Rei Carlos III falou ao mundo: “A minha vida vai mudar”

1

Tempos de mudança em toda a família real. Primeiro discurso do rei, no dia seguinte ao falecimento da sua mãe, Isabel II.

Carlos III, agora rei do Reino Unido, falou pela primeira vez aos britânicos e ao mundo, após o falecimento da sua mãe, Isabel II.

Carlos começou o seu discurso com “tristeza profunda” e dedicou as primeiras palavras, como se esperava, a uma homenagem à sua mãe.

“Ao longo da sua vida, foi uma inspiração e um exemplo. Para mim e para toda a minha família. Devemos-lhe a dívida mais sincera que qualquer família pode ter para com a sua mãe; pelo seu amor, afectos, orientação, compreensão e exemplo. A vida da rainha Isabel II foi uma vida bem vivida“, declarou.

Com sentimento de “gratidão” por uma pessoa que se comprometeu a servir o seu povo, com sacrifícios: “Quando tinha 21 anos, prometeu dedicar a sua vida, curta ou longa, ao seu povo. Não foi apenas uma promessa: foi um profundo compromisso pessoal que definiu toda a sua vida. A sua dedicação e devoção nunca cederam”.

“A sua promessa de serviço ao longo de toda a vida é hoje renovada por mim, perante todos vocês”, assegurou o novo rei.

Num momento de “homenagem à memória” de Isabel II, Carlos III reforçou: “Eu sei que a sua morte deixa grande sentimento de tristeza em muitas pessoas e eu partilho esse sentimento”.

Ao longo das sete décadas enquanto rainha, o mundo mudou muito: “As instituições do Estado mudaram mas a nossa nação e a nossa família mais ampla de Reinos cresceu e floresceu. Os nossos valores mantêm-se e devem manter-se. O papel e os deveres da monarquia mantêm-se“.

Carlos III comprometeu-se a defender os princípios constitucionais do Reino Unido, que vai servir com “lealdade, respeito e amor”.

Por outro lado, agora como rei, a rotina muda: “A minha vida vai mudar, claro. Vou assumir novas responsabilidades”.

Assim, não vai ter tanto tempo disponível para instituições de caridade. “Mas eu sei que esse trabalho importante vai continuar nas mãos de pessoas confiáveis”.

Não é só a sua vida que muda a partir de 8 de Setembro de 2022: “Este é um momento de mudança para a minha família. E conto com a ajuda amorosa da minha querida esposa, Camila, que é agora minha rainha consorte“.

O seu filho mais velho, William, passa a ter o papel e as responsabilidades que Carlos tinha: “Hoje estou orgulhoso de criá-lo como Príncipe de Gales”.

Carlos também falou sobre o filho mais novo, Harry, e a sua esposa Meghan Markle, que se afastaram da família real e vivem nos Estados Unidos da América: “Expresso o meu amor para eles”.

Por fim: “À minha querida mamã, que está a começar a sua última grande viagem para se juntar ao meu querido papá, quero deixar apenas um obrigado. Obrigado pelo amor e pela devoção à família e à família das nações que serviu de forma tão diligente ao longo de todos estes anos”.

O novo rei Carlos III vai ser formalmente proclamado neste sábado, às 11h da manhã, no Palácio St. James, em Londres.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

  1. e com a morte da rainha Marcelo ganha mais um fim de semana no estrangeiro. Agora a grande expectativa dos portugueses é saber onde irá Marcelo beijar a rainha. Às jovens grávidas Marcelo beija a barriga. Ora à rainha…aposto que ou será na boca ou no pipi. Marcelo não faz a coisa por menos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.