Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

oecdtax / Flickr

Gerald Darmanin

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo.

Ativistas dos direitos das mulheres manifestaram-se, na sexta-feira, em várias cidades francesas, contra a nomeação de Gerald Darmanin para o Ministério do Interior. O novo ministro é acusado de violação.

O Tribunal de Apelação de Paris pediu a reabertura da investigação que acusa Darmanin de ter violado e assediado sexualmente uma mulher em 2009. Sophie Patterson denunciou o abuso em 2017 e o caso foi julgado no início de 2018, mas foi encerrado depois de os procuradores afirmarem que não podiam estabelecer “ausência de consentimento”.

O caso vai voltar às mãos de um juiz de instrução, que irá decidir se deve ser reaberta uma investigação formal. Patterson alega que Darmanin abusou da sua então posição como membro do comité judicial em 2009 para forçá-la a fazer sexo com ele. Darmanin diz que as relações sexuais foram consensuais e os seus advogados alegaram difamação.

Na sexta-feira, vários manifestantes ergueram cartazes exigindo a demissão de Darmanin e denunciando “a cultura de violação“, revela o Raw Story.

O grupo feminista Nous Toutes (Todas Nós) anunciou manifestações em Paris e outras cidades francesas, assim como junto a embaixadas e consulados franceses em Londres, Sydney, Montreal, Berlim, Bruxelas, Barcelona e Telavive.

Cerca de 300 manifestantes protestaram em Toulouse, no sul de França, com cartazes onde se lia “Bem-vindo ao ministério da violação”, “Um violador no Interior, um cúmplice na Justiça” ou “Violadores na prisão, não no governo”. Os ativistas também se insurgiram contra o novo ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo.

Eric Dupond-Moretti, advogado, defendeu um membro do executivo acusado de violação e agressão sexual, ridicularizando as mulheres que denunciaram agressões sexuais no âmbito do movimento #MeToo. Agora, foi nomeado para o Ministério da Justiça de Macron.

O Governo francês assegurou que mantém o compromisso com a igualdade de género e defendeu os novos ministros, frisando a presunção de inocência.

A multidão exigiu a demissão de Darmanin e mostrou descontentamento por Emmanuel Macron, que prometeu fazer da luta contra a violência sexual uma grande causa do seu mandato.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …

Governo da Guiné Equatorial demitiu-se em bloco

O Governo da Guiné Equatorial, liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco. Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou …

PSP apresenta queixa contra jornal Público por causa de cartoon no "Inimigo Público"

A PSP anunciou esta sexta-feira que vai apresentar queixa contra o jornal Público pela publicação, no suplemento Inimigo Público, de um cartoon com uma figura vestida de uniforme, “aparentemente relacionado com uma ação com conotação …

Tensão no Mediterrâneo. Macron envia ajuda militar à Grécia em conflito com a Turquia

O presidente Emmanuel Macron anunciou, quarta-feira, o envio de forças francesas para o Mediterrâneo Oriental. A intenção turca de procurar petróleo e gás no fundo do mar, tem criado tensão política entre a Grécia e …

"O material escolar mais importante". Escolas já receberam verba para comprar máscaras

As escolas já receberam as verbas para comprar as máscaras que irão distribuir gratuitamente pelos alunos e funcionários e alguns estabelecimentos de ensino estão a planear ter equipamentos extra Dentro de um mês, em meados de …

Lar em Sintra com 43 utentes e 12 funcionários infetados com covid-19

Quarenta e três utentes e 12 funcionários do lar da Associação de Solidariedade e Apoio Social do Pessoal da TAP, em Sintra, testaram positivo à covid-19, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte da câmara …

Para ter um "cabelo perfeito", Trump vai mudar a lei da pressão de água nos chuveiros

O Governo norte-americano quer flexibilizar as regras para acessórios de chuveiros que permitem uma maior conservação da água depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se ter queixado da falta de pressão de …

Transferência de Diogo Leite para o Valencia pode cair por terra

A imprensa espanhola avança esta sexta-feira que a transferência do defesa central do FC Porto Diogo Leite para o Valência está em risco. Apesar de as negociações entre as partes estarem em curso já há algumas …