Dieta que exclui produtos de origem animal dá anos de vida

tipstimesadmin / Flickr

-

Os carnívoros e até mesmo vegetarianos têm tendência a viver menos anos em relação aos que seguem uma dieta vegan, ou seja, que exclui todos os produtos de origem animal.

Não faltam especialistas em nutrição a alertar para os riscos para a saúde que a dieta vegan traz.

Mas, de acordo com um novo estudo, publicado no jornal científico JAMA Internal Medicine, o aumento de 3% no consumo de calorias de proteínas de origem vegetal reduz em 10% o risco de morte.

Por outro lado, acrescentar em 10% a ingestão de calorias provenientes de proteínas de origem animal aumenta em 8% a probabilidade de morte por doenças cardiovasculares.

“No geral, nossos resultados sustentam a importância das fontes de proteína na dieta para resultados de saúde em longo prazo. As nossas descobertas sugerem que as pessoas deveriam consumir mais proteínas vegetais do que animais e quando escolherem entre fontes de proteína animal, peixe e frango são provavelmente as melhores escolhas”, disse Mingyang Song, autor principal do estudo.

Após monitorizar os registos de saúde e a dieta de mais 130 mil pessoas, ao longo de 30 anos, os investigadores do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, concluíram também que substituir a ingestão de ovos por proteínas de origem vegetal reduziu em 19% o risco de morte.

Já a eliminação da carne vermelha da dieta levou a que 12% dos pacientes apresentasse menos maleitas em relação aos restantes.

De acordo com os autores, essa associação entre a ingestão de proteínas de origem animal – como carne, frango, peixe, ovos e laticínios – e o aumento do risco de morte foi observado em pessoas com pelo menos um fator de risco, como tabagismo, alcoolismo e obesidade.

Entre aquelas que tinham hábitos de vida mais saudáveis, essa relação desapareceu.

Uma possível explicação para isso, segundo os autores, é que as proteínas de origem vegetal – geralmente ricas em gordura insaturada (que não prejudicam a saúde vascular) compensam os efeitos adversos desses fatores de risco.

Outra hipótese é que as pessoas mais preocupadas com a saúde já têm o hábito de comer mais peixe e frango (as proteínas de origem animal mais saudáveis).

O estudo mostra ainda que as proteínas de origem animal estão relacionadas a um aumento da probabilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde.

Por outro lado, as proteínas vegetais conseguem reduzir a pressão sanguínea e o colesterol e aumentar a sensibilidade à insulina.

Move

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Essa questão de excluir produtos de origem animal na alimentação, não passa de uma fraude dos fundamentalistas “vegan”.
    Está mais que provado (cientificamente), que uma alimentação correcta deve ser equilibrada e variada – incluindo carne derivados, para uma vida saudável.

  2. “Entre aquelas que tinham hábitos de vida mais saudáveis, essa relação desapareceu.”
    Mais uma notícia sensacionalista! Pelo texto, o estudo não refere que é mais saudável a dieta Vegan, apenas faz comparações entre grupos em estudo. Consumir mais 3% de proteina vegetal reduz mortalidade em 10% entre as pessoas não saudáveis, enquanto que um aumento de 10% de proteínas animais aumenta 8% o risco de morte, e depois vem a frase com que comecei! nas pessoas que não têm problemas, não há diferenças! A parte sobre dieta vegan foi invenção de quem escreveu o subtítulo!

  3. Devia haver um contacto para podermos reclamar, quando publicam falsidades desta enormidade. Um site de notícias não pode publicar mentiras, ou perde toda a credibilidade…

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …