Dores de costas indiciam risco de morte

-

Um novo estudo científico revela que as pessoas que têm dores de costas podem correr maiores riscos de morte, especialmente em idades mais avançadas.

A investigação, que foi publicada no Jornal Europeu da Dor e que se centrou em dados sobre pessoas com 70 anos de idade ou mais, apurou que aquelas que reportaram ter dores de costas ou de pescoço são “13% mais propensas a morrer”, em comparação com as que não revelam este tipo de dores.

Importa sublinhar que não se trata de uma ligação causal, isto é, as dores de costas, por si só, não provocam a morte, mas podem indiciar outros factores ou problemas directamente relacionados com um risco acrescido de morte, “tais como uma saúde empobrecida e fracas capacidades físicas”, evidenciam os cientistas.

A equipa de investigação da Universidade de Sidney, na Austrália, analisou dados do Registo de Gémeos da Dinamarca que inclui mais de 4.300 gémeos com 70 ou mais anos. A estes gémeos perguntaram se sofriam de dores de costas ou de pescoço e voltaram a avaliá-los nove anos depois.

“As pessoas com dores de costas ou de pescoço revelaram um risco de morte 13% maior, devido a qualquer causa, a cada ano, comparativamente com os que não revelaram dores de costas ou de pescoço”, explicaram os investigadores, citados pelo Live Science.

Quando tiveram em conta as capacidades físicas das pessoas e a eventualidade de existirem sintomas de depressão, “a associação entre dores de costas e de pescoço já não era estatisticamente significativa”, apuraram também.

Assim, o autor principal da pesquisa, Matthew Fernandez, constata, em declarações divulgadas pelo The Telegraph, que “as dores de coluna podem ser parte de um padrão de saúde precária e fracas capacidades funcionais, o que aumenta o risco de mortalidade na população mais velha”.

Matthew Fernandez sublinha ainda que se trata de “uma descoberta significativa, já que muitas pessoas pensam que as dores de costas não são uma ameaça à vida”.

Mas o investigador repara que é importante prosseguir com “mais investigação” em torno desta matéria porque, “embora haja uma clara ligação entre as dores de costas e a mortalidade, ainda não sabemos porque é que isso acontece“.

De qualquer modo, Matthew Fernandez atesta que “as dores de costas devem ser reconhecidas como uma importante co-morbidade que provavelmente, influencia a longevidade das pessoas e a sua qualidade de vida”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pessoas, que estão vivas, com 70 anos de idade ou mais, são “100% propensas a morrer”.
    Este estudo é meu e vale o que vale.
    Não aterrorizem mais o povo com estas coisas sem terem dados completos sobre a questão.
    Que vamos todos morrer já sabemos, com ou sem dor de costas.

RESPONDER

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …