Dinamarqueses com filhos obrigados a fazer curso online para se divorciarem

Na Dinamarca, até agora, o divórcio estava à distância de um clique. Agora, os casais com filhos terão que fazer um curso online para dissolver o casamento.

Até agora, os dinamarqueses que queriam um divórcio mutuamente consensual podiam fazê-lo ao enviar um formulário online, não exigindo julgamento nem período de espera.

Contudo, desde o dia 1 de abril, cada elemento do casal deve concluir um módulo de cerca de trinta minutos, disponível online gratuitamente. A medida, que abrange filhos com idade inferior aos 18 anos, via a ponderação de como será a vida em separado e incluí ainda um período de reflexão de três meses antes de o divórcio ser finalizado.

Este curso integra o programa “Cooperação após o divórcio”, uma plataforma online criada por investigadores da Universidade de Copenhaga e adotada pela classe política para os casais que se separam.

“O curso digital responde a algumas das questões mais essenciais que surgem durante um divórcio”, defende o ministro da Infância e Assuntos Sociais em declarações à agência de notícias France-Presse (AFP).

Disponível no computador, mas também através de uma aplicação, o programa tem um total de 17 módulos que oferecem soluções concretas para situações potencialmente frustrantes: desde a organização de aniversários até passeios escolares. Em casos de separação de casais não casados, os pais também podem aceder ao programa gratuitamente, mediante solicitação.

Se os pais não conseguirem concluir o curso dentro do período de espera de três meses, o casal permanecerá casado. “É um bom começo”, disse Trine Schaldemose, vice-chefe da associação de ajuda familiar Moedrehjaelpen, afirmando que um curso online é uma “decisão fácil e barata”. Porém, é apenas útil “se o nível de conflito entre os pais não for muito alto”.

O país que tem a reputação de ser um dos países mais felizes do mundo tem também a maior taxa de divórcios na Europa Ocidental. Em 2018, o país escandinavo registou cerca de 15 mil divórcios  – 46,5% dos casamentos registados no ano passado.

O país tem sido um defensor dos direitos das crianças e da família, oferecendo licenças parentais de um ano e creches públicas universais. No ano passado, cerca de 70% das crianças viviam com ambos os pais, em comparação com 85% em 1980.

A guarda conjunta é cada vez mais comum em caso de divórcio, com muitos especialistas a considerar que é melhor do que viver a cada duas semanas com os pais para manter relações próximas. Em menos de 10 anos, a guarda conjunta aumentou de 16% das crianças em 2009 para mais de 30% em 2018.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …