Dois irmãos morreram no Rio Vouga. Jovens desaparecidos em praia de Espinho

Tiago Petinga / Lusa

-

A menina de 14 anos que foi resgatada inconsciente, este domingo, do rio Vouga, em Águeda, morreu, à semelhança do irmão de 11 anos, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS). Dois jovens levados por uma onda na praia da Baía, em Espinho, continuam desaparecidos.

Os dois irmãos, juntamente com a família, de Santa Maria da Feira, estavam a tomar banho no rio Vouga. O menino de 11 anos estaria com dificuldades e a irmã de 14 foi tentar ajudá-lo.

O corpo do menino foi resgatado cerca das 18h00, disse fonte da autarquia. A irmã tinha sido antes resgatada inconsciente e transportada para o Hospital de Aveiro, com prognóstico “muito reservado”.

As crianças estavam junto à ponte de Sernada, Macinhata do Vouga, Águeda. Fonte do CDOS de Aveiro disse à Lusa que o alerta foi dado pelas 14h30.

De acordo com os bombeiros de Águeda, o local onde as crianças tomavam banho não está classificado como praia fluvial, mas é uma zona do rio Vouga que, pelas condições que apresenta, é frequentada como tal.

Retomadas buscas para encontrar jovens em Espinho

As buscas para encontrar os dois jovens desaparecidos, este domingo, no mar junto a Espinho foram retomadas às 08h00, disse à Lusa uma fonte do centro coordenador de Busca e Salvamento Marítimo.

A mesma fonte adiantou que nas buscas estão envolvidos os Bombeiros de Espinho, a Polícia Marítima, o Instituto de Socorros a Náufragos e a Força Aérea.

O Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Aveiro informou no domingo que o alerta foi dado às 15h45, por um popular.

Os jovens desapareceram no mar quando supostamente foram levados por uma onda, segundo a mesma fonte.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.