Descoberto palácio de Rei Bíblico por baixo de túmulo destruído pelo Daesh

Voice of America / wikimedia

Ruínas da mesquita sunita, onde estava o Templo de Jonas, em Mosul, destruída pelo Daesh em 2014.

Ruínas da mesquita sunita, onde estava o Templo de Jonas, em Mosul, destruída pelo Daesh em 2014.

Arqueólogos iraquianos fizeram uma descoberta surpreendente nos destroços do Túmulo do Profeta Jonas que foi destruído pelo grupo terrorista Daesh, deparando-se com o palácio do antigo rei assírio Senaquerib que é citado na Bíblia.

O exército iraquiano recuperou a zona onde se situa o Túmulo, numa colina de Mosul, no Iraque, das mãos do Daesh, no mês passado, no âmbito da forte ofensiva que foi lançada sobre a cidade que esteve sob controle do grupo terrorista durante os últimos dois anos.

Quando os arqueólogos procediam à documentação dos estragos provocados pelo grupo terrorista no Túmulo de Jonas, que estava situado numa mesquita sunita, tropeçaram nos vestígios do palácio do antigo Rei assírio Senaquerib que data de 600 a.C..

A existência do palácio era conhecida, mas nunca antes se tinham encontrado os seus vestígios.

O palácio foi construído para o Rei Senaquerib, cujo nome significa “O Deus da Lua Multiplicou os Seus Irmãos” e que vem mencionado na Bíblia por causa da sua invasão ao antigo Reino de Judá, em 701 a.C..

Senaquerib acabou assassinado por dois dos seus filhos. Outro dos seus filhos, Assaradão, tornou-se Rei da Assíria (681 a.C. a 669 a.C.) e tratou de ampliar o palácio que foi depois, remodelado pelo seu sucessor, Assurbanípal, o último grande líder da Assíria.

Destruição do Daesh leva a “descoberta fantástica”

O The Telegraph, que relata a descoberta, conta que os arqueólogos chegaram aos vestígios do palácio graças aos túneis escavados pelo Daesh para procurar artefactos antigos para pilhar.

Foi nessa travessia pelos túneis que a arqueóloga iraquiana Layla Salih descobriu uma inscrição numa pedra, com referência a Assaradão, em escrita cuneiforme – uma das primeiras formas de escrita -, datada de 672 a.C., altura em que o palácio integrava a antiga cidade assíria de Nineve.

Os arqueólogos encontraram também, antigas esculturas assírias em pedra.

“Os objectos não combinam com as descrições do que pensávamos estar lá em baixo, por isso a destruição do Daesh levou-nos, na verdade, a uma descoberta fantástica“, explica ao The Telegraph a professora Eleanor Robson, directora do Instituto Britânico para o Estudo do Iraque.

“Há uma grande quantidade de história lá em baixo, não apenas pedras ornamentais. É uma oportunidade para, finalmente, mapear a “casa-do-tesouro” do primeiro grande império do mundo, desde o período do seu maior sucesso”, acrescenta Eleanor Robson.

E não se sabe que relíquias os terroristas podem ter encontrado antes de os arqueólogos lá terem chegado. “Acreditamos que eles tiraram muitos artefactos, tais como cerâmica e peças pequenas, para vender”, refere Layla Salih ao The Telegraph.

A grande preocupação dos investigadores são agora, os túneis que estão em risco de “colapsar”, o que, a acontecer, travará a investigação e colocará em cheque o património histórico já encontrado.

SV, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …

Benfica: a principal ameaça na Liga dos Campeões será Darwin

Pelo menos é a visão catalã. Benfica é o próximo adversário do Barcelona. Mais um jogo, mais uma vitória. O Benfica só sabe ganhar no campeonato português, para já, e na noite passada venceu em casa …

Estado vai financiar formação de funcionários públicos em universidades e politécnicos

Verbas destinadas ao projeto provêm do Orçamento do Estado e do Plano de Recuperação e Resiliência — cerca de 600 milhões. O Estado vai financiar, inteira ou parcialmente, as formações profissionais dos profissionais públicos, através do …

Sevilha rescinde com jogador por má forma física

O Sevilha anunciou a rescisão de contrato com o defesa-central Joris Gnagnon por falta de profissionalismo relativamente à sua forma física. De acordo com o jornal A Bola, o Sevilha rescindiu contrato com o defesa-central francês …

"O nosso Governo está pronto". Trudeau volta a ganhar as eleições - mas sem maioria absoluta

O líder do Partido Liberal do Canadá (LP) Justin Trudeau disse hoje, depois de ganhar as eleições gerais do país, que os eleitores canadianos escolheram "um plano progressivo" e que está pronto para formar um …

Travar margens nos combustíveis pode acabar por prejudicar os consumidores (e até fechar bombas)

A proposta de lei do Governo aprovada, na semana passada, para a limitação das margens das petrolíferas nos preços dos combustíveis pode acabar por travar a concorrência e até levar ao encerramento de bombas de …

"Nunca se pode tirar Messi" (mas há um gesto que pode explicar a sua substituição)

A substituição de Messi, e a forma como reagiu, no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Lyon da Liga francesa, continua a dar que falar. E agora avança-se a possibilidade de o craque argentino …

Médicos querem que norma de isolamento tenha em conta a atual taxa de vacinação

Com o regresso às aulas, médicos de saúde pública defendem a revisão da norma referente ao isolamento de contactos de risco, para que esta tenha em consideração a elevada taxa de vacinação. O ano letivo arrancou …

Com Moedas como alvo e Temido como "guardiã", Medina prometeu um novo futuro para Lisboa

O candidato da coligação PS/Livre à presidência da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, acusou a direita de ambicionar nas autárquicas de domingo “a segunda volta do jogo que perdeu na disputa do poder legislativo”. Fernando Medina …