Crítica de arte destrói obra de 20 mil dólares. Foi um acidente

(dr) Galeria OMR

Avelina Lésper pousou latas vazias de refrigerante junto a uma obra avaliada em mais de 18 mil euros. O vidro estilhaçou em segundos.

A obra em causa é do artista mexicano Gabriel Rico e estava em exibição na Galeria OMR, na Cidade do México. A instalação consistia num painel de vidro com objetos pendurados, como uma bola de vidro e uma pena, e tinha sido avaliada em 20 mil dólares, cerca de 18,3 mil euros. Contudo, a obra não convenceu Lésper.

Como forma de mostrar a sua opinião desfavorável, pousou algumas latas de refrigerante junto à mesma, mas o vidro acabou por estilhaçar em segundos.

“É como se a obra tivesse ouvido o meu comentário e sentisse o que eu pensava dela”, disse a crítica de arte citada pelo jornal mexicano Milenio, que publica as suas colunas de opinião. Lésper já pediu desculpa pelo “incidente lamentável”, garantindo não ter sido intencional.

A Galeria OMR não ficou contente com o sucedido, classificando o comportamento de Lésper como “falta de profissionalismo e respeito”. No Instagram, a galeria escreveu que “aproximar-se da para poisar uma lata de refrigerante e tirar uma fotografia como forma de crítica provocou, sem dúvida, a destruição“.

Apesar de ser conhecida pela sua antipatia pela arte contemporânea, a crítica garante que a sua opinião não teve nada a ver com o acidente. Depois do colapso, Lésper ofereceu-se para pagar a substituição do vidro.

Depois de ter tomado conhecimento do sucedido, o artista Gabriel Rico admitiu ter ficado “muito triste” por se tratar de um ato “muito desrespeitoso“. “É uma situação lamentável”, referiu, citado pelo NPR.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …