Derek Chauvin pede novo julgamento. Alega má conduta e intimidação de testemunhas

(cv)

O ex-polícia de Minneapolis condenado no mês passado pelo assassinato de George Floyd pediu um novo julgamento, alegando má conduta de procuradores e jurados.

De acordo com a BBC, a equipa da defesa de Derek Chauvin entrou com documentos judiciais, alegando má conduta de procuradores e jurados. O advogado do ex-polícia afirma que o seu cliente foi privado de um julgamento justo.

Eric Nelson argumenta que o processo não foi imparcial por causa da publicidade antes do julgamento. Segundo o advogado, foi “tão difundido e tão prejudicial” antes e durante o julgamento, que representou um “defeito estrutural no processo”.

A moção alega ainda que foram cometidos erros pelo juiz e que houve má conduta do Ministério Público e intimidação de testemunhas.

Apoiantes de Chauvin apontam o dedo ao jurado Brandon Mitchell, que foi fotografado em agosto num evento em Washington realizado no 57.º aniversário da histórica marcha do movimento pelos direitos civis em Washington.

O evento incluiu um protesto “Tire o Joelho do Pescoço”, no qual oradores, incluindo o filho de Martin Luther King, exigiram igualdade racial. Mitchell foi fotografado com uma t-shirt com o slogan “Tire o seu joelho dos nossos pescoços” e “BLM”, referindo-se ao movimento Black Lives Matter.

Os jurados foram questionados antes do julgamento se eles ou pessoas que conheciam “participaram em protestos sobre o uso da força ou a brutalidade policial”. Mitchell disse que respondeu “não” a essa pergunta e que compareceu ao evento para comemorar o movimento pelos direitos civis.

“A oportunidade de estar perto de milhares e milhares de negros, só pensei que era uma boa oportunidade de fazer parte de algo”, disse.

Os media norte-americanos informam que o pedido de um novo julgamento era esperado e é uma medida comum após uma condenação. Especialistas citados pelo The New York Times disseram, contudo, que era improvável que a decisão do júri fosse anulada por causa das evidências no caso.

Derek Chauvin, que foi filmado ajoelhado no pescoço de Floyd durante mais de nove minutos, foi considerado culpado de assassinato e homicídio culposo.

O raro veredicto contra um policial foi considerado um marco na história racial dos Estados Unidos e foi amplamente aplaudido pelos norte-americanos. Chauvin arrisca até 40 anos de prisão. O ex-polícia será condenado no próximo mês.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este julgamento foi um disparate. Culpado de todas as acusações, incluindo homicídio premeditado, ou seja, que o polícia já tinha intenção de matar aquele indivíduo quando se dirigiu ao local. Uma mulher membro do júri confessou depois na TV que teve medo das consequências caso não o acusassem. É evidente. Pilhagens, agressões, destruição e caos patrocinado pela organização terrorista Black Lives Matter. E os media a divulgarem informações sobre os membros do júri. Uma palhaçada completa e um julgamento na praça pública por activistas terroristas. Enfim. 2021

RESPONDER

Alemanha ilumina-se com as cores do arco-íris em apoio à comunidade LGBT ( e contra a UEFA)

No momento do apito inicial para o jogo entre a Alemanha e a Hungria, vários estádios alemães vão iluminar-se com as cores do arco-íris, em apoio à comunidade LGBTI (e contra a decisão da UEFA). Esta …

Tony Carreira internado. Cantor está "bem de saúde"

O cantor Tony Carreira foi internado esta quarta-feira no hospital de Faro devido a uma suspeita de enfarte do miocárdio. De acordo com o Observador, a assessora de Tony Carreira confirmou que o músico foi internado …

Portugal vs França Em Direto: Já há onzes oficiais, Renato e Moutinho de início

A seleção de Portugal joga esta quarta-feira o tudo por tudo contra a França, num encontro que pode significar o apuramento para os Oitavos de Final do Euro 2020 ou o regresso a casa mais …

Moradores desalojados saíram de reunião com a Câmara de Loures com “uma mão cheia de nada"

Moradores desalojados de Loures dizem não ter recebido nenhuma solução de realojamento por parte da Câmara, que nega que as casas estivessem ocupadas na altura em que os técnicos fizeram um levantamento para a sua …

Marta Temido aponta para continuação das restrições em Lisboa

A ministra da Saúde disse esta quarta-feira que a situação epidemiológica da covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo deve traduzir-se na continuidade da aplicação das medidas de restrição em vigor. “Os números neste …

Primeiro julgamento ao abrigo da lei de segurança nacional em Hong Kong

Um homem acusado de conduzir uma motocicleta contra polícias de Hong Kong, enquanto transportava uma bandeira de protesto, tornou-se esta quarta-feira na primeira pessoa a ser julgada ao abrigo da lei de segurança nacional, aprovada …

Lei húngara que discrimina população LGBT+ "é uma vergonha", diz Ursula von der Leyen

O projeto de lei aprovado pela Hungria, que proíbe a divulgação a menores de 18 anos de conteúdos que incluam a "representação e promoção de uma identidade de género diferente do sexo à nascença, da …

Técnicos de Emergência queixam-se de atraso no pagamento de subsídio de risco

O Sindicato dos Técnicos de Emergência Médica Pré-Hospitalar (STEPH) denunciou esta quarta-feira a falta de pagamento, pelo INEM, do subsídio de risco covid-19 referente a abril, que deveria ter sido pago com o salário processado …

Bastonária dos Enfermeiros apela ao aproveitamento de recém-licenciados para vacinação

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, salientou esta terça-feira a importância de serem aproveitados ao máximo os profissionais recém-licenciados que estão a entrar no mercado para aumentar o ritmo de vacinação …

Críticas de Merkel sobre entradas em Portugal são "difíceis de entender", diz Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considera "difíceis de entender" as críticas da chanceler alemã Angela Merkel sobre a entrada de ingleses em Portugal. Na terça-feira, Merkel criticou a falta de regras na União …