Derrocada em Miguel Bombarda obriga a corte de trânsito no Porto

Manuel de Sousa / Wikimedia

-

Uma derrocada num edifício da rua Miguel Bombarda, no Porto, e o risco de ruína da fachada obrigaram hoje ao encerramento do centro de saúde e ao corte do trânsito de parte da artéria, constatou a Lusa no local.

Fonte da Proteção Civil municipal revelou à Lusa que “o risco é a fachada cair”, pelo que parte da rua foi cortada à circulação automóvel para “realizar já” os “trabalhos de mitigação dos estragos”, com vista a “salvaguardar a segurança na via pública” antes do regresso do mau tempo.

Por precaução, foi encerrada a Unidade de Saúde Familiar de S. João, instalada no número 234 daquela rua, num edifício contíguo ao da derrocada, indicou a mesma fonte, presente no local.

A fonte da Proteção Civil explicou ainda que os trabalhos com vista a evitar novas derrocadas têm de realizar-se “ainda hoje, por causa das previsões de mau tempo” para terça-feira.

O Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto foi informado do desabamento de “uma das paredes de um edifício” pelas 13:07.

O corte de trânsito na rua Miguel Bombarda começa a seguir ao cruzamento daquela artéria com a rua do Rosário.

Fonte dos Bombeiros Voluntários do Porto revelou à Lusa que aquela corporação respondeu, pelas 14h05, a um pedido do Batalhão de Sapadores Bombeiros para retirar, de “uma casa comercial”, um vidro “a ameaçar cair para a via pública”.

De acordo com a mesma fonte, a situação será resultado do “mau tempo”.

Protecção Civil retira “elementos instáveis” de prédio

O comandante do Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto, Rebelo de Carvalho, revelou ao fim da tarde estarem em preparação trabalhos para eliminar do prédio “os elementos instáveis” que podem cair na via pública.

A intenção é “manter a fachada” do imóvel privado e “tentar fixá-la”, mas Rebelo de Carvalho admitiu à Lusa tratar-se de um “trabalho minucioso”, alvo de uma “avaliação contínua” em função dos elementos que forem sendo retirados.

Para “reduzir o perigo dos elementos instáveis que possam cair na via pública”, a Proteção Civil do Porto aguarda pela chegada das máquinas que vão auxiliar as operações, ainda sem previsão quanto ao tempo que poderão demorar.

“É um trabalho delicado. Vamos tentar que seja o mais rápido possível, em segurança”, frisou Rebelo de Carvalho, esclarecendo que o imóvel devoluto é privado e que o seu proprietário está no local a acompanhar a situação.

Rebelo de Carvalho recusou tratar-se de uma demolição e frisou que a intenção é não mexer nas “peças que apresentem segurança”.

O comandante esclareceu ainda que depois da derrocada de parte do edifício, perto das 13h, foi “criado um perímetro de segurança” e, “após uma inspeção e avaliação”, tomada a “decisão de encerrar o centro de saúde situado no edifício contíguo”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Apoiantes de Navalny acusam Google e Apple de "censura" política

Os apoiantes de Alexei Navalny acusaram hoje as empresas Google e Apple de terem suprimido o apelo ao voto "útil" proposto pelo oposicionista através das respetivas plataformas, denunciando "censura" num processo eleitoral em que a …

Presidente da República argentino cancela viagens para impedir que vice assuma Governo

Cristina Kirchner é parceira maioritária na coligação de Governo e exige, entre outras mudanças, a substituição de ários ministros, secretários e presidentes de organismos públicos. Recentemente, tem mostrado em público o seu descontentamento face à …

"Bazuca" europeia não resolve problema da falta de habitação

De acordo com vários especialistas, as 26 mil casas identificadas como prio­ritárias pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) não chegam para as necessidades do país, que podem chegar às 46 mil. A questão da aplicação …

Peça que terá sido usada no batismo de D.Maria II está à venda. Estado não a compra por ser demasiado cara

Há uma semana que está à venda uma peça que pertenceu à coroa portuguesa. Terá pertencido à família real depois do Terramoto de 1755 e, de acordo com o antiquário que agora a comercializa, terá …

"Dupla pancada". Vítimas de violência doméstica são deixadas ao abandono sem indemnização

Mais de 80% das vítimas de violência doméstica, a maioria mulheres, não recebem indemnizações, nem dos agressores nem do Estado. Se as vítimas não tiverem sofrido uma incapacidade para o trabalho por um período igual ou …

Ministério Público declara ilegal eleição de André Ventura

Ministério Público invalidou a mudança nos estatutos do Chega, incluindo a eleição direta de André Ventura. O líder do partido admite um novo congresso. No início do mês, o Ministério Público (MP) pediu ao Tribunal Constitucional …

Ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos demite-se por causa do Afeganistão

Sigrid Kaag demitiu-se do seu cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos, depois de o Parlamento considerar que o Governo fez uma má gestão da retirada de cidadãos do Afeganistão. A ministra dos Negócios …

Rio "atirou" Costa aos macacos e pediu aos eleitores que "penalizem" o descaramento do PS

Rui Rio afirma nunca ter visto um "desplante" semelhante ao do PS no que respeita a promessas eleitorais como o que está a acontecer na atual campanha para as autárquicas. Mais um dia, mais uma capelinha. …