Desapareceu lancha que transportava 32 pessoas que fugiam da crise na Venezuela

Uma lancha que transportava 32 venezuelanos está desaparecida desde a passada sexta-feira, dia em que partiu desde a povoação de Aguide, no estado de Falcón (centro-norte do país), em direção ao Curaçau.

O alerta foi dado na segunda-feira pelo deputado da Assembleia Nacional Luís Stefanelli, que instou as autoridades venezuelanas a ativarem uma operação de busca pelos desaparecidos, que fugiam da crise política, económica e social na Venezuela.

“Alertamos o país sobre a desaparecimento de uma lancha rápida que partiu na passada sexta-feira desde a povoação de Aguide, município de San Francisco, no estado de Falcón (centro-norte do país), em direção ao Curaçau”, disse aos jornalistas.

Segundo o deputado, a lancha partiu com 32 pessoas a bordo, entre elas uma criança que ia acompanhada pelos pais. “O apelo é às autoridades que, com dolo, não ativaram um operação para descobrir o paradeiro destes 32 venezuelanos”, disse.

Luís Stefanelli recordou que em 2017 ocorreu um naufrágio que causou mais de duas dezenas de mortos que fugiam para o Curaçau, em busca de melhores condições de vida. “Em 2017 houve mais de 20 mortos, tememos que tenha acontecido o pior”, advertiu.

Ao longo do dia, familiares dos desaparecidos protestaram, no Estado venezuelano de Falcón, reclamando pela falta de resposta das autoridades locais.

Fontes não oficiais referem que a embarcação não tinha nome e que dois outros pequenos barcos partiram na segunda-feira à procura dos desaparecidos, mas que regressaram sem quaisquer informações.

As mesmas fontes indicaram que os passageiros pagaram mais de 400 dólares (cerca de 350 euros) pela viagem e que alguns pretendiam chegar à ilha vizinha de Aruba.

Nas últimas seis semanas foram conhecidos dois naufrágios de embarcações que transportavam pessoas que escapavam da crise na Venezuela. O primeiro ocorreu a 23 de abril, e envolveu uma outra pequena embarcação, a Jhonnalys José, com 38 passageiros a bordo, que naufragou depois de partir do Estado venezuelano de Sucre (leste do país), em direção a Trinidad e Tobago. Oficialmente foram encontrados nove sobreviventes.

A 19 de maio pelo menos 22 pessoas desapareceram na sequência do naufrágio de uma outra pequena embarcação, a “Ana Maria”, que faria a mesma rota. Fontes não oficiais dão conta que foi resgatado o capitão e um outro sobrevivente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Interesse na compra da TVI faz ações da Cofina subir mais de 5%

As ações da Cofina subiam esta segunda-feira mais de 5%, depois de na semana passada a dona do Correio da Manhã ter confirmado que estava a negociar com a Prisa a compra da Media Capital, …

Boris Johnson rejeita convocar o Parlamento durante as férias

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, rejeitou esta segunda-feira a ideia de convocar o Parlamento durante as férias, depois da divulgação de documentos alertando para a escassez de alimentos e outros bens no caso de um …

Donald Trump partilha imagem da Trump Tower na Gronelândia

Donald Trump prometeu não construir uma Trump Tower na Gronelândia, o território autónomo da Dinamarca que quer comprar por ser um “grande negócio imobiliário”. A fotomontagem foi publicada no Twitter pelo Presidente dos Estados Unidos. A …

Dia vira noite. Às 15 horas já estava escuro em São Paulo

Uma frente fria encontrou-se com uma massa de ar que continha partículas de incêndios florestais da região da Amazónia. O choque de temperatura entre as duas massas, teve como resultado o escurecimento do dia. Durante a …

Zé Luís rejeitou salário três vezes mais alto para vir para o FC Porto

Com a ambição de representar o FC Porto, Zé Luís teve de fazer sacrifícios a nível financeiro. O cabo-verdiano rejeitou uma proposta da China com um salário muito mais alto. Zé Luís parece começar a justificar …

Motorista que conduziu Marcelo entre Lisboa e Porto mandou um e-mail. Foi investigado como "ameaça ao Estado"

O Governo recebeu um email a avisar que a greve dos motoristas ia provocar o caos, fazendo parar muitos serviços - e lembrando que assim caiu um governo no Chile. O executivo receou que fosse uma …

Marinho e Pinto quer Pardal Henriques como deputado do Partido Democrático Republicano

Ainda que não tenha confirmado Pedro Pardal Henriques como um dos cabeça-de-lista do partido que fundou, Marinho e Pinto não poupou elogios ao advogado do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) . “Seria um …

TAP vai deixar de contar para o défice orçamental

A 15 dias das eleições legislativas, o défice orçamental de 2018 vai ser revisto em baixa. Em causa estão os prejuízos da TAP que deixam de influenciar as contas nacionais. A alteração será comunicada a duas …

Imigrantes desesperam com atrasos no SEF. Bloco questiona Governo

As marcações para atendimento no SEF estão suspensas até ao final deste ano e não existem datas disponíveis nem agenda definida para 2020, levando muitos imigrantes a ficar em risco de irregularidade. A espera para conseguir …

Rui Rio esteve de cócoras a confecionar tapetes em Viana do Castelo. Mas quer país governado “bem de pé”

O líder do PSD, Rui Rio, esteve “de cócoras” a confecionar tapetes floridos em Viana do Castelo, na noite de segunda-feira, assumindo que aquela posição é desaconselhada para governar o país. Duzentos metros ao lado, António …