CP impôs silêncio a trabalhadores no mesmo dia que exonerou diretor

No mesmo dia em que exonerou o diretor de material circulante, a CP distribuiu um código de ética pelos funcionários que exige que ninguém ponha “em risco a imagem da empresa”.

O diretor de material circulante da CP, José Pontes Correia, foi exonerado depois de se ter manifestado contra um ato de gestão da administração da empresa, que pode, na sua opinião, pôr em causa a segurança dos passageiros. Nesse mesmo dia, a empresa distribuiu um código de ética pelos funcionários que exige que ninguém ponha “em risco a imagem da empresa”.

Segundo o Jornal de Notícias, a CP – Comboios de Portugal recusa, porém, a ideia de que a saída de José Pontes Correia esteja relacionada com as suas críticas ao adiamento das revisões periódicas dos comboios.

De acordo com o código de ética distribuído pela empresa, os trabalhadores devem “agir nas relações interpessoais e com a empresa de modo a não pôr em risco a reputação e a imagem da mesma”.

O JN contactou representantes da comissão de trabalhadores que explicaram que o adiamento das revisões implicava, inicialmente, que em vez de as composições terem de ir à revisão após cumprirem 1,7 milhões de quilómetros, esse limite passaria para os 1,8 milhões de quilómetros.

No entanto, mais tarde, o limite passou para os dois milhões de quilómetros, o que foi lido como uma forma de evitar que essas revisões – que irão provocar supressões no serviço – ocorressem na altura das eleições legislativas do próximo ano.

Atualmente, as regras indicam que os rodados das automotoras têm de ser avaliados ao fim de 1,7 milhões de quilómetros, eventualmente sendo substituídos para que a composição possa regressar ao serviço.

Em cima da mesa está uma proposta de alargamento desse limite para dois milhões de quilómetros que José Pontes Correia criticou. “Fui exonerado por discordar”, disse à TSF, acrescentando que enquanto esteve “de baixa, nomearam um diretor interino para aprovar aquilo que eu rejeitei”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estamos numa “ditadura” não se pode exercer o direito de opinião…
    Despedido ??? Por estar a defender a segurança do utilizadores. Depois os acidentes acontecem e a “CULPA” não é de ninguém…

  2. É claro que não dá jeito nenhum que “essas revisões – que irão provocar supressões no serviço – ocorressem na altura das eleições legislativas do próximo ano”…
    É preciso resolver o assunto e em vez de antecipar, adia-se. A segurança, interessa lá a alguém? Aconteça o que acontecer, ninguém paga!…
    Quem não está de acordo, leva…

Responder a ah Cancelar resposta

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …