Dieta que exclui produtos de origem animal dá anos de vida

tipstimesadmin / Flickr

-

Os carnívoros e até mesmo vegetarianos têm tendência a viver menos anos em relação aos que seguem uma dieta vegan, ou seja, que exclui todos os produtos de origem animal.

Não faltam especialistas em nutrição a alertar para os riscos para a saúde que a dieta vegan traz.

Mas, de acordo com um novo estudo, publicado no jornal científico JAMA Internal Medicine, o aumento de 3% no consumo de calorias de proteínas de origem vegetal reduz em 10% o risco de morte.

Por outro lado, acrescentar em 10% a ingestão de calorias provenientes de proteínas de origem animal aumenta em 8% a probabilidade de morte por doenças cardiovasculares.

“No geral, nossos resultados sustentam a importância das fontes de proteína na dieta para resultados de saúde em longo prazo. As nossas descobertas sugerem que as pessoas deveriam consumir mais proteínas vegetais do que animais e quando escolherem entre fontes de proteína animal, peixe e frango são provavelmente as melhores escolhas”, disse Mingyang Song, autor principal do estudo.

Após monitorizar os registos de saúde e a dieta de mais 130 mil pessoas, ao longo de 30 anos, os investigadores do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, concluíram também que substituir a ingestão de ovos por proteínas de origem vegetal reduziu em 19% o risco de morte.

Já a eliminação da carne vermelha da dieta levou a que 12% dos pacientes apresentasse menos maleitas em relação aos restantes.

De acordo com os autores, essa associação entre a ingestão de proteínas de origem animal – como carne, frango, peixe, ovos e laticínios – e o aumento do risco de morte foi observado em pessoas com pelo menos um fator de risco, como tabagismo, alcoolismo e obesidade.

Entre aquelas que tinham hábitos de vida mais saudáveis, essa relação desapareceu.

Uma possível explicação para isso, segundo os autores, é que as proteínas de origem vegetal – geralmente ricas em gordura insaturada (que não prejudicam a saúde vascular) compensam os efeitos adversos desses fatores de risco.

Outra hipótese é que as pessoas mais preocupadas com a saúde já têm o hábito de comer mais peixe e frango (as proteínas de origem animal mais saudáveis).

O estudo mostra ainda que as proteínas de origem animal estão relacionadas a um aumento da probabilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde.

Por outro lado, as proteínas vegetais conseguem reduzir a pressão sanguínea e o colesterol e aumentar a sensibilidade à insulina.

Move

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Essa questão de excluir produtos de origem animal na alimentação, não passa de uma fraude dos fundamentalistas “vegan”.
    Está mais que provado (cientificamente), que uma alimentação correcta deve ser equilibrada e variada – incluindo carne derivados, para uma vida saudável.

  2. “Entre aquelas que tinham hábitos de vida mais saudáveis, essa relação desapareceu.”
    Mais uma notícia sensacionalista! Pelo texto, o estudo não refere que é mais saudável a dieta Vegan, apenas faz comparações entre grupos em estudo. Consumir mais 3% de proteina vegetal reduz mortalidade em 10% entre as pessoas não saudáveis, enquanto que um aumento de 10% de proteínas animais aumenta 8% o risco de morte, e depois vem a frase com que comecei! nas pessoas que não têm problemas, não há diferenças! A parte sobre dieta vegan foi invenção de quem escreveu o subtítulo!

  3. Devia haver um contacto para podermos reclamar, quando publicam falsidades desta enormidade. Um site de notícias não pode publicar mentiras, ou perde toda a credibilidade…

Responder a MM Cancelar resposta

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …