Dorme com o seu cão durante o inverno? Este hábito pode ser perigoso

Dormir com o seu cão durante o inverno pode ser mais perigoso do que pensa, avisa uma veterinária. Há riscos para si e para o seu amigo patudo.

Muitos donos têm uma relação muito próxima com o seu animal de estimação, tratando-os como se fossem pessoas de carne e osso. Há quem até durma com eles, principalmente durante os meses mais frios do inverno. Saiba, contudo, que dormir com o seu cão durante este período pode representar um perigo.

Uma das principais razões para para preocupação é o sobreaquecimento. Muitas vezes, devido ao frio, os cães procuram o aconchego dos lençóis quentes da sua cama. No entanto, se usar cobertores e edredons grossos, alguns cães podem ter dificuldades em sair da cama se estiverem com muito calor.

“Cães muito pequenos, filhotes, cães idosos e cães com artrite ou outros problemas de mobilidade podem ter dificuldade para encontrar uma saída segura se estiverem a ficar com muito calor”, disse a veterinária Katy Alexander, em declarações ao The Telegraph.

Além de cobertores pesados, a especialista alerta ainda para os cobertores elétricos, que podem causar queimaduras e cujo fio elétrico representa um perigo se for mastigado.

Dormir com o seu cão também pode afetar a sua qualidade de sono. Um estudo de 2020 descobriu este hábito aumentava o movimento das pessoas durante a noite. Estudos anteriores, porém, não encontraram nenhuma ligação entre a qualidade de sono e o hábito de dormir com o animal de estimação.

Há ainda o outro lado da moeda. Um estudo de 2018 concluiu que as mulheres que dormem ao lado dos seus cães têm “sentimentos mais fortes de conforto e segurança” durante a noite. No entanto, com gatos, a maioria dos donos dizia ser um distúrbio para o sono.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.