Da transcendência ao esquecimento em 7 meses. William Carvalho é para vender

1

Cristina Quicler / AFP

O médio internacional português William Carvalho

O médio internacional português William Carvalho chegou a ser decisivo, ao serviço do Bétis de Sevilha, na primeira volta da atual edição da Liga Espanhola. Agora, é uma peça secundária na estratégia do técnico da equipa andaluz, e a sua presença no Euro2020 está em risco.

No início da sua terceira época no Bétis, William Carvalho era visto como um dos intocáveis no onze do técnico chileno Manuel Pellegrini. Mas, diz o diário desportivo espanhol AS, o médio português passou “da transcendência ao esquecimento em apenas onze meses”.

A 20 de setembro do ano passado, na receção ao Valladolid, recorda o AS, William ajudou a equipa a vencer por 2-0, com “uma exibição em que brilhou com luz própria“, e ainda marcou o segundo golo andaluz. Melhor começo era impossível, e o médio defensivo parecia arrancar para uma época consistente.

Mas, às portas do jogo da segunda volta com a mesma equipa, muita coisa mudou para William Carvalho. Nestes sete meses, o seu rendimento foi diminuindo de forma consistente, ao ponto de ter perdido o lugar no onze do técnico chileno. E os poucos minutos de jogo do médio português são já anedota nos adeptos do clube andaluz.

Agora, a cinco jornadas do fim de mais uma época para esquecer, o futuro de William estará de novo em foco neste verão, e a ideia da direção do Bétis, diz o desportivo espanhol, passa mesmo por procurar uma saída para o médio português que permita minimizar as perdas do clube.

Até porque a mais que provável ausência de William na convocatória de Fernando Santos para o Euro2020 irá desvalorizar ainda mais o passe do internacional português, cujo rendimento nas suas três épocas de verde e branco (às riscas verticais) “apenas apareceu a conta-gotas”.

https://www.youtube.com/watch?v=jgNrlZeYCT8

Atento à evolução da situação de William Carvalho poderá estar de novo o Benfica, que no último mercado de inverno sondou o clube andaluz para garantir a sua contratação ou empréstimo.

Uma diferença de verbas de 10 milhões de euros tornou na altura o negócio inviável. O Bétis não admitia vender o médio por menos de 20 milhões, o clube encarnado oferecia 10. Além disso, Pellegrini não estava então interessado em abrir mão do jogador.

Formado no Sporting, campeão da Europa por Portugal em 2016, William chegou ao Bétis em 2018, ano em que rubricou um contrato até 2023 com uma cláusula de rescisão no valor de 120 milhões de euros.

Mas a desvalorização do médio e o atual desinteresse do seu técnico poderão fazer baixar o valor pedido pelo clube andaluz — possivelmente, para valores ao alcance da bolsa de um clube nacional que esteja carenciado de um médio defensivo com as características de William Carvalho.

  Armando Batista, ZAP //

1 Comment

  1. Acontece a vários que vão para o estrangeiro e este até nem sequer era principiante nas andanças da bola, vale-lhes a massa que, entretanto vão ganhando por lá!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.