Portugal é o quarto país da OCDE com a maior dívida pública

Ricardo Graça / Lusa

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A dívida pública portuguesa em percentagem do PIB é a quarta maior num conjunto de mais de 40 países analisados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), apenas atrás do Japão, da Grécia e de Itália, segundo um estudo divulgado esta segunda-feira pela entidade.

Segundo o relatório Government at a Glance, divulgado pela OCDE, a dívida pública portuguesa representava 130,2% do PIB em 2014, podendo descer para 127,7% em 2015 e para 124,2% em 2016.

Em 2014, ano de referência do estudo, a dívida pública portuguesa fica apenas atrás da dívida do Japão (que representava 226% do PIB), da Grécia (177,4%) e da Itália (132%), mantendo-se assim também nos dois anos seguintes, segundo as estimativas avançadas pelo Economic Outlook divulgado pela OCDE em junho.

Este ano, a OCDE estima que a dívida pública japonesa, grega e italiana subam para 229,2%, 180% e 132% do PIB, respetivamente, antevendo, pelo contrário, que a dívida portuguesa desça para 127,7%.

A OCDE lembra que em 2013 o nível médio da dívida pública nos países da OCDE atingiu os 109,3% do PIB e que entre 2007 e 2013 o aumento foi de 34,7 pontos percentuais.

“As maiores subidas verificaram-se na Irlanda, na Grécia e em Portugal, que foram afetados severamente pela crise e alvo de programas de resgate”, lembra a instituição liderada por Ángel Gurría. Nessa altura, os encargos com as taxas de juro representavam 5% do PIB português, “sem grandes variações” no ano passado.

Sobre o Japão, a OCDE explica que “a maioria da dívida pública é detida por credores internos, o que contribui para uma emissão estável”.

Este relatório bianual, que vai na quarta edição, apresenta mais de 50 indicadores para comparar a performance dos governos em várias áreas, desde as finanças públicas, emprego e acesso a cuidados de saúde, educação e justiça.

Além dos 34 países da OCDE, o relatório deste ano inclui indicadores para países como o Brasil, China, Egito, Índia, Rússia, África do Sul e Ucrânia, num conjunto de 43 países.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. OCDE, anuncia o rumo da dívida pública portuguesa: 130,2% do PIB em 2014, 127,7% em 2015 e 124,2% em 2016 depois de 3 anos sob resgate…
    À Irlanda, Espanha e Portugal chamem-lhes bons “alunos” porque todos sabemos quem foi o mau “aluno” e esse até não foi o povo grego… Foi o embuste dos actuais políticos gregos e à cabeça o que ora foi “convidado” a demitir-se -Adultos na sala!

  2. Quando entraram para o governo estava em 90% e agora está em 130%. Ainda há quem os elogie e apoie!! São farinha do mesmo saco!!

  3. Já estais a começar a engolir os SAPOS vindos das vossas criticas em relação à Grécia. Mas ainda estais no começo pois se isto fosse um país de verdade quando vós sairdes desta desgovernação total ias todos presos mas estamos num país que nem se sabe o que realmente é?

  4. Ajustamento… Sobriedade e serenidade com menos tempo de antena desde aquele Abril.
    Já agora aguardemos que algum órgão de informação publique os tempos de “trombone” desta legislatura… Acredito que ganha o Bloco de esqª, o Pcp ao nível do PS (J.Seguro) e só depois a coligação (bipartidária) – A força do 5º poder (imprensa)

Londres. Polícia utiliza câmaras com sistema de reconhecimento facial para procurar criminosos

A tecnologia é cada vez mais utilizada pelas autoridades para a aplicação da lei. Na cidade de Londres, no Reino Unido, foram recentemente instaladas câmaras de reconhecimento facial que permitem às forças de segurança reconhecer …

Coronavírus. EUA pedem mais transparência ao Governo chinês

O secretário da Saúde dos EUA, Alex Azar, pediu hoje ao Governo chinês maior "transparência" na gestão da epidemia do novo coronavírus, que já provocou mais de cem mortes na China. “Dissemos à China que mais …

"Amigo" de António Joaquim entregou carta ao tribunal a dizer que viu Luís Grilo a ser morto

Há uma carta que pode baralhar a investigação do caso da morte do triatleta Luís Grilo cuja viúva, Rosa Grilo, é a principal suspeita de o ter assassinado. Um homem que alega ser "amigo" de …

Sismo de magnitude 7,7 entre Cuba e Jamaica lança alerta de tsunami

Um terramoto de magnitude 7,7 fez-se sentir esta terça-feira em Cuba e na Jamaica. Os países estão agora em alerta de tsunami, que também se estende às Ilhas Caimão. Esta terça-feira foi detetado um terramoto de …

"Apagaram um continente". Ativista do Uganda foi eliminada de fotografia com Greta Thunberg

Vanessa Nakate, uma ativista do Uganda, posou com outras quatro ativistas pelo clima, incluindo a sueca Greta Thunberg, para uma fotografia em Davos, na Suíça. Porém, a agência de notícias Associated Press (AP) cortou Vanessa …

PSD assegura que sem contrapartidas proposta de redução do IVA da eletricidade "não será votada"

O deputado do PSD Duarte Pacheco assegurou hoje que a proposta do partido para reduzir o IVA da eletricidade para consumo doméstico "não será votada" se não lhe estiver associada qualquer contrapartida de compensação da …

Português nos EUA queixa-se de roubo de raspadinha de 4 milhões de dólares

Imigrante pensava que o bilhete só valia quatro mil euros e alega ter sido enganado por duas mulheres. Um português imigrante em New Bedford, Estados Unidos, queixa-se em tribunal de ser vítima de um "esquema de …

Diego Miranda é o primeiro português a atuar no palco principal do Tomorrowland

Diego Miranda vai ser o primeiro DJ português a atuar no palco principal do festival de música eletrónica Tomorrowland. Este será a quinta presença consecutiva do artista. O DJ e produtor Diego Miranda vai ser o …

Bruno Fernandes assina pelo Manchester United. Sporting pode encaixar 80 milhões de euros

Bruno Fernandes assinou pelo Manchester United e viaja para Inglaterra esta quarta-feira. O Sporting recebe 55 milhões de euros a pronto, com o negócio a poder atingir os 80 milhões mediante o cumprimento de certos …

China ultrapassa a Rússia e torna-se o segundo maior vendedor de armas do mundo

A China tornou-se, em 2017, o segundo maior exportador mundial de armas, de acordo com um novo relatório do Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo (SIPRI), publicado na segunda-feira. O país ultrapassou …