/

Cumbre Vieja deixou de expelir lava, mas os sismos voltaram

1

Angel Medina G. / EPA

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Canárias, parou de emitir lava. Apesar de a atividade ter sido a mais baixa da última semana, as autoridades alertam que a situação pode mudar rapidamente.

A atividade do Cumbre Vieja está praticamente parada, ainda que a situação possa mudar rapidamente. “A atividade foi notavelmente reduzida nas últimas horas em La Palma”, explicou, esta segunda-feira, o Instituto de Geociências de Madrid. “Temos de estar muito atentos à sua evolução porque o cenário pode mudar rapidamente.”

De acordo com o El Mundo, as explosões, a erupção de lava e a emissão de fumo pararam, mas ainda não é o momento de respirar de alívio. Não é a primeira vez que o vulcão alterna períodos de aparente calma com explosões violentas, destaca o diário espanhol.

quatro cenários em cima da mesa para explicar a serenidade do Cumbre Vieja, sendo que o menos provável é que esteja prestes a parar totalmente a atividade. Em vez disso, o vulcão pode estar a recarregar-se de magma para voltar a entrar em erupção ou algo pode estar a bloquear a saída do magma.

Ainda assim, e hipótese mais provável é que o magma se esteja a deslocar e que venha a sair noutro ponto. Os sismos que entretanto surgiram um pouco mais a sul podem explicar isso mesmo.

Este domingo, o fluxo de lava encontrava-se a 1.600 metros da linha costeira, pelo que as autoridades esperavam que atingisse o mar esta segunda-feira. Foi decretado confinamento obrigatório em quatro núcleos populacionais pelo risco de inalação de gases tóxicos.

Até ao momento, estima-se que entre 500 a 600 edifícios de habitação, de uso agrícola ou industrial tenham sido destruídos. A lava já ocupou mais de 200 hectares da ilha de La Palma, havendo mais de 1.300 ocupados pelas cinzas.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.