CP à beira do colapso

Já no próximo mês de Agosto, a Comboios de Portugal vai reformular os horários, passando, inevitavelmente por uma redução da oferta, com menos comboios em praticamente todas as linhas e serviços.

A notícia, avançada nesta quarta-feira pelo jornal Público, dá conta que os comboios da CP estão avariados ou em muito mau estado. Neste momento, a situação da empresa de transportes é tão crítica que a empresa terá que diminuir o número de comboios em praticamente todas as linhas e serviços.

Em resposta à supressão de serviços, a CP vai substituir alguns comboios por autocarros e, noutras situações, substituirá comboios por outros de categoria inferior.

O jornal aponta que a empresa passa por uma dramática falta de material circundante e que as oficinas estão sem pessoal para efetuar a manutenção e reparação dos comboios, considerando ainda que a situação tenderá a piorar nos próximos meses com o período de férias das oficinas da CP e com uma maior procura por parte dos passageiros.

A falta de meios afeta serviços em todo o país, as ligações a Évora, Braga, Guimarães, mas também no Algarve, Alentejo ou na linha do Oeste tem registado supressões de viagens por falta de comboios para circular.

De acordo com o Público, em alguns casos, os passageiros são largados nas estações e apeadeiros, ficando depois a aguardar por soluções alternativas para chegar ao destino mas que acabam por não ser disponibilizadas.

Na linha do Oeste, por exemplo, os problemas têm-se multiplicado desde o início do ano. Entre janeiro e maio foram suprimidos 357 comboios, dos quais 333 na totalidade do trajeto e 24 parcialmente. Neste período, a CP gastou 16 mil euros em aluguer de autocarros para garantir transportes alternativos nesta linha.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. Desde Janeiro que uso o comboio Malveira/Meleças: Comprava o passe (que não é nada barato) e no início do mês havia sempre comboios, depois o comboio que me dava jeito deixava de circular.
    Se com este corte na circulação de comboios estão à espera de poupar algum dinheiro devo dizer: eu poupo. Deixei de andar de comboio.
    Com estas supressões estão a “matar” a linha do Oeste que cada vez tem menos comboios e menos utilizadores.
    E depois vêm dizer que as pessoas usam demasiado o carro, pudera!!!

  2. Para mim o transporte por caminho de ferro de curto curso está ameaçado e três que ser substituído por outro tipo de transporte devido ao custo que tem e a estratégia da CP terá que passar por otimizar a de longo curso

  3. …isto é para quem achava que, entrava cá a Troika, lixava isto tudo, iam-se embora, e não acontecia nada !!! aconteceu… o País está nos serviços mínimos !!! e só não acontecem mais desgraças, porque 600 mil concidadãos já saíram do País… agora a seguir vão ser as Infra-estruturas em Lisboa… preparem-se !!! lol…lol…

    • caro joao mouro, isto é muito anterior a troika. a CP, muito antes da entrada dos fundos que a troika nos emprestou, estava falida devido a diversos erros de gestão. Apenas se foi adiando o problema. a má gestão continuou e os fundos da troika também se acabam e depressa! agora, ou se mete mais dinheiro (mais impostos) ou se acabam os serviços. e mesmo assim é preciso pagar e indemnizar aqueles funcionários todos, por isso, mais impostos. concidadãos a sair do pais, menos rendimentos, mais impostos. se for preciso meter dinheiro na IP, será com mais impostos. Afinal quem é que lixou isto tudo?

    • Está um país esganado, xuxado…e não temos cá a Troika. E com uma conjuntura económica favorável (ex. Turismo). Então a Geringonça o que é que anda a fazer ? Esse artista Centeno e o indiano Costa que desapareçam.

  4. A gestão do Estado tem sempre estes resultados .. depois vemos a gestão privada que dá excelentes lucros, mas para os privados e nós continuamos a ter de pagar, veja-se o caso da EDP e outras.. resumindo temos um Estado que não nos protege, apenas os seus interesses e clientela.

  5. Pudera, gastam o dinheiro todo em maquinistas com regalias de príncipes e outro pessoal que só lá está para coçar a micose .
    É tudo a mamar e o pobre contribuinte que se lixe

  6. 16 mil euros para 337 comboios dá uma média de 44 € por aluguer de autocarro. Ou a CP tem acordos muito bons e não paga nem combustível e aos motoristas (não me parece), ou só usou autocarros umas dezenas de vezes ou os 16 mil estão errados.
    O resto da Europa está a investir dinheiro a sério em caminhos de ferro, urbanos, suburbanos médio curso e longo curso, mesmo em países com pior densidade populacional – se há transportes bons, próximos e com horários adequados, as pessoas usam.

  7. CP nas lonas, Hospitais sem pessoal, agora também com menos camas, mais dívidas acumuladas e o Somos-todos-Centeno a desgovernar; educação sem qualquer norte… e também sem ministro; Defesa à moda de Tancos; administração interna abençoada pela chuva e pela tonteria generalizada da limpeza das matas (andem um pouco pelo país e vão ver a fantochada completa que tem sido (TUDO POR LIMPAR); primeiro-ministro com negócios especulativos de imobiliário a querer criar leis para impedir que os outros façam o que ele fez; Portugal2020 totalmente desgovernado; apoios agrícolas com atrasos superiores a 2 anos; Cultura… sem cultura e sem dinheiro; Segurança Social com RARÍSSIMOS casos de sucesso; ciência sem dinheiro e com as tradicionais bolsas vitalícias sempre incertas; ministro do ambiente que pouco mais faz do que andar a passear-se num veículo elétrico;…

    Safa-se os Negócios Estrangeiros e a Justiça (porque manteve o bom trabalho que foi feito de um modo geral, muito embora o populismo da medida da reabertura de alguns tribunais).

    Belo Desgoverno este

    • Este Portugal de mínimos, pelintra e terceiro mundista, comandado por geringonceiros. Aonde vamos parar ?

      • Novo buraco na perspetiva. Até porque se a conjuntura internacional esteve boa até aqui, vai ficar má num futuro não muito distante. Lá se vai parte do turismo, parte da procura externa,…

  8. O João tem razão na sua observação. Além da CP o metro convive com um problema semelhante o que os safa é que estão muito localizados e a procura mantém-nos à tona.

    • Possivelmente será essa a ideia – degradar a CP, a Educação, SNS, etc., para deixar o caminho livre aos privados. Eu penso que uma empresa gerida por gente honesta/competente, se funciona bem no privado, também têm a obrigação de funcionar bem no público ou ainda melhor, porque os accionistas das empresas privados necessitam de dividendos chorudos. Já falo neste assunto há vários anos, os governos têm que investir fortemente na ferrovia – transporte mais amigo do ambiente (infelizmente cada vez está mais poluído) e dos cidadãos. – Como é que existe dinheiro para investir na ferrovia, se ele é canalizado para as ruinosas – Parcerias Público-Privadas.

      • Por lapso não fiz o apelo: Vamos colaborar com a Associação Frente Livre, para a recolha de assinaturas – referente às Parcerias Público-Privadas. Temos que desassossegar os poderes constituídos…

  9. ahaha, é “apenas” um pretexto. o “apenas” é a opção entre passar a operação a privados ou continuar a carregar os impostos em Portugal para sustentar a mama das empresas e administrações publicas. são milhares de milhões de euros todos os anos deitados ao lixo para sustentar os 600 ou 700 mil funcionários públicos e respetivas estruturas/organizações, sem esquecer os tachos de direção, assessoria, consultoria, presidentes, vogais, adjuntos, coordenadores, secretários, e mordomias afins. Jornalismo a sério era por esta noticia com as contas operacionais da CP nos últimos 10 anos e respetivos gestores e resultados liquidos. isso é que tinha valor.

  10. Num país onde os “gestores” públicos e os políticos que os escolhem, nunca são responsabilizados a sério e a doer, por porcaria nenhuma daquilo que fazem, estão à espera do quê?
    Enquanto os tipos que andam a desbaratar dinheiros públicos, não começarem a ter penas de prisão efetiva e confisco dos bens, nada mudará.
    E os carneiros ou votam sempre na mesma trampa, ou se abstém-se, indo para a praia, para o shopping ou para o jogo da bola.
    Temos o país que merecemos, porque não fazemos nada para o mudar!

  11. Meus Caros.
    Não é só a CP que está á beira do caos. O País, sim este bem que tem sido governado ao longo dos tempos por politicos incompetentes e desonestos, está á beira do abismo, e estamos todos contentes. O Costa é um mentiroso compulsivo, e está a levar isto tudo ao fundo. Só que pôs uma bande de musica a tocar.
    Desgraçados de nós que andamos a trabalhar para satisfazer as clientelas dos governos, que são a função fublica.
    Aguardemos, por boas noticias.

  12. Ao que chegámos… uma vergonha de país… até os comboios acabam por ser substituidos por autocarros… País de retrocesso… alguns ainda apregoam o analfabetismo do tempo de Salazar…
    Agora com tanto conhecimento e cultura só vejo mer**da a sair desta sociedade!!!
    Fazem falta pessoas como Salazar que para alguns deixou analfabetismo, mas para outros representava outros valores que hoje não existem, além de que deixou um legado na saúde e em obras de engenharia que ficaram e garantem as necessidades por muitos anos!

    • Eu por mim substituía todos os transportes públicos por burros. Temos por cá muitos é só uma questão de os redirecionar da política para a carga.

RESPONDER

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …

Rui Rio: PSD não está a cooperar com o PS, mas com o Governo em nome de Portugal

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que não está a cooperar com o PS, mas com o Governo de Portugal na crise da pandemia, esclarecendo que aquilo que defende é uma lógica …