Dieta mediterrânica é mesmo o melhor remédio contra a obesidade

mealmakeovermoms / Flickr

Dieta mediterrânica à moda antiga

Dieta mediterrânica à moda antiga

Uma dieta mediterrânica é mais eficiente para combater a obesidade do que a simples contagem de calorias, afirma um grupo de cientistas, que acrescenta que esse tipo de dieta reduz o risco de ataques cardíacos e derrames.

Na opinião destes especialistas, uma alimentação baseada em frutas, legumes, verduras e cereais é mais eficiente para a perda de peso do que dietas com baixa ingestão de gordura – e reduz dramaticamente o risco de ataque cardíaco e derrame.

A recomendação foi através de uma declaração conjunta, publicada na Postgraduate Medical Journal, e assinada por nomes de peso como Terence Stephenson, o presidente da Academy of Medical Royal Colleges do Reino Unido, e Mahiben Mara, alto funcionário do National Health Service, o SNS britânico.

No abaixo-assinado, os especialistas criticaram a indústria da dieta por focar a perda de peso na restrição calórica em vez da “boa alimentação”.

Melhor do que medicação

Segundo os cientistas signatários, pesquisas recentes indicam que a dieta mediterrânica, incluindo frutas, legumes e verduras, cereais e azeite de oliva, reduz rapidamente o risco de ataques cardíacos e derrames e permitem uma perda de peso mais gradual a longo prazo.

O promotor do abaixo-assinado, o cardiologista Aseem Malhotra, afirma que as provas científicas são “irrefutáveis”.

“O mais importante é dizer às pessoas que se devem concentrar em comer melhor”, diz o cardiologista.

Inspirada pela cozinha tradicional de países como Portugal, Grécia, Espanha e Itália, a dieta mediterrânica esteve sempre associada à boa saúde e a corações sadios.

Esta dieta consiste tipicamente em comer várias porções de legumes e verduras, frutas frescas, cereais integrais, azeite de oliva e sementes oleaginosas, além de frango, peixe, carne vermelha, manteiga e gordura animal.

“O impacto deste tipo de alimentação na saúde do paciente dá-se de forma muito rápida. Sabemos que a tradicional dieta mediterrânica, que é rica em gordura – por meio de testes controlados em grupos aleatórios, reduz o risco de ataque cardíaco e derrames pouco tempo depois de colocada em prática“, acrescenta Malhotra.

DR HEALTH Unplugged

O cardiologista Aseem Malhotra

O cardiologista Aseem Malhotra

No artigo, os médicos também dizem que a dieta mediterrânea é três vezes mais eficiente para a redução da mortalidade em pacientes que já tenham sofrido ataques cardíacos do que medicamentos para baixar o colesterol.

Para David Haslam, presidente do Fórum de Obesidade Nacional do Reino Unido, a recomendação dos médicos é “bem vinda”.

“Uma caloria não é só uma caloria. É ingénuo pensar que os complexos sistemas de apetite hormonal e neurológico do nosso corpo respondem a diferentes substâncias de igual maneira”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …

"Um incendiário como chefe dos bombeiros". Irão na Comissão sobre o Estatuto da Mulher gera indignação

O Irão foi eleito esta segunda-feira para a Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher durante um mandato de quatro anos, juntamente com China, Japão, Líbano e Paquistão. A Comissão sobre o Estatuto da …

Busca em contrarrelógio. Submarino desaparecido na Indonésia tem 72 horas de oxigénio

O chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio. Em conferência de imprensa, Yudo Margono disse …

Carrinhas comerciais perdem isenção e voltam a pagar ISV

Os veículos comerciais beneficiam de uma isenção de Imposto Sobre Veículos (ISV), mas vão perdê-la a partir do dia 1 de julho deste ano. Em causa estão, segundo avança o Jornal de Negócios, os automóveis ligeiros …

Médicos querem vacinar já quem teve covid há mais de 6 meses. DGS diz que recuperados “nunca estiveram esquecidos”

A Ordem dos Médicos defende que a vacinação de pessoas que pertencem a grupos prioritários e tiveram covid-19 há mais de seis meses deve avançar o quanto antes e não apenas no final de maio, …

Governo discute hoje "estatuto do artista", mas setor mantém as críticas

O Conselho de Ministros desta quinta-feira será dedicado “de forma transversal” à Cultura, conforme indiciou o primeiro-ministro. Numa altura em que este setor está significativamente fragilizado por efeito da crise pandémica, o Executivo deverá aprovar …

Há três portugueses na calha para substituir Espírito Santo no Wolverhampton

O Wolverhampton prepara uma possível saída de Nuno Espírito Santo e tem três portugueses na calha: Vítor Pereira, Bruno Lage e Rui Faria. Ultimamente tem-se falado muito da possibilidade de Nuno Espírito Santo abandonar o Wolverhampton …

PS, BE e CDS alargam direitos dos independentes. “Não é luz verde, é amarela”

As alterações às leis eleitorais têm aprovação garantida em plenário por maioria absoluta nesta quinta-feira. Independentes podem concorrer à Câmara e Assembleia Municipal com o mesmo nome, símbolo e sigla, mas não a todas as …

Aos 29 anos, "sucessor" de Mourinho estreia-se a vencer e faz história

Ryan Mason, o novo treinador interino do Tottenham, estreou-se a ganhar e tornou-se o treinador mais jovem da história da Premier League. Com a saída de José Mourinho do Tottenham, esta segunda-feira, Ryan Mason assumiu interinamente …

PS-Porto traça perfil de candidato e currículo de Barbosa Ribeiro encaixa como uma luva

O PS traçou o perfil do candidato que quer ver concorrer pelo partido à Câmara Municipal do Porto. O presidente da Comissão Política do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, encaixa na perfeição. Nos últimos tempos, …