A cura pode estar próxima. Vírus do VIH é removido pela primeira vez do genoma de animais

Alexey Kashpersky

Conceito artístico do VIH criado pelo designer ucraniano Alexey Kashpersky

Cientistas conseguiram eliminar o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) do corpo de um ser vivo graças a um novo tratamento experimental desenvolvido nos Estados Unidos.

Uma equipa de cientistas da Escola de Medicina Lewis Katz da Temple University e do Centro Médico da Universidade do Nebraska, nos Estados Unidos, conseguiu remover, pela primeira vez, o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) do genoma de animais vivos. O artigo científico foi publicado na terça-feira na Nature.

Os investigadores conseguiram eliminar o VIH de nove de 23 ratos infetados com o vírus da SIDA, juntando a tecnologia de edição de genes CRISPR com um medicamento de supressão do vírus, de libertação lenta. Os atuais tratamentos contra esta condição – os antirretrovirais – não conseguem eliminar totalmente este vírus, apenas suprimem a sua replicação e disseminação no corpo humano.

Este tratamento inovador consiste em dois processos. O primeiro – Laser Art – é um medicamento de libertação lenta que isola e controla o vírus. O segundo utiliza a tecnologia de edição genética CRISPR Cas9, que permite modificar e eliminar os genes das células infetadas com o vírus.

Na prática, o Laser Art consiste na manipulação de fármacos convencionais de tratamentos antirretrovirais, de modo a facilitar o acesso do conteúdo desses medicamentos às membranas das células, onde o vírus se costuma alojar, e assim retardar a dispersão desse material, garantindo que o material acompanhe o ciclo do VIH.

Já a técnica CRISPR edita os genes das células infetadas com o vírus que não foram captadas pelo Laser Art para remover o VIH. Isoladamente, os tratamentos não surtiram o efeito esperado mas, quando combinados, o vírus foi eliminado em 30% dos 29 ratos usados.

Estas descobertas representam apenas um primeiro passo para a cura. Uma das premissas do trabalho, segundo  os investigadores foi tratar a SIDA como uma doença genética, e não infecciosa.

De acordo com o CNBC, estas técnicas foram aplicadas num grupo de ratos humanizados, o que significa que os roedores foram alterados para produzirem células humanas suscetíveis ao vírus. A tecnologia teve também como alvo os reservatórios de VIH latentes.

Os investigadores conseguiram com sucesso eliminar o vírus de nove dos 23 ratos, resultados que apontaram, de maneira inédita, para a possibilidade da doença poder ser curada. Neste momento, está a ser realizada uma segunda fase do estudo, mas em primatas. Caso seja novamente bem sucedido, o processo será repetido em seres humanos.

Kamel Khalili, líder da investigação e investigador da Universidade de Temple, adiantou que o principal argumento do estudo é que, quando dois métodos são usados em conjunto, podem “produzir uma cura para a infeção pelo VIH“, efetiva e duradoura, lê-se numa nota de imprensa.

“Agora temos um caminho claro para avançar nos testes em primatas não humanos e possivelmente em testes clínicos em pacientes humanos durante o próximo ano”, continuou Khalili.

Desde que a epidemia VIH/Sida surgiu na década de 1980, mais de 35 milhões de pessoas morreram em todo o mundo. Apesar de, atualmente, o número de mortes por Sida estar a diminuir, o número de novas infeções em todo o mundo continua muito alto. São cerca de 1,8 milhões de novos casos por ano, de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados rebatizar dezenas de genes humanos por causa do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é parecida com fogo florestal, não com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …

Procuradora-geral de Nova Iorque quer dissolver NRA após investigação de fraude

A procuradora-geral de Nova Iorque anunciou, esta quinta-feira, ter movido um processo judicial contra a National Rifle Association (NRA), depois de uma investigação que mostra que os seus dirigentes desviaram milhões de dólares para benefício …

MP abre inquérito sobre surto em lar de Reguengos de Monsaraz

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito sobre o surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, que já provocou 18 mortos. Questionada pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) …

Ciclista Fabio Jakobsen já saiu do coma induzido

O ciclista holandês saiu do coma induzido, dois dias depois de uma violenta queda na primeira etapa do Tour da Polónia, que o deixou em estado grave e obrigou a uma cirurgia de cinco horas. "Temos …