Diretores criticam “medida avulsa” de militares nas escolas

Thaddeus Stewart / Flickr

-

Os diretores escolares criticaram a “medida avulsa” do Governo em colocar militares das Forças Armadas a vigiar os recreios, lembrando que as escolas precisam é de assistentes operacionais com formação para lidar com os alunos.

O Conselho de Ministros aprovou, na passada quinta-feira, alterações a um diploma que permitem agora o recrutamento de elementos das Forças Armadas na reserva para fazer vigilância dentro das escolas.

Para a Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), esta é “uma medida avulsa, que não resolve o problema das escolas”.

Filinto Lima, vice-presidente da ANDAEP, diz que “o ambiente nos recreios das escolas é muito diferente dos ambientes a que os militares estão habituados além de que serão selecionados militares na reserva, ou seja, pessoas mais velhas que, naturalmente, terão menos apetência para lidar com os adolescentes“.

Além disso, lembra, a presença de militares nas escolas não responde aos pedidos feitos nos últimos anos pelos diretores, que gostariam que fosse aberto um concurso para contratar novos assistentes operacionais (os antigos contínuos).

“Esta é uma medida avulsa que nasceu do nada, porque os diretores nunca pediram nada disto. O que nós temos pedido são assistentes operacionais, que faltam nas escolas tanto em termos quantitativos como qualificativos”, critica.

Muitos dos funcionários que atualmente executam tarefas de vigilância, trabalham nos pavilhões, balneários, bibliotecas ou cantinas, são recrutados pelos centros de emprego.

“São pessoas que estão desempregadas e que, em muitos casos, nunca trabalharam numa escola. Há casos em que podem nem ter sensibilidade para estar numa escola. São provenientes de áreas muito distintas, podem vir da restauração ou serem cabeleireiras”, explica.

Quando o ano letivo termina, os contratos também terminam e não podem ser renovados, mesmo quando os diretores escolares gostam do seu trabalho.

Para os cofres do Estado, esta é uma opção mais barata, uma vez que além do subsídio de desemprego que já estavam a receber, ganham apenas mais uma bolsa e os subsídios de refeição e transporte que, segundo contas de Filinto Lima, rondam os 170 euros mensais.

No entanto, Filinto Lima lembra que “a segurança dos alunos passa também por ter funcionários em número suficiente e com formação adequada” e por isso acusa o Ministério das Finanças de “não ligar muito às escolas e achar que os funcionários não são importantes”.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • E suposto terem-na vinculado ao acordo ortográfico!
      Sem acordo, Filinto Lima do alto do varandim do seu posto -ANDAEP- acabou de passar o maior atestado de menoridade que seria possível passar a pessoas da condição adulta! Não diferencia as calças do dito… (Acautelar comportamentos no recreio).
      É gente desta que não consegue discernir sobre uma medida que tende a resolver UM DOS problemas das escolas, o confunde como que ao serviço de um trombone: “uma medida avulsa, que não resolve o problema das escolas” a não ser com os pedidos “assistentes operacionais, que faltam nas escolas…” Sociólogos? Psicólogos?
      Vindo de um professor, é de fazer gelar o inferno e leciona a filhos de Portugal.

  1. Eles não querem militares para que não se saiba nem se veja a bandalheira que existe nas escolas …
    Agora subsiste um problema a que o director e o ministro não respondem: se um fedelho com 12 ou 15 anos faltar ao respeito seja ao militar seja ao contínuo ( vulgo assistente operacional ) o que é que é permitido fazer ? Um chapadão bem dado, resolve o problema e poupa papel …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a serem pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …

Chuva forte inunda Hospital de São José, em Lisboa

As chuvas fortes que se fizeram sentir esta quinta-feira inundaram o Hospital de São José, em Lisboa, deixando algumas salas alagadas. A informação é avançada pelo Correio da Manhã, que publicada algumas fotografias nas quais se …

Aos 58 anos, Carlos Sainz volta a fazer história ao conquistar o seu terceiro Dakar

Carlos Sainz reforçou o estatuto de piloto mais veterano a conquistar o Dakar, ampliando assim por mais um par de anos o recorde que já lhe pertencia. O espanhol Carlos Sainz (Mini) conquistou a terceira vitória …

Alunos até ao 6.º ano vão poder ficar nas escolas das 9 às 17 horas

O princípio da Escola a Tempo Inteiro (ETI), que permite prolongar o horário escolar dos alunos do 1.º ciclo através de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), vai ser também alargado aos estudantes do 2.º ciclo. …

Bruno Fernandes corre risco de não fazer o último jogo contra o Benfica

Com a transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United quase fechada, o internacional português corre o risco de não alinhar esta sexta-feira no dérbi com o Benfica. A notícia avançada hoje pelo Correio da Manhã …

Carreiras chama "traidor" a Rio (e considera que Passos Coelho voltará a unir o partido)

O autarca de Cascais, Carlos Carreiras, classifica Rui Rio como "traidor" e considera que, "se e quando decidir voltar", Pedro Passos Coelho voltará a unir o PSD. Carlos Carreiras, presidente da maior autarquia social-democrata do país, …