“Desespero e tirania”. Trump não promete transição pacífica caso perca as eleições

Sarah Silbiger / Pool

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não promete uma transição pacífica na Casa Branco caso perca as eleições, agendadas para 3 de novembro.

“Teremos de ver o que acontece. Sabem que me tenho queixado veementemente dos boletins de voto. E os boletins de voto são um desastre”, disse esta terça-feira o Presidente norte-americano, citado pelo Expresso, referindo-se aos votos por correspondência.

“Livrem-se dos boletins e terão [uma transição] muito pacífica… francamente, não haverá uma transição. Haverá uma continuação. Os boletins estão fora de controlo”, continuou.

Os boletins de voto por correspondência, que o Presidente tem colocado em causa, serão utilizados nas presidenciais norte-americanas deste ano devido à pandemia de covid-19.

O FBI rejeita as acusações de Trump sobre eventuais fraudes com os boletins de voto.

 

Estas declarações preocupam republicanos e democratas, escreve o Diário de Notícias.

O Presidente do Senado norte-americano, o republicano Mitch McConnell, recorreu ao Twitter para garantir aos eleitores que o vencedor das eleições de novembro tomará posse tal como o calendário prevê, no início da janeiro.

“O vencedor da eleição de 3 de novembro tomará posse em 20 de janeiro. Haverá uma transição ordenada, assim como tem acontecido a cada quatro anos desde 1792”.

Já o presidente do Comité Judiciário do Senado, Lindsey Graham, um aliado próximo de Donald Trump afirmou, em declarações à emissora norte-americana Fox News: “Posso garantir que será pacífica [a transição]. Agora, podemos ter litígios sobre quem ganhou a eleição, mas o tribunal [supremo] decidirá e se os republicanos perderem, aceitaremos o resultado. Mas precisamos de um tribunal” .

Trump “não está na Coreia do Norte”

Foram várias as figuras que reagiram esta semana às declarações de Trump.

A democrata Hillary Clinton, derrotada por Trump na última eleição presidencial, escreveu no Twitter: “A recusa de Trump em comprometer-se com a transferência pacífica do poder é o comportamento de um suposto ditador desesperado que se agarraria ao cargo mesmo que significasse destruir nossa democracia. É patético. Mas porque ele é o Presidente, devemos levar a sério a ameaça”, escreveu, citada pelo jornal The Guardian.

Recorrendo à mesma rede social, o senador republicano Mitt Romney escreveu: “O fundamental para a democracia é a transição pacífica de poder; sem isso, há a Bielorrússia”. Por sua vez, Nancy Pelosi, a presidente democrata da Câmara dos Estados Unidos, disse que era necessário lembrar o Presidente norte-americano que “não está na Coreia do Norte, não está na Turquia, não está na Rússia”.

Ouvido pelo semanáro Expresso, o sociólogo DaShanne Stokes, considerou esta é a “mais recente demonstração do desespero e da tirania mesquinha que têm caracterizado a presidência ilegítima de Trump desde o início”.

“Não é uma surpresa que um Presidente criminoso, que regularmente abusa do poder e viola leis americanas, tente, uma vez mais, manter-se no poder através de meios imorais, antiéticos, ilegais e antiamericanos (…) Afinal, este é um homem que ajudou os nossos inimigos e solicitou atos de guerra contra a América em benefício próprio e para enriquecer. Essa é a definição exata de traição”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Espero sinceramente estar enganado, mas esta besta quadrada, perdão, redonda, perdendo as eleições, ainda vai ser responsável por uma guerra civil nos EUA….

  2. De tanto andar a semear “democracia” pelo mundo, eis uma como nenhuma outra! E bem-merecido: é a vez de perceberem o mal e as guerras que espalharam nas últimas décadas por toda a terra.

  3. Este artigo, tal como outros aqui publicados, está repleto de mentiras, descontextualizações… ou más traduções. O Expresso não é uma fonte fiável. Há, sim, «desespero e tirania», mas por parte dos democratas; estes, sim, é que são os criminosos.

  4. Ora aqui está um verdadeiro exemplo do celebrado sistema DEMOCRÁPULA do Império dos Cowboys (USA e abusa), segundo a digníssima e superior interpretação do atual Sheriff de serviço …

RESPONDER

Ministério Público declara ilegal eleição de André Ventura

Ministério Público invalidou a mudança nos estatutos do Chega, incluindo a eleição direta de André Ventura. O líder do partido admite um novo congresso. No início do mês, o Ministério Público (MP) pediu ao Tribunal Constitucional …

Ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos demite-se por causa do Afeganistão

Sigrid Kaag demitiu-se do seu cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos, depois de o Parlamento considerar que o Governo fez uma má gestão da retirada de cidadãos do Afeganistão. A ministra dos Negócios …

Rio "atirou" Costa aos macacos e pediu aos eleitores que "penalizem" o descaramento do PS

Rui Rio afirma nunca ter visto um "desplante" semelhante ao do PS no que respeita a promessas eleitorais como o que está a acontecer na atual campanha para as autárquicas. Mais um dia, mais uma capelinha. …

Boris quer destronar Thatcher com mais uma década no poder

Há quem acredite que o atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer bater o recorde de Margaret Thatcher, que exerceu o cargo de 1979 a 1990. Um membro do Governo britânico terá dito ao The Times que …

Itália passa a exigir certificado verde a todos os trabalhadores

Medida é das mais restritivas atualmente em vigor no mundo inteiro, já que todos os regimes de obrigatoriedade que vigoram atualmente aplicam-se sobretudo a profissionais do setor da saúde. A partir de 15 de outubro, itália …

Com receio de que violência negacionista possa escalar, PSP reforça segurança pessoal de políticos

As forças de segurança temem que a violência negacionista aumente e o movimento atraia pessoas desequilibradas. No passado sábado, vários negacionistas, reunidos em mais uma manifestação, desta vez com o mote “Pelas nossas crianças – Rumo …

Promessa eleitoral de Costa em Coimbra arranca um aviso da CNE. Rio ficou "chocado"

António Costa tem estado activo na campanha eleitoral, ao lado dos candidatos do PS às autárquicas, e até sacou da cartola uma maternidade em Coimbra. Uma promessa que deixou Rui Rio "chocado" e que leva …

O voto que dá que falar. "Não há um centímetro quadrado de Portugal que seja indigno" do Constitucional

Três juízes do Tribunal Constitucional contestaram o parecer dos seus pares que considera "desprestigiante" a mudança deste órgão de Lisboa para Coimbra, mas é o voto contra de Mariana Canotilho que dá que falar, uma …

T-shirt reduz efeitos da menopausa

T-shirt portuguesa reduz sintomas da menopausa e ajuda quem tem cancro (e já está à venda)

A investigadora da Universidade do Minho (UM) Filipa Fernandes criou uma t-shirt que atenua os efeitos da menopausa e melhora a qualidade de vida de pacientes com cancro, graças a um tecido com um revestimento …

Estrela Vermelha 2-1 Braga | Guerreiros com mira desalinhada

Inglório. O Sporting de Braga foi a Belgrado perder com o Crvena Zvezda, ou Estrela Vermelha, por 2-1, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa. Os minhotos tiveram mais bola, criaram diversos lances de …