Quem devolver uma garrafa de plástico vai receber entre dois e cinco cêntimos

A devolução de embalagens de bebidas feitas com plástico não reutilizável vai passar a ser recompensada: os consumidores poderão receber entre dois e cinco cêntimos por cada garrafa devolvida, tendo em conta a sua capacidade.

Esta medida faz parte de um projeto-piloto do Ministério do Ambiente e da Transição Energética que deverá ser implementado até ao final de 2019 e foi publicada em Diário da República nesta sexta-feira.

O objetivo é “garantir” o encaminhamento destas embalagens “para a reciclagem” e para isso, o Governo vai pagar dois cêntimos por embalagens até 0,5 litros e cinco cêntimos por embalagens com capacidade de mais do que 0,5 litros e menos do que dois litros. Podem ser devolvidas as garrafas PET (politereftalato de etileno) de água, sumo, refrigerantes e bebidas alcoólicas (mas não lácteas) com o código de barras visível.

Estes valores poderão ser revistos “em alta” durante o período do funcionamento deste incentivo “com vista ao cumprimento das metas previstas na portaria que o regulamenta”, refere o documento.

Porém, o prémio não será atribuído em numerário, mas antes “por via de talão de desconto rebatido em compras, descontos em lojas, atividades ou serviços, sorteios ou donativos a instituições de solidariedade social”, enumera o despacho publicado em Diário da República, seguindo um mecanismo que ainda tem de ser acordado entre os embaladores e importadores de produtos embalados e as grandes superfícies comerciais.

Este projeto-piloto entra no âmbito do “sistema de incentivo à devolução de embalagens de bebidas em plástico não reutilizáveis e de depósito de embalagens de bebidas em plástico, vidro, metais ferrosos e alumínio”, criado em 2018 com o objetivo de recompensar quem devolvesse uma garrafa de plástico, a partir de uma alteração ao Decreto-Lei n.º 152-D/2017, de 11 de dezembro.

De acordo com a lei de 2018, as “grandes superfícies comerciais” que comercializam bebidas embaladas deverão disponibilizar equipamentos para a devolução das embalagens e os seus responsáveis “ficam obrigados a disponibilizar espaço no estabelecimento, a título gratuito, para a instalação dos equipamentos”, refere a mesma lei.

Portugal registou um aumento de 11% de reciclagem no primeiro semestre deste ano, comparando com os dados do período homólogo de 2018. Entre janeiro e junho deste ano foram recolhidas cerca de 175 mil toneladas de embalagens, o que equivale ao peso de 450 aviões comerciais, tendo-se verificado um “aumento significativo” em todos os materiais recolhidos.

O papel e o cartão registaram um aumento de 16% de toneladas recolhidas, seguindo-se o alumínio que apresentou um crescimento de 13% e o vidro que registou mais 10% de toneladas reunidas do que no primeiro semestre do ano passado. Já o plástico apresentou um crescimento de 5% de toneladas recicladas, valor que, segundo a Sociedade Ponto Verde, se deve à diminuição da sua utilização.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. as garrafas podem ir amassadas para ocupar pouco espaço no carro? os que vão fazer isso são os que já separavam. não estou a ver ninguem a levar umas sacadas com 20 garrafas para ter 1€ de desconto.
    voltar ao vidro. e/ou aplicar uma taxa elevada no vasilhame, quando se compra a garrafa com liquido para a retoma ser maior e “ser obrigatorio devolver” para reaver o dinheiro

  2. O governo português que faça uma visita de estudo à Alemanha, onde esse sistema já funciona (e bem) há anos. O valor que querem aplicar é que é muito baixo, na Alemanha por cada garrafa paga/recebe 0,25€. Com esse valor não há quase ninguém que não queira devolver as garrafas, pois 4 já valem 1€!…

  3. Espera-se que não seja o consumidor / contribuinte a pagar uma vez mais, medidas de sustentabilidade cuja responsabilidade assume ao Estado ou ao governo.

    • Caso ainda não tenhas percebido, em qualquer lugar do mundo, são sempre os contribuintes a pagar (direta ou indiretamente) tudo; daí se chamarem-se contribuintes!…

  4. Muito bem. Agora vamos à realidade. Eu quero descriminado no preço o valor que já pago no ato de compra de qualquer água, sumo, etc. que é para a reciclagem. O valor da distribuição desse montante, continua a não ser noticiado. Que bom para alguns.

Responder a david Cancelar resposta

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …

Escolas encerradas empurram milhões de crianças para o trabalho infantil

Milhões de crianças correm o risco de serem forçadas a fazer trabalho infantil, como resultado da pandemia do novo coronavírus. Isto poderá levar ao primeiro aumento no trabalho infantil, depois de 20 anos de progresso. De …

Oito anos depois, um Schumacher volta à F1

Mick Schumacher vai conduzir um Alfa Romeo em Nürburgring, na 1.ª sessão de treinos livres. Jovem piloto deverá ser campeão da Fórmula 2, já neste ano. Michael Schumacher esteve na Fórmula 1 em 19 épocas, não …

Restauração, cinema e alojamento com condições especiais nas moratórias

Restauração, transportes aéreo, ferroviário e marítimo, educação, atividades de saúde e desportivas, alojamento e cinema são alguns dos setores com condições especiais de pagamento nas moratórias bancárias, segundo diploma publicado. O decreto-lei, esta terça-feira publicado em …

Ex-diretor da agência Elite Models europeia investigado por violação e abuso sexual

Gérald Marie, ex-diretor de uma das maiores agências de modelos do mundo, está a ser investigado pelas autoridades francesas, por suspeitas de agressão sexual e violação, inclusivamente a uma menor. Segundo a Procuradoria-Geral da República francesa, …

Parceiros sociais apanhados de surpresa com alterações ao sucessor do lay-off

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) disse que o Governo não apresentou aos parceiros sociais as alterações que anunciou para regime de apoio à retoma progressiva, o sucedâneo do lay-off simplificado. "Compreendemos que o …