercado não hesitou em incorporar o sinal dado pelo presidente do banco central.

Segundo o Eco, os futuros das Euribor – taxas de referência para a grande maioria dos empréstimos para a casa em Portugal, que tendem a acompanhar o movimento dos juros do BCE – afundaram ainda mais, prolongando no tempo o alívio dos encargos das famílias portuguesas com a prestação do crédito.

Além disso, os futuros da Euribor a três meses – o indexante de referência para cerca de metade dos créditos à habitação existentes no nosso país – estenderam em seis meses o período em que apontam para que os juros se mantenham em terreno negativo.

Na segunda-feira, na véspera do discurso de Mario Draghi, os futuros para a Euribor a três meses assumiam que esse indexante ficasse positivo em junho de 2023. Um dia depois, e após as declarações do presidente do BCE, o mercado adiou esse cenário para o final de 2023.

Aliás, o mercado aponta que este indexante possa até tornar-se mais negativo, para assumir daqui a um ano o mínimo de -0,495%. Só a partir daí prevê uma inversão gradual do rumo dos juros para assumirem, pela primeira vez, valores positivos em dezembro de 2023, nos 0,05%.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marte pode ter tido dois reservatórios de água (e nenhum oceano de magma)

Meteoritos marcianos analisados por cientistas sugerem que o Planeta Vermelho pode não ter tido um oceano de magma global, ao contrário da Terra. O mesmo estudo indica que Marte recebeu água de, pelo menos, duas …

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …