Deco defende criação de fundo sísmico perante “risco real e iminente”

A Deco quer que seja criado um sistema de cobertura das perdas decorrentes de sismos e recomendou aos consumidores que consultem a apólice de habitação para confirmar se têm cobertura para os fenómenos sísmicos.

Em comunicado divulgado hoje, a associação de defesa do consumidor adianta que enviou um parecer à Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, ao Governo e aos grupos parlamentares no qual defende a criação de um fundo sísmico perante “o risco real e eminente”.

A associação lembra que em 2010 foi emitido um parecer junto da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões no qual já era defendido a criação do fundo sísmico.

Na sequência da crise sísmica ocorrida nos Açores e dos abalos na região de Évora, a Deco decidiu retomar o assunto, tendo reforçado o pedido junto da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, do Governo e dos grupos parlamentares.

Na nota, a Deco recomenda aos consumidores a consulta do recibo da sua apólice do multirriscos-habitação, para confirmarem se têm a cobertura de fenómenos sísmicos e, em caso negativo, solicitar à seguradora a sua inclusão na próxima renovação.

Sobre o fundo sísmico, a Deco sugere que as “seguradoras seriam responsáveis pela regularização de sinistros e pelo pagamento das indemnizações, mas, em primeiro lugar, seriam utilizados os recursos financeiros do fundo e só em caso de este se esgotar é que as seguradoras seriam chamadas a intervir”.

Ao Estado, adianta a Deco, caberia a reconstrução de equipamentos sociais e infraestruturas. De acordo com a associação, se ocorrer um sismo com intensidade em Portugal, muitas casas não estarão protegidas, sobretudo as mais antigas localizadas em zonas de maior risco.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas, apenas 16% das habitações estão seguras por apólice com cobertura de fenómenos sísmicos. Na Grande Lisboa, 21% dos imóveis são anteriores à legislação antissísmica, refere a Deco citando dados da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões.

A Deco faz ainda referência a um estudo apresentado no início do ano passado sobre sismologia do Instituto de Ciências da Terra da Universidade de Évora no qual são identificadas as zonas com maior incidência sísmica em Portugal continental.

Neste estudo é feito um “alerta ainda para a inadequada capacidade de grande parte do edificado resistir satisfatoriamente a fortes solicitações sísmicas, deixando uma parte importante da população portuguesa numa situação de risco sísmico considerável”.

Centenas de sismos ocorreram a 12 e 13 de fevereiro na ilha de São Miguel, nos Açores, e 20 deles foram sentidos pela população, segundo o responsável regional pela Proteção Civil.

A 15 de janeiro foi registado um sismo de magnitude 4,9 na escala de Richter, com epicentro em Arraiolos, distrito de Évora, e que foi sentido de Norte a Sul do país.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …