Críticas na bancada do PS: alterações à lei do tabaco sem votação na generalidade

A proposta do Governo que visa reforçar a proteção dos cidadãos face ao tabaco vai na sexta-feira, no Parlamento, baixar a comissão sem votação na generalidade, depois de ter sido contestada mesmo dentro da bancada socialista.

Fonte da bancada socialista disse hoje à agência Lusa que o Governo, através do Ministério da Saúde, “foi recetivo” à ideia de ser constituído um grupo de trabalho sobre o assunto, acompanhando a fase de discussão do diploma em comissão parlamentar de especialidade, tendo em vista a introdução de “melhoramentos” e “mudanças”.

Um dos aspetos mais controversos relaciona-se com a intenção do Governo de abranger no conceito de fumar “os novos produtos do tabaco sem combustão que produzam aerossóis, vapores, gases ou partículas inaláveis, reforçando as medidas a aplicar a estes novos produtos em matéria de exposição ao fumo ambiental e publicidade”.

O Governo pretende também proibir o fumo de tabaco a uma distância de cinco metros de estabelecimentos onde sejam prestados cuidados de saúde, em locais destinados a menores de 18 anos e, ainda, em estabelecimentos de ensino, independentemente da idade dos alunos e do grau de escolaridade.

No Grupo Parlamentar do PS, a contestação ao diploma foi encabeçada pela deputada constitucionalista Isabel Moreira, que teve o apoio de colegas de bancada como economista Paulo Trigo Pereira e a ex-secretária de Estado Elza Pais, entre outros.

Em declarações à agência Lusa, a deputada congratulou-se com a abertura do executivo para a possibilidade de o diploma do Governo ser alvo de análise aprofundada, até porque levantou dúvidas e objeções não apenas no PS, mas em quase todos os grupos parlamentares.

“Tal como está, a proposta de lei levanta problemas de proporcionalidade, nomeadamente em matéria de redução de riscos, sobretudo pela forma como trata métodos que têm vindo a ser desenvolvidos para que o cidadão deixe de fumar”, declarou a socialista, numa alusão aos cigarros eletrónicos e aos cigarros sem combustão.

Isabel Moreira defendeu depois que é necessário “um maior equilíbrio” entre a conceção daquilo que é estritamente a proteção da saúde e o princípio da restrição à liberdade individual, principalmente quando não está em causa a saúde de terceiros.

“Causou igualmente óbvio desconforto o conjunto de proibições de comportamentos por razões meramente simbólicas. Esse tipo de proibição é de muito difícil explicação”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O mistério das anãs brancas com campos magnéticos incrivelmente fortes pode ter sido resolvido

Uma equipa internacional de cientistas acredita ter desvendado o mistério dos campos magnéticos incrivelmente fortes em anãs brancas: um mecanismo de dínamo. Um dos fenómenos mais marcantes da Astrofísica é a presença de campos magnéticos. Como …

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …