Diretor de informação da TVI/CNN surpreendido com saída de Judite de Sousa

Judite de Sousa / Facebook

A jornalista e apresentadora Judite de Sousa

Nuno Santos afirmou desconhecer que a jornalista e pivot da estação tenha denunciado o seu contrato de trabalho há um mês e meio, tal como esta descreveu nas redes sociais.

A controversa saída de Judite de Sousa da TVI/CNN Portugal já foi comentada por Nuno Santos, diretor de informação dos canais, que se mostrou surpreendido com o anúncio, o qual foi feito através das redes sociais. Nas declarações do responsável, este explicou que a direção dos canais recebeu a notícia com a “surpresa absoluta”, mas também com sentimentos de “indignação e revolta“.

“A saída da Judite [referindo-se à jornalista Judite de Sousa] é uma circunstância que nos deixa bastante tristes“, afirmou Nuno Santos, citado pelo Expresso. Ainda assim, contrariou algumas das declarações feitas pela pivot, nas quais esta afirmou ter denunciado o seu contrato a recibos verdes há mês e meio. Já na versão de Nuno Santos, esta atualização era desconhecida. “Nós tivemos conhecimento ontem nas redes sociais que a Judite terá denunciado o seu contrato de trabalho. Para nós, isso foi uma novidade, porque não é essa a informação que nós temos aqui.”

O diretor de informação apontou que, na visão dos canais de televisão, “a Judite tem um contrato de prestação de serviços com a TVI e com a CNN Portugal”, e encontrava-se “de baixa médica até ao dia 11 de agosto”. As declarações feitas no programa “Dois às Dez” e “Jornal da Uma” serviram ainda para esclarecer informações que Nuno Santos catalogou como falsas, como a viagem de Judite de Sousa para a Ucrânia, como enviada da estação, sem seguro ou a não disponibilização de meios para que a jornalista fizesse o seu trabalho.

“Hoje têm sido incessantemente repetidas notícias, por exemplo, que dão nota de que, quando a Judite foi, como enviada especial, para a guerra da Ucrânia o terá feito sem seguro, o que, num teatro de guerra, é algo impensável. A Judite foi para Lviv, na Ucrânia, obviamente com um seguro.”

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.