“McDonald’s Trump”. Dieta do presidente dos EUA pode influenciar pessoas a comer fast food

Joyce N. Boghosian / White House

Investigadores sugerem que uma maior exposição mediática dos norte-americanos à dieta de Donald Trump pode fazer com que comam fast food mais regularmente.

Um novo estudo averiguou a associação entre a cobertura mediática da saúde de celebridades e as alterações no comportamento das massas. A investigação concluiu que o particular gosto por fast food do presidente norte-americano, Donald Trump, pode estar a levar mais pessoas a comerem esse tipo de comida.

Muitas pessoas são facilmente influenciáveis e os hábitos das celebridades podem ser significativas nas suas escolhas no dia-a-dia, nomeadamente na sua dieta. Um estudo a ser publicado em abril na revista científica Appetite explora esta associação e oferece resultados bastante sugestivos.

“Eu reparei que havia uma quantidade decente de cobertura mediática sobre o amor do presidente Trump por fast food, e isso contrastava fortemente com a maior parte da cobertura mediática relacionada com a alimentação da presidência de Obama, que se concentrava mais no jardim de Michelle e a pressão que ela colocou sobre o presidente Obama para comer de forma saudável”, explicou a autora do estudo, Jessica Gall Myrick, citada pelo PsyPost.

A investigadora foi então testar a sua teoria de que a cobertura mediática sobre os hábitos alimentares de Trump poderia, de facto, estar a influenciar os norte-americanos nas suas próprias escolhas. Os Estados Unidos são um país fortemente afetado pela obesidade e pelas doenças que derivam do excesso de peso, nomeadamente a nível cardiovascular.

Para verificar as suas suspeitas, Myrick fez um questionário com mais de mil cidadãos norte-americanos, procurando perceber com que frequência estavam atentos à dieta de Donald Trump nos media, entre outras coisas. O questionário procurou incluir voluntários de vários sexos, idades, educações, raças, vencimentos e regiões geográficas.

A equipa de investigadores concluiu que quanto mais as pessoas prestavam atenção à dieta pouco saudável de Trump, mais propensas eram a comer fast food regularmente nas quatro semanas seguintes. O efeito era também mais acentuado em Republicanos do que em Democratas. Além disso, surpreendentemente, naqueles que se consideravam Independentes não se verificava a associação vista nas outras pessoas.

“Estudos futuros podem acompanhar as pessoas ao longo do tempo para ver como, à medida que a sua atenção a diferentes tipos de media se acumula e muda, as suas escolhas alimentares também podem mudar”, acrescentou Myrick.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …