As pessoas estão a ficar doentes com salada do McDonald’s

Mais de 100 pessoas apresentaram sintomas de contaminação pelo protozoário Cyclospora cayetanensis depois de comerem a salada do McDonald’s, nos Estados Unidos.

Mesmo que seja com a melhor das intenções, pedir uma salada no McDonald’s pode não ser uma boa ideia. Um surto do protozoário Cyclospora cayetanensis, um parasita microscópico, já infetou mais de 100 pessoas desde maio em Iowa e Illinois, nos Estados Unidos, e vários casos estão ligados a saladas da gigante de fast food.

Em Illinois, foram registados cerca de 90 casos desde meados de maio, com um quartos das vítimas a relatar que comeram saladas do McDonald’s pouco antes de adoecerem. Em Iowa acredita-se que, pelo menos, 15 pessoas tenham comido essas saladas antes de desenvolver uma infeção por ciclosporíase, desde o final de junho até ao início de julho.

“As pessoas que comeram estas saladas desde meados de junho e apresentaram sintomas de diarreia e fadiga devem procurar um médico para garantir um diagnóstico preciso e um tratamento adequado”, aconselhou Patricia Quinlisk do Departamento de Saúde Pública de Iowa.

O Cyclospora cayetanensis é um protozoário unicelular que se encontra exclusivamente em humanos. Foi identificada na década de 1970 mas só nos anos 90 é que os médicos perceberam que o Cyclospora podia ser uma fonte de doenças transmitidas através de alimentos.

O Cyclospora cayetanensis oenetra no corpo humano através do consumo de comida ou água contaminada, causando problemas intestinais. Os sintomas podem fazer-se sentir uma semana depois do consumo, sendo os mais comuns diarreia forte, perda de apetite, perda de peso, cólicas, náuseas, gases e fadiga. No entanto, importa salientar que nem todas as pessoas infetadas adoecem.

De acordo com o Gizmodo, este parasita espalha-se através de oocistos (um estágio inicial da vida de alguns parasitas) presentes nas fezes. No entanto, ao contrário de outro tipo de parasitas, estes oocistos precisam de uma semana ou duas no ambiente externo para amadurecer antes de se tornarem infecciosos.

Num comunicado, emitido na passada sexta-feira, a cadeia de fast food disse estar a trabalhar com as autoridades nos estados afetados, adiantando que irá suprimir a venda destas saladas em todos os restaurantes nos quais os casos foram descobertos, pelo menos até encontrarem um novo fornecedor da mistura de alface.

Espera-se que esta mudança afete mais de 3.000 restaurantes em 14 estados norte-americanos. Além de Iowa e Illinois, os restantes estados são Indiana, Ohio, North Dakota, South Dakota, Michigan, Minnesota, Montana, Nebraska, Wisconsin, Wyoming, Kentucky, e West Virginia.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Não que interesse verdadeiramente pois já ninguém quer saber de factos, Cyclospora cayetanensis não é uma bactéria mas sim um parasita. E sim, existe uma diferença.

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …