Descobertos na Austrália vestígios da vida mais antiga em terra

(dr) Tara Djokic

A formação rochosa Dresser, na região de Pilbara, onde foram encontrados os vestígios

A formação rochosa Dresser, na região de Pilbara, onde foram encontrados os vestígios

Cientistas descobriram na Austrália vestígios da vida mais antiga em terra, com 3,48 mil milhões de anos, em depósitos fossilizados de fontes termais.

Segundo um estudo publicado na revista Nature Communications, os vestígios foram encontrados por uma equipa de investigadores da Universidade de Nova Gales do Sul na formação rochosa Dresser, na região de Pilbara.

Até agora, os vestígios de vida microbiana mais antigos no solo tinham sido detetados na África do Sul e remontavam a entre 2,7 e 2,9 milhões de anos, segundo um comunicado da universidade australiana.

Segundo os autores do estudo, este é o mais antigo vestígio de uma nascente de água quente em terra – mais de 3 mil milhões de anos antes da mais antiga até agora descoberta.

“Encontrar uma destas nascentes ancestrais de água é a mesma coisa que tropeçar na pistola que disparou a vida para a terra — e vê-la ainda a fumegar”, disse ao ABC a doutoranda Tara Djokic, co-autora do estudo.

A descoberta pode significar que a vida em terra surgiu mais cedo do que se pensava e teve origem em fontes termais de água doce, e não em oceanos de água salgada, tendo implicações na procura de vida em Marte, uma vez que o planeta tem depósitos de fontes termais com uma idade semelhante aos da formação rochosa australiana.

(dr) Martin van Kranendonk

A doutoranda Tara Djokic e o professor Martin van Kranendonk, autores da descoberta

A doutoranda Tara Djokic e o professor Martin van Kranendonk, autores da descoberta

A equipa considera que os depósitos de fontes termais foram formados em terra e não no mar, depois de ter identificado a presença de geiseritos – depósitos minerais ricos em silício.

Nos depósitos de fontes termais de Pilbara, os investigadores da Universidade de Nova Gales do Sul encontraram fósseis de estromatólitos – estruturas calcárias formadas pela atividade microbiana – e de bolhas bem preservados.

Em setembro de 2016, um grupo internacional de cientistas descobriu aquele que pode ser o vestígio mais antigo de vida na Terra, com 3,7 mil milhões de anos, em fósseis de estromatólitos de depósitos marinhos na Gronelândia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …

Portugal vs Alemanha: Portugal perde por 2-4

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Choques elétricos no pescoço podem combater a fadiga

Desde café a rotinas de sono complexas: os seres humanos desenvolveram várias estratégias para evitar o cansaço. Agora, cientistas acreditam ter descoberto uma nova técnica de combate à fadiga através de estimulação elétrica cerebral não …

"Juneteenth". Novo feriado americano comemora o fim da escravatura

Este sábado comemora-se o mais recente feriado nacional a ser instituído nos Estados Unidos da América. É o chamado Juneteenth, um termo que funde as palavras "june" (junho) e "nineteenth" (dezanove), e representa a data …

Chef Enrico Derflingher trabalhou em Buckingham e na Casa Branca (e revela as preferências da rainha e de Bush)

O chef Enrico Derflingher já alimentou algumas das figuras mais poderosas do mundo. Do Palácio de Buckingham à Casa Branca, o chef italiano sabe melhor do que ninguém quais são as preferências culinárias de Isabel …

Maiores de 35 anos vão poder agendar toma da vacina na segunda-feira

As pessoas com 35 ou mais anos vão poder agendar a toma da vacina contra a covid-19 na próxima segunda-feira. A informação foi confirmada ao Público por fonte da task force. A mesma fonte não adiantou …