A cura pode estar próxima. Vírus do VIH é removido pela primeira vez do genoma de animais

Alexey Kashpersky

Conceito artístico do VIH criado pelo designer ucraniano Alexey Kashpersky

Cientistas conseguiram eliminar o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) do corpo de um ser vivo graças a um novo tratamento experimental desenvolvido nos Estados Unidos.

Uma equipa de cientistas da Escola de Medicina Lewis Katz da Temple University e do Centro Médico da Universidade do Nebraska, nos Estados Unidos, conseguiu remover, pela primeira vez, o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) do genoma de animais vivos. O artigo científico foi publicado na terça-feira na Nature.

Os investigadores conseguiram eliminar o VIH de nove de 23 ratos infetados com o vírus da SIDA, juntando a tecnologia de edição de genes CRISPR com um medicamento de supressão do vírus, de libertação lenta. Os atuais tratamentos contra esta condição – os antirretrovirais – não conseguem eliminar totalmente este vírus, apenas suprimem a sua replicação e disseminação no corpo humano.

Este tratamento inovador consiste em dois processos. O primeiro – Laser Art – é um medicamento de libertação lenta que isola e controla o vírus. O segundo utiliza a tecnologia de edição genética CRISPR Cas9, que permite modificar e eliminar os genes das células infetadas com o vírus.

Na prática, o Laser Art consiste na manipulação de fármacos convencionais de tratamentos antirretrovirais, de modo a facilitar o acesso do conteúdo desses medicamentos às membranas das células, onde o vírus se costuma alojar, e assim retardar a dispersão desse material, garantindo que o material acompanhe o ciclo do VIH.

Já a técnica CRISPR edita os genes das células infetadas com o vírus que não foram captadas pelo Laser Art para remover o VIH. Isoladamente, os tratamentos não surtiram o efeito esperado mas, quando combinados, o vírus foi eliminado em 30% dos 29 ratos usados.

Estas descobertas representam apenas um primeiro passo para a cura. Uma das premissas do trabalho, segundo  os investigadores foi tratar a SIDA como uma doença genética, e não infecciosa.

De acordo com o CNBC, estas técnicas foram aplicadas num grupo de ratos humanizados, o que significa que os roedores foram alterados para produzirem células humanas suscetíveis ao vírus. A tecnologia teve também como alvo os reservatórios de VIH latentes.

Os investigadores conseguiram com sucesso eliminar o vírus de nove dos 23 ratos, resultados que apontaram, de maneira inédita, para a possibilidade da doença poder ser curada. Neste momento, está a ser realizada uma segunda fase do estudo, mas em primatas. Caso seja novamente bem sucedido, o processo será repetido em seres humanos.

Kamel Khalili, líder da investigação e investigador da Universidade de Temple, adiantou que o principal argumento do estudo é que, quando dois métodos são usados em conjunto, podem “produzir uma cura para a infeção pelo VIH“, efetiva e duradoura, lê-se numa nota de imprensa.

“Agora temos um caminho claro para avançar nos testes em primatas não humanos e possivelmente em testes clínicos em pacientes humanos durante o próximo ano”, continuou Khalili.

Desde que a epidemia VIH/Sida surgiu na década de 1980, mais de 35 milhões de pessoas morreram em todo o mundo. Apesar de, atualmente, o número de mortes por Sida estar a diminuir, o número de novas infeções em todo o mundo continua muito alto. São cerca de 1,8 milhões de novos casos por ano, de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …

"Sinto que desci ao inferno". Polícias recordam ataque ao Capitólio

"É assim que vou morrer", "sinto que desci ao inferno" e "corri o risco de ser morto" são alguns dos relatos de polícias que presenciaram a invasão ao Capitólio. Começaram as audiências na comissão da Câmara …

Pandemia aumentou o preço dos carros usados. Venda de veículos novos caiu a pique

A procura por usados aumentou com a pandemia. Com menos carros novos a saírem dos concessionários, também por causa da crise dos chips, a oferta de usados é escassa, levando os preços a subirem. Um choque …

Jogos Olímpicos: três polémicas de arbitragem em 24 horas

Depois da pontuação controversa no surf, uma decisão que quase ninguém entendeu, no basquetebol, e uma revisão discutível no judo. A arbitragem não é, ou não é suposto ser, o foco de qualquer edição dos Jogos …