Críticas na bancada do PS: alterações à lei do tabaco sem votação na generalidade

A proposta do Governo que visa reforçar a proteção dos cidadãos face ao tabaco vai na sexta-feira, no Parlamento, baixar a comissão sem votação na generalidade, depois de ter sido contestada mesmo dentro da bancada socialista.

Fonte da bancada socialista disse hoje à agência Lusa que o Governo, através do Ministério da Saúde, “foi recetivo” à ideia de ser constituído um grupo de trabalho sobre o assunto, acompanhando a fase de discussão do diploma em comissão parlamentar de especialidade, tendo em vista a introdução de “melhoramentos” e “mudanças”.

Um dos aspetos mais controversos relaciona-se com a intenção do Governo de abranger no conceito de fumar “os novos produtos do tabaco sem combustão que produzam aerossóis, vapores, gases ou partículas inaláveis, reforçando as medidas a aplicar a estes novos produtos em matéria de exposição ao fumo ambiental e publicidade”.

O Governo pretende também proibir o fumo de tabaco a uma distância de cinco metros de estabelecimentos onde sejam prestados cuidados de saúde, em locais destinados a menores de 18 anos e, ainda, em estabelecimentos de ensino, independentemente da idade dos alunos e do grau de escolaridade.

No Grupo Parlamentar do PS, a contestação ao diploma foi encabeçada pela deputada constitucionalista Isabel Moreira, que teve o apoio de colegas de bancada como economista Paulo Trigo Pereira e a ex-secretária de Estado Elza Pais, entre outros.

Em declarações à agência Lusa, a deputada congratulou-se com a abertura do executivo para a possibilidade de o diploma do Governo ser alvo de análise aprofundada, até porque levantou dúvidas e objeções não apenas no PS, mas em quase todos os grupos parlamentares.

“Tal como está, a proposta de lei levanta problemas de proporcionalidade, nomeadamente em matéria de redução de riscos, sobretudo pela forma como trata métodos que têm vindo a ser desenvolvidos para que o cidadão deixe de fumar”, declarou a socialista, numa alusão aos cigarros eletrónicos e aos cigarros sem combustão.

Isabel Moreira defendeu depois que é necessário “um maior equilíbrio” entre a conceção daquilo que é estritamente a proteção da saúde e o princípio da restrição à liberdade individual, principalmente quando não está em causa a saúde de terceiros.

“Causou igualmente óbvio desconforto o conjunto de proibições de comportamentos por razões meramente simbólicas. Esse tipo de proibição é de muito difícil explicação”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Burros estão a ser dizimados a nível global (e a culpa é da medicina chinesa)

Cerca de 4,8 milhões de burros são abatidos anualmente por causa de um produto destinado à medicina chinesa: um gelatina com alegados efeitos curativos, feita a partir das peles dos animais. A denúncia é feita pela …

Governo vai apostar no aumento da agricultura biológica

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, disse na quarta-feira que o Governo vai apostar no aumento e valorização da área agrícola em modo biológico e na gestão mais eficiente de recursos. Falando em Aveiro …

Quinto debate dos candidatos democratas marcado por ataques a Trump

O quinto debate entre os candidatos democratas à Casa Branca ficou marcado, esta quarta-feira, pela unânime oposição ao Presidente norte-americano, atualmente alvo de um processo de destituição. "Não podemos ser consumidos por Donald Trump", advertiu o …

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD foi reeleito, esta quinta-feira, vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb, na Croácia. De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel …

Ex-eletricista de Picasso condenado por ter escondido 271 obras na garagem durante 40 anos

O último eletricista de Pablo Picasso, Pierre Le Guennec, e a sua mulher foram esta terça-feira condenados em última instância a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa estava, de acordo com a AFP, …

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …