22 anos na prisão por um crime que não cometeu. Edward Garry foi finalmente libertado

O novo veredito foi conseguido com o testemunho de um dos homens que o tinha detido inicialmente, apontando falhas no processo que considerou culpado este norte-americano de ascendência porto-riquenha.

Em menos de meia hora, o juri do caso reivindicou a tentativa com mais de 20 anos de Edward Garry para limpar o seu nome, declarando-o inocente de um homicídio de um polícia reformado, Oswald Potter, que data de 1995.

Garry tinha vinte anos quando foi acusado do homicídio do polícia Potter, segundo a revista The New Yorker. Para a semana, Garry faz 43. Edward passou duas décadas na prisão e só no ano passado pôde sair sob fiança, depois de um juiz ordenar um novo julgamento para ele.

Um dos advogados de Garry, Glenn Garber, disse que, quando o juri eu o novo veredicto, um dos jurados começou a chorar e um outro abraçou-o no corredor e pediu-lhe desculpa que isto lhe tivesse acontecido a ele. “Ainda parece um sonho“, disse Garry. “Ainda não caí na realidade”.

O assassínio aconteceu em 1995, numa mercearia do Bronx, durante um assalto à mão armada feito por dois homens. O detetive reformado Oswald Potter, na altura com 62 anos, acabou por morrer no hospital depois de ter tentado impedir o assalto e ter sido alvejado no peito.

Na altura do assalto, Edward Garry tinha registo criminal por vender droga, tendo mesmo chegado a passar algumas noites na esquadra. Com a sua fotografia nos registos da polícia, os agentes apresentaram-na às duas testemunhas do assalto para ver se conseguiam identificar os suspeitos.

Uma das testemunhas apontou Edward Garry como o atirador. A outra disse que pensava tratar-se dele, mas não tinha a certeza. Garry foi detido de imediato, à espera de julgamento, ainda que sem confissão ou provas físicas que o associassem ao crime.

A luz ao fundo do túnel chegou para Garry 22 anos após a sua detenção. Ao estilo da série norte-americana “Casos Arquivados”, o detetive Forcelli dedicou-se a investigar casos que foram dados como concluídos e arquivados. Em 2015, 157 cidadãos foram ilibados de crimes que não cometeram nos EUA.

A condenação de Garry foi feita, sobretudo, com base no testemunho de duas pessoas que terão assistido ao episódio, numa altura em que era dado muito peso à identificação dos suspeitos e aos relatos das testemunhas.

Na altura do julgamento, em 1997, o júri duvidou do álibi de Garry que disse que, na altura do homicídio, estava em casa com os pais. Por isso, o, na altura, jovem Garry foi condenado a pena de prisão entre os 25 anos e a prisão perpétua.

Em 2006 a verdade começou a vir ao de cima, quando um homem interrogado disse que tinha participado no assalto e descreveu o que tinha acontecido, identificando um outro assaltante, que seria o responsável pelos disparos – e que não era Garry.

Em 2015 e em 2016, o detetive Forcelli, que tinha sido um os responsáveis pela detenção de Garry, acabou por testemunhar também em tribunal, mas desta vez em defesa de Garry, justificando que acreditava que tinham incriminado a pessoa errada.

Forcelli disse que, apesar de ter uma carreira de combate às injustiças, acabou por causá-las também: “Privei-o dos anos que para mim foram os melhores da vida, os anos em que me casei, os anos em que tive filhos”.

“No final, ele deu-me um aperto de mão e agradeceu-me por ser honesto”, disse o detetive. Agora, Garry procura dar um novo rumo à sua vida, em liberdade. Mas não esquece o passado: “Perdi a minha vida por uma coisa com a qual nada tive a ver”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A pergunta que se exige, perante casos desta natureza: “Que função tem um Estado e a Justiça, para compensar toda esta injustiça”, no que toca à sua reinserção social, apoio na vida presente, os meios à sua disposição ao integrar-se na sociedade, a sua sustentabilidade, etc, etc.
    Finalmente, 157 cidadãos foram ilibados de crimes que não cometeram nos EUA???? outra pergunta, afinal é este o país do Tio Sam? o país que se diz o guardiã do Mundo, que se diz o mais democrata e dar exemplos desta natureza? desculpem, assim não. !!! Pode ser tudo isto e mais a soma do que quiserem, mas não dá lições a ninguém no que toca à injustiça, da “Justiça” Tenho dito.

    • Tenho alguma dificuldade em compreender e aceitar o seu 2º parágrafo. O 1º é inquestionável, houve erro, e continuará a existir, infelizmente, seja nos USA, seja no resto do mundo. E ao falar em resto do mundo, não podemos esquecer que este não pode ser ilibado de milhões, milhões, e milhões de pessoas que já morreram, inocentemente, e para a qual nunca ninguém assumiu a sua responsabilidade. Veja, só, o caso da URSS: morreram milhões nos calabouços do Gulag, quem é que assume essa responsabilidade. Quem? Não vá buscar a fraseologia da esquerda, porque isso é treta.

  2. Meu caro Senhor, Coruja56, quem falou em política não fui eu rigorosamente, e em circunstância alguma. Para mim a política seja ela de que quadrante for, nos tempos que ocorrem não tem qualquer credibilidade, e dos políticos sem nenhuma formação ainda pior. Repito, de que quadrante for.
    Finalmente não vou nem quero discutir as suas ideias, porque o que escrevi vai de acordo, exatamente com o parágrafo anterior, sem alterar uma única linha de orientação, há valores intrínsecos que não me revejo em “política”. Discuto os valores humanos sem olhar raça, cor, credo, orientações política e outras… Porque o desrespeito, pelos direitos liberdades e garantias estão colocadas em dúvida. Tenho dito.

RESPONDER

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …