Dalai Lama pondera ser o último a ocupar a posição

Kris Krug / Flickr

O XIV Dalai Lama

O XIV Dalai Lama

O atual Dalai Lama, líder espiritual do Tibete, defendeu numa entrevista à BBC a ideia de ser o último a ocupar a posição.

Tenzin Gyatso, nascido Lhamo Dondrub, de 79 anos, indicou no programa Newsnight que defendia o fim de uma tradição de séculos devido à interferência chinesa nos assuntos religiosos da sua região autônoma.

De acordo com a tradição do budismo, o Dalai Lama é a própria reencarnação de Buda. A tradição tibetana determina que o sucessor dele seja o Panchen Lama, uma espécie de vice-líder escolhido ainda quando criança.

No entanto, Pequim já disse diversas vezes nos últimos anos que escolherá o sucessor de Tenzin Gyatso.

“Não há garantia de que o meu sucessor não seja uma pessoa estúpida que vai cair em desgraça”, afirmou o monge budista na entrevista à BBC.

“Isso seria muito triste. Sendo assim, uma tradição de séculos deveria acabar num momento em que ainda é popular.”

“A instituição Dalai Lama acabará um dia. Todas as instituições criadas pelo homem um dia acabarão.”

Sucessão

Dondrub vive no exílio na Índia desde 1959, para onde fugiu após a anexação chinesa e o fracasso de uma revolta subsequente.

A sua campanha internacional pelos direitos do povo tibetano lhe valeu o prémio Nobel da Paz em 1989, uma decisão que enfureceu o governo chinês.

No mesmo ano, Pequim enfrentou duras críticas internacionais por causa do massacre da Praça Tiananmen, em que centenas de manifestantes pró-democracia fora mortos pelo exército.

Em 1995, seguindo o rito de sucessão tibetano, Tenzin Gyatso escolheu um menino de apenas seis anos de idade, Gedhun Nyima, como Panchen Lama. O rapaz, que hoje tem 25 anos, foi posto contra sua vontade sob custódia das autoridades chinesas, que apontaram o seu próprio Panchen.

Para o líder espiritual, diversas grandes nações adotaram uma postura branda em relação à ocupação do Tibete para não criar atritos com Pequim.

Na semana passada, por exemplo, veio à tona que o papa Francisco recusou uma audiência com o Dalai Lama para não criar problemas com a China – o Vaticano trava neste momento uma batalha diplomática com Pequim em relação ao controlo estatal da Igreja Católica no país.

Na entrevista à BBC, concedida em Roma, o Dalai Lama disse que a comunidade internacional tem que encorajar a democratização na China.

“A China quer ser incorporada na economia livre e deve ser bem recebida, mas ao mesmo tempo o mundo livre tem a obrigação moral de trazer a China para a democracia”, afirmou.

Considerado um separatista por Pequim, o Dalai Lama adotou nos últimos anos uma postura mais conciliadora, pregando a autonomia para o Tibete em vez da independência, abrindo até mão de responsabilidades políticas. Em 2011, transferiu os poderes para Lobsang Sangay, líder eleito do governo tibetano no exílio.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Hermínio Loureiro pede suspensão de mandato de vice-presidente da FPF

Hermínio Loureiro pediu a suspensão do mandato de vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), esta sexta-feira, na sequência da acusação do Ministério Público na operação Ajuste Secreto. Numa carta enviada à FPF, a que a …

Oxford escolhe "emergência climática" para Palavra do Ano 2019

A Palavra do Ano 2019 escolhida pelos Dicionários de Oxford foi "emergência climática", "situação na qual é requerida uma ação urgente", revelou na quinta-feira esta componente da editora da Universidade homóloga. A Palavra Oxford do Ano …

Erro no IRS de 2015. Contribuintes podem contestar nova liquidação

O novo apuramento do imposto abrange cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 milhões de euros. A Autoridade Tributária e Aduaneira já enviou uma carta aos contribuintes cuja liquidação do IRS relativo a 2015 …

Jesus vai receber título de cidadão honorário do Rio de Janeiro

O técnico português do Flamengo será condecorado, na próxima segunda-feira, com o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro. A distinção a ser entregue pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro foi anunciada num cartaz …

Governo compromete-se a concluir processo de regularização dos precários

O Governo comprometeu-se com a conclusão, no início da legislatura, do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP), mas sem avançar uma data concreta. O debate temático sobre o PREVPAP, que decorreu …

Camboja acaba com passeios turísticos de elefante em Angkor

Os passeios de elefante, que são umas das principais atrações turísticas pelas áreas dos templos de Angkor, no Camboja, deixarão de o ser em 2020. Em 2016, uma elefante fêmea morreu por insuficiência cardíaca depois de …

MPLA afasta "Tchizé" dos Santos do comité central e suspende-a por dois anos

O Bureau Político do MPLA aprovou, esta quinta-feira, o afastamento de Welwitschia 'Tchizé' dos Santos de membro do comité central do partido no poder em Angola e a suspensão por dois anos da condição de …

Coldplay adiam divulgação de álbum. Querem uma digressão mais "respeitadora do ambiente"

O líder dos Coldplay anunciou na quinta-feira que o grupo musical britânico adiou a digressão de apresentação do seu novo álbum, que é publicado esta sexta-feira, para ser o mais limpa possível e ter um …

Vila Galé já estuda novo resort na região do Brasil onde abandonou projeto

O Vila Galé vai mesmo avançar com uma nova unidade hoteleira na mesma região do Brasil onde decidiu abandonar o projeto que tinha, depois das críticas de que ia investir em potencial zona de reserva …

França ultrapassa Alemanha. É o pais europeu com mais pedidos de asilo

França tornou-se no país europeu com mais pedidos de asilo, pela primeira vez desde o início da crise migratória em 2015, afirmou esta quinta-feira em Paris o ministro do Interior. “A França tornou-se desde 20 de …