Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de crianças que vivem com a doença sobe para 2,8 milhões.

O relatório da organização humanitária alerta que as crianças estão a ser deixadas para trás na luta contra o VIH, pois no ano passado, quase metade das crianças em todo o mundo não receberam os tratamentos adequados.

Só em 2019, 320 mil crianças e adolescentes foram infetados com VIH e morreram quase 110 mil menores.

No comunicado, a diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore, sublinhou que esta situação é preocupante, pois “as crianças ainda estão a ser infetadas em níveis alarmantes, e como consequência o número de morte é também bastante alto”.

Fore recorda que estes números correspondem a uma realidade pré-covid, pois desde que se iniciou a pandemia foram interrompidos “serviços vitais de tratamento e prevenção do VIH, colocando inúmeras vidas em risco”, o que está a piorar ainda mais este cenário.

A UNICEF refere que a pandemia mundial de covid-19 piorou as desigualdades no acesso a serviços de VIH essenciais a crianças, adolescentes e mães grávidas em todo o mundo.

Os dados citados no relatório mostram o impacto da falta de medidas de controlo, interrupções no abastecimento de medicamentos, falta de equipamentos de proteção individual e falha na recolocação de profissionais de saúde.

Em abril e maio deste ano, período que coincide com o momento em que a maior parte dos países esteve em quarentena, o tratamento pediátrico do VIH caiu entre 50 e 70% em vários países. Os partos apoiados nas unidades de saúde e pré-natal também caíram entre 20% a 60%.

Nos últimos meses, a flexibilização das medidas de controlo levaram a uma recuperação dos serviços. Apesar disso, os desafios permanecem, e o mundo ainda está longe de atingir as metas globais de VIH pediátrico em 2020.

Ainda assim, existem profundas disparidades regionais que persistem entre todas as populações, especialmente para as crianças.

Na região do Oriente Médio e Norte da África, 81% dos seropositivos infantis recebem terapia antirretroviral. Já na América Latina e nas Caraíbas, a percentagem cai para 46%, e na África Ocidental e Central para 32%.

O tratamento é usado no Sul da Ásia em 76% dos casos, enquanto que na África Oriental e Meridional este é usado em 58% da crianças.

Henrietta Fore apela a que seja dada mais atenção a esta situação, e relembra que mesmo em situação de pandemia este não deixa de ser um assunto de saúde pública de extrema importância. “Ainda não existe vacina contra o VIH”, relembra, numa altura em que as farmacêuticas lutam pela criação de uma vacina de combate ao novo coronavírus.

O número de mulheres grávidas a viver com VIH foi, em 2019, de 1,3 milhões, por isso estima-se que 82.000 crianças com menos de 5 anos foram infetadas durante a gravidez ou o parto, e 68.000 foram infetadas durante a amamentação.

O relatório apela ainda a todos os Governos para proteger, manter e acelerar o progresso na luta contra o VIH na infância, mantendo serviços de saúde essenciais e fortalecendo os sistemas de saúde.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Onze mineiros resgatados com vida de uma mina de ouro na China

Onze mineiros presos há duas semanas dentro de uma mina de ouro na China, devido a uma explosão, foram hoje trazidos em segurança para a superfície, informou a televisão estatal chinesa. No dia 10 de janeiro, …

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Segundo as primeiras projeções, Ana Gomes deverá ficar em …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …