Doença mental, violência doméstica, luto e suicídio são prioridades no site da DGS

Manuel de Almeida / Lusa

O site criado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre saúde mental, lançado no sábado, visa informar a população sobre como manter a saúde mental, explicou a assessora do Programa Nacional para a Saúde Mental, Ana Matos Pires.

“Se tivesse de resumir, diria que a nossa principal preocupação foi a de dar informação para a população em geral, no sentido de prevenir o adoecer mental e de manter a saúde mental, e informação específica para pessoas com doença mental, e respetivos familiares ou cuidadores”, indicou a assessora em entrevista ao Expresso. “Não podemos dizer que estamos disponíveis e não apresentar a forma mais fácil de chegar até nós”, afirmou.

Ana Matos Pires, diretora do serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, em Beja, referiu que foram disponibilizados contactos de todos os centros de saúde e serviços locais de psiquiatria, bem como a linha de aconselhamento psicológico do SNS24, em funcionamento desde 01 de abril.

“A pessoa telefona para o seu centro de saúde e a chamada é encaminhada para um técnico com formação em primeiros socorros psicológicos, preferencialmente um psicólogo. Este avalia a situação e, ou percebe que consegue dar resposta à situação, e fá-lo, ou entra em contacto com os serviços de psiquiatria locais, explicando à pessoa que ligou que será contactada em breve por outro profissional”. O apoio é por telefone “mas, se for necessária consulta presencial, assim será”, explicou.

A grande inovação deste projeto passa por ajudar as “pessoas que precisam mesmo de ajuda e podem sentir-se perdidas”, indicou, apontando para indivíduos com doenças mentais, como esquizofrenia, mas também “depressão grave, bipolaridade, demências”.

O site fala sobre medicação habitual, disponibiliza informação para cuidadores ou pessoas que têm a seu cargo familiares idosos ou com demência e inclui áreas dedicadas à violência doméstica e ao luto. Também há um separador para os profissionais de saúde.

“Quem está na linha da frente, enfrenta uma tensão brutal, trabalha mais horas do que o habitual, vê doentes a precisar de ventiladores, sem saber o que vai acontecer a seguir, e lida com a morte”, disse Ana Matos Pires. “Nenhum de nós estava preparado para isto em nenhuma parte do mundo. Ser profissional da saúde é um factor de risco para a infeção e para o burnout”.

Na plataforma digital, há destaque para informação sobre o suicídio, com a identificação de fatores de risco, como doença mental prévia, doença física incapacitante e “história de abuso de álcool ou drogas”.

Aos meios de comunicação social recomenda-se “educar a população sobre os factos do suicídio e a sua prevenção, sem propagar mitos” e dar “informação fidedigna e acessível sobre onde procurar ajuda e como o fazer, através de apoios na comunidade, linhas de apoio, centro de saúde, serviços de psiquiatria e saúde mental e linha do SNS24 ou 112”.

O site apela ainda a que os jornalistas providenciem “narrativas de superação da crise”, que “podem ajudar outros a adotar estratégias semelhantes”, e evitem “as histórias sobre suicídio em locais de destaque, como capas de jornais, notícias de abertura”, “os detalhes sobre o método usado e o local onde aconteceu” e os “títulos sensacionalistas”.

“A preocupação com o suicídio é real. Não podemos ignorar e fazer de conta que não existe”, disse ainda Ana Matos Pires.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

I Liga pondera reduzir número de equipas a partir de 2022/2023

O desportivo Record avança esta quarta-feira que a Liga de Clube pondera reduzir o número de equipas em competição na I Liga já a partir da época de 2022/2023. Em cima da mesa está a redução …

Sob risco de expulsão, Fidesz de Orbán deixa bancada do Partido Popular Europeu pelo próprio pé

O partido Fidesz, liderado pelo primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, vai deixar a bancada do Partido Popular Europeu no Parlamento Europeu. De acordo com a agência Reuters, o partido Fidesz, que governa a Hungria, anunciou esta quarta-feira …

Varandas move mundos e fundos por João Mário, que ganha dobro do teto salarial

Frederico Varandas está disposto a investir na contratação em definitivo de João Mário. O médio do Inter ganha quase o dobro do teto salarial em Alvalade. "João Mário é para ficar", lê-se esta quarta-feira na capa …

Moedas é a cara de uma megacoligação em Lisboa. PSD tenta fechar Santana em Sintra

Aliança, RIR, MPT e PPM também estão fechados. Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa, uma megacoligação de centro-direita. O Público avança que a participação do Aliança, do Reagir, Incluir e …

Neandertais tinham a capacidade de falar e perceber a linguagem humana

Um novo estudo mostra que os nossos parentes Neandertais tinham a capacidade de ouvir e produzir os sons da fala dos humanos modernos. Nos últimos anos, várias evidências científicas provaram que os Neandertais eram muitos …

Maria José Valério morre vítima de covid-19 ao 87 anos

A cançonetista Maria José Valério, que deu voz à "Marcha do Sporting", morreu esta quarta-feira em Lisboa, aos 87 anos, vítima de covid-19, disse fonte da Casa do Artista. A intérprete de "Menina dos Telefones" (1961) …

Mais impostos e incentivos. Governo avança com reforma fiscal verde (e tem o apoio de Bruxelas)

O Governo está a trabalhar com a Comissão Europeia para aprofundar a primeira vaga reformista, lançada pelo anterior Governo PSD-CDS em 2015, para avançar com uma nova reforma fiscal verde. O Diário de Notícias avança esta …

Costa dá guião a deputados do PS sobre bazuca e promete plano nacional

António Costa reuniu-se com deputados do PS para elucidar sobre a aplicação da bazuca europeia. O primeiro-ministro prometeu um plano nacional para os setores mais afetados. Com as eleições autárquicas à porta e 16 mil milhões …

"Mini cérebros" criados em laboratório sugerem mutação que revolucionou a mente humana

A mudança de uma única letra no nosso código genético pode ter desencadeado um novo nível de função cerebral em humanos modernos, sugere um novo estudo. Como é que nós, humanos, nos tornamos o que somos …

6% da população já recebeu uma dose da vacina. 3% tem a vacinação completa

Portugal já vacinou 603.486 pessoas com a primeira dose da vacina contra a covid-19, com 168.798 a serem vacinadas na última semana, das quais 265.281 pessoas já têm a vacinação completa, informou o Ministério da …