Deutsche Bank revela queda de 98% nos lucros

spiegelneuronen / Flickr

As acções do Deutsche Bank estão em queda na bolsa e a situação do banco alemão alarma os investidores europeus, depois de terem sido divulgados os resultados da maior instituição financeira alemã que apontam para uma queda de 98% dos lucros relativos aos últimos três meses.

O Deutsche Bank encerrou o segundo trimestre deste ano com uma descida de 98% nos lucros, obtendo resultados positivos de 20 milhões de euros entre Abril e Junho contra os 818 milhões de euros verificados no mesmo período em 2015, avança o Jornal de Negócios.

Fazendo as contas em termos do primeiro semestre do ano, o Banco alemão reporta uma queda de 81,4% nos lucros, situando-se nos 256 milhões de euros contra os 1.377 milhões verificados há um ano.

Estes resultados explicam-se pelos elevados custos com a reestruturação do Deutsche Bank e com processos judiciais, de acordo com a instituição.

A situação também foi agravada por uma redução de 9% nos depósitos, ao longo do primeiro semestre do ano, pela redução das  taxas de juro e por “um mercado difícil” que enfrenta uma “incerteza macroeconómica” agravada pelo Brexit, afiançam ainda os responsáveis do Deutsche Bank.

“Se o actual ambiente económico fraco persistir, teremos que ser ainda mais ambiciosos no tempo e na intensidade da nossa reestruturação”, alerta o presidente executivo do Banco, John Cryan, em declarações divulgadas pela Reuters.

Não nos desviaremos de decisões duras apenas para embelezar os ganhos no curto prazo“, garante ainda Cryan quando o Deutsche Bank é apontado pelas autoridades financeiras como um banco problemático que pode arrastar a economia europeia para mais uma crise financeira.

Ainda recentemente, um responsável do banco falou na necessidade de um plano de resgate financeiro em termos que fazem lembrar o caso do Lehman Brothers que faliu em 2008, arrastando o mundo para a crise que ainda hoje se faz sentir.

A situação do Deutsche Bank é tanto mais complicada quando estão à porta os resultados dos testes de stress realizados pela Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) e que serão conhecidos na sexta-feira.

As dúvidas quanto ao gigante alemão levaram já à queda abrupta das acções do Deutsche Bank na bolsa. Os títulos chegaram a cair mais de 5%, a maior queda do dia na bolsa germânica.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Afinal não era os bancos portugueses e italianos que iam dar cabo do mundo? Já sei é como se diz em linguagem militar, Portugal e Italia, foram manobras de diversão.
    Quero ver o que o anormal do ministro deles vai agora dizer, será que vão aumentar as multas à peninsula, contrariando o que já deveria ser? NUNCA TEREM colocado essa possibilidade? Não falo mal senão diria politicos de M (Pode ser M de Maastrich)

  2. Comentando o comentador acima. Mas você duvida que Portugal e Espanha têm sido manobras de diversão…(além de outras)? Só tenho medo do dia em que lhes falte a imaginação, ou falta de vergonha, quando nos cair em cima, com estrondo a desgraça que aí vem. Mas nessa altura, estes políticos de M (de Maastricht) terão desaparecido e ninguém mais os encontra.

    • Caro Janeka, não tenha duvida e até acrescento que já andamos a ser manobra de diversão desde que nos espetaram com o resgate dentro. Foi tudo uma gigantesca aldrabice.

Itália volta a disputar a fronteira do Monte Branco com França

Depois das autoridades francesas imporem medidas restritivas que afetaram o território italiano, o país reacendeu uma disputa antiga com França. Em causa estão os direitos de fronteira do Monte Branco. Luigi Di Maio, ministro das Relações …

Maior queda do mês no preço dos combustíveis. Gasóleo atinge mínimos de 4 meses

A partir de hoje os preços dos combustíveis irão baixar, e esta será a maior queda do mês. No que diz respeito ao preço da gasolina, esta deverá cair um cêntimo para 1,387€ por litro. …

Mais de 500 detidos nos protestos contra Lukashenko. Segue-se a greve geral

A greve geral anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio para exigir a saída do Presidente começou, esta segunda-feira, com protestos tímidos e detenções em todo o país. "O prazo para cumprir as exigências do …

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …