Pode haver menos presentes debaixo da árvore de Natal. E a culpa é da crise no transporte marítimo

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e as perspetivas de melhorias só apontam para outubro. O resultado é que, neste Natal, possa haver menos presentes debaixo das árvores europeias e norte-americanas.

Provavelmente nunca ouviu falar de Ningbo-Zhoushan, mas se comprou alguma coisa fabricada na China, é provável que tenha sido lá entregue. Todos os anos, cerca de 29 milhões de contentores passam pelo segundo porto mais movimentado do país, mas o terminal foi encerrado depois de um funcionário ter testado positivo à covid-19.

Entretanto, Ningbo-Zhoushan já reabriu, mas as consequências podem fazer-se sentir até ao Natal. Um artigo publicado no The Conversation alerta, no entanto, que o caso deste porto é apenas a ponta do icebergue dos problemas que enfrenta atualmente o transporte marítimo global.

A China tem oito dos dez portos mais movimentados do mundo, que estão a funcionar com capacidade reduzida devido às restrições sanitárias. A costa oeste dos Estados Unidos também está a passar por um grande congestionamento.

Todos estes problemas fizeram com que as taxas de envio de contentores disparassem nas últimas semanas. O custo de transporte de um contentor com cerca de 12 metros da China para a Europa é de, aproximadamente, 12.000 euros, dez vezes mais do que o normal.

A crise do transporte marítimo pode alimentar o cenário de aumento da inflação, com os importadores a repassar os custos aos clientes. Mas se o valor altíssimo das taxas persistir, poderá desencadear discussões sobre o papel da China como centro de manufatura do mundo.

Com as relações entre a China e o Ocidente cada vez mais deterioradas e a globalização a dar lugar à regionalização, o nearshoringa fabricação de bens de consumo mais perto das áreas de escoamento – pode ganhar um forte impulso.

Mas, antes mesmo de essa possibilidade se vir a confirmar, os atrasos nas rotas põem em causa a oferta de bens de consumo para o Natal. Por outras palavras, quanto mais tempo demorar a crise do transporte marítimo, mais ameaçado estará o Natal.

  ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde,
    Finalmente leio algo sobre o que se passa no transporte marítimo de mercadorias! Contudo, esta noticia peca por tardia e por extremamente imprecisa e muito aquém do que é a realidade. Mais do que querer julgar quem a escreveu, que certamente se baseou nas informações que dispõe, disponibilizo-me para dar dados mais concretos e precisos sobre o que se passa no transporte marítimo à cerca de 1 ano e meio e para clarificar algumas das informações incorrectas da noticia acima.
    É QUE A VERDADE E A REALIDADE SÃO MUITO PIORES DO QUE O QUE ESTÁ ESCRITO!

    • Força, Luís, estamos curiosos.
      Se realmente possuir dados mais concretos e precisos sobre o que se passa no transporte marítimo, pode escrever aqui. Pelo menos eu estou expectante.

  2. Força Luís! Existe muita história escondida no meio disto tudo! Assim sendo, estamos curiosos para as suas revelações e… eu pelo menos estou!

  3. O pai Natal tem que começar a fornecer-se em fábricas na Europa, mas para isso terá que convocar os governantes europeus para que se virem de novo para os seus e não para os asiáticos!

      • Criticas o Luís, mas também deste um erro. Esse “c” está aí a mais. Não conheces o Novo Acordo Ortográfico? 😉

        • Acordo ortográfico, ou será submissão ortográfica? De facto e não de fato a língua portuguesa leva cada pontapé que nos deixa sem fato nem gravata!

        • Ok, Margarida. Peço desculpa. 🙂

          Beijinho.

          (Ao senhor “de mal a pior”, aconselho a consulta da Gramática de Celso Cunha e Lindley Cintra… pode ser que o ajude. Veja, também, o NOVO Acordo Ortográfico, que não é uma “submissão ortográfica”, algo que, erradamente, destacou no seu comentário.)

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …