Greve dos enfermeiros é “selvagem” e “absolutamente ilegal”

António José / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro António Costa lançou duras críticas às greves “cirúrgicas” dos enfermeiros que estão a provocar o adiamento de centenas de cirurgias: são “selvagens” e “absolutamente ilegais”.

O primeiro-ministro, António Costa, classificou esta sexta-feira as greves cirúrgicas dos enfermeiros como “selvagens” e “absolutamente ilegais”, prometendo usar todos os meios ao alcance do Governo para travar as ilegalidades nas paralisações. O governante falava durante uma visita ao Mogadouro, no distrito de Bragança.

“Não podemos confundir aquilo que é o exercício da atividade sindical, o exercício legítimo do direito à greve com práticas que não são de greves cirúrgicas, mas são greves selvagens, que visam simplesmente atentar contra a dignidade dos doentes e contra as funções do Serviço Nacional de Saúde, que são absolutamente ilegais e em relação às quais as instituições não podem ficar impassíveis”, acentuou o chefe do executivo.

António Costa salientou que o Governo recorrerá a “todos os meios” ao seu alcance para travar o “recurso ilegal” à greve.

“Nós recorreremos a todos os meios legais que estiverem ao nosso alcance para impedir que haja a prática do recurso ilegal à greve, o abuso dos direitos que prejudicam os doentes e que não haja o exercício de funções sindicais por instituições que estejam expressamente proibidas de terem uma atividade sindical”, frisou.

O primeiro-ministro disse ainda que terá de haver uma clarificação sobre a forma de financiamento das greves, numa alusão ao recurso ao financiamento dos sindicatos através de crowdfunding porque “não pode haver qualquer dúvida que manche a dignidade do movimento sindical”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Isto era fácil de resolver, deixem ir para enfermeiros quem tem vocação e capacidade para cuidar dos outros e gostam da profissão, grande parte dos enfermeiros queriam ser Doutores mas não conseguiram, só estão como enfermeiros porque não têm escolha e ganharam amor ao dinheiro. A maioria são arrogantes e malcriados com os doentes e grávidas e ainda querem benefícios. Se ganhassem só 800€ como a policia queria ver, ou o ordenado mínimo como os bombeiros que arriscam a vida.

    • Tu também querias ser inteligente, mas como não conseguiste, ficaste assim: um triste apalermado!
      Pela qualidade do comentário, tu nem o ordenado mínimo vales!!

    • Meu Caro, jovem amigo, muito pouco iluminado, mas cheio de opinião:

      1o – Onde estão os dados que sustentam a tua opinião gratuita, que “grande parte dos enfermeiros queria ser doutores”?

      2o – referes-te a “doutores” de quê, exactamente? Um enfermeiro, pode Ter grau mestrado, e/ou grau Doutor; assim, Como psicologico, professor de filósofia, mathematics, etc..

      3o – Enfermagem, é um curso Superior, Como tal, deve reger-se por tabelas saláriais adequadas ao nīvel académico, mais o nível de responsabilidade, entre outros agravantes, inerentes à profissão;

      Ao teres a liberdade, de Fazer comparaçoes, neste caso, com outras profissoes, tambem te posso demonstrar Uma comparaçao: no Reino Unido, não ves estas situaçoes, 1o porque os salários, mesmo começando baixos, sobem todos os anos.. mais 1dia de ferias, por cada 5anos (ate 15 ou 20anos); 2o existem imensas carreiras, com vista a tornar o pessoal competente, pois, aqui, é possível subir de carreira (houve colegas, que isso aconteceu, ainda Durante o primeiro ano de exercício); 3o aqui, existem Especialidades (cardiologia, oncologia, comunidade, etc), e quem tem Especialidades, automaticamente, sobe de escalão.

      Com tudo isto, no meu caso, e de outros de portugueses, ao sermos apreciados, temos muitissimo boa fama. Ao contrário do comum “Zé” português. Não no’s queixamos, fazemos as vezes, mais, que o necessário, para estabilizar o paciente, e envolver a família.

      Comparando o grau de satisfação profissional aqui, com o que teria aí… Haveria muito paciente as levar algálias 18f, e catéteres 16g, caso, eu exercesse aí..

      Por acaso, gostaria de Ter curso de medicina. Mas neste local, um enfermeiro no privado, ganha tanto, ou mais, que o médico Portugues.. ah.. a gasolina, aqui, é mais barata 20centimos, em media. Os impostos automovel, salão irrisórios. Com um ano de poupança, deu para comprar a pronto, um BMW 330i usado 2006…

  2. @Miguel: Para ser policia basta o 11º ano, para enfermagem é preciso licenciatura. ” Selvagem” é um motorista da carris ganhar mais que um enfermeiro porque pode fazer greves e paralisar lisboa, “Selvagem” é um administrativo da justiça ganhar mais do que um enfermeiro porque pode revelar segredos podres de algum politico. “Selvagem” foi durante a crise ter cortado mais nos enfermeiro e outros funcionários da saúde do que nos restantes funcionários públicos e “Selvagem” é aproveitarem-se do sofrimento das pessoas para descredibilizar uma greve justa o que leva a crer que na saúde não pode haver greve… e por isso os políticos sentem-se mo direito de espezinhar os funcionários da saúde.

    PS: Não sou enfermeiro, sou Técnico superior de diagnostico e terapêutica e por conseguinte sei da injustiça que há na saúde em detrimento de outros ministérios.

    • Concordo absolutamente. N percebo como se insurgem contra enfermeiros e nada fazem com os biliões da CGD por exemplo, esses e q são os selvagens e q destruíram a saúde, ensino, justiça e este pais

    • Caro Joe, a greve é um direito que assiste a todos os trabalhadores quando tal se justifique. E quero acreditar até que seja usado em último recurso. Eu próprio cheguei a participar nesse tipo de pressão quando trabalhava. Mas também cheguei a fazê-la trabalhando, ou seja, exercendo normalmente as minhas funções, como docente, mas não assinando o livro de ponto nem, consequentemente, recebendo o salário desse ou desses dias. É que embora considerasse que a razão estava do lado da classe profissional de que fazia parte, os meus alunos não tinham culpa dos nossos problemas e não tinham de ser prejudicados por isso.
      Quanto à greve dos enfermeiros, ou de certos enfermeiros, melhor dizendo, essa greve dita “cirúrgica”, compreendo-a, mas por mais que queira ser condescender com eles não consigo. Em causa está a saúde e a vida de enfermos, e o retardar ainda mais de cirurgias, em prejuízo não só de quem tem de se submeter a elas como de todo o S.N.S.
      Querem endurecer a luta, tudo bem, mas não assim.
      Depois, o processo de angariação de fundos que lhes permite prolongar esse tipo de acção cheira a apoio clandestino de proveniência duvidosa.
      Posso ser excessivo, mas tudo isto configura algo que roça terrorismo.

      • Só uma pergunta disse que ia trabalhar no dia de greve dos professores , e acha isso um bom exemplo , e se todos seguissem o seu exemplo , não havia greve porque era inócuo … Belo conceito de greve !!!! as greves para terem efeito têm que gerar perdas e efeitos negativos contra os patrões ou contra instituições , não há greves benignas, essa atitude que o sr. teve é aquilo que todos os patrões preferem..pois eles até prefriam que essas greves não acabassem.

        • Não sou contra greves. Eu até defendo que os pequenos empresários deviam fazer greve durante um mês seguido, mas todos e todos os dias. Quanto às greves dos enfermeiros, lembro que os mal pagos são que agora começam e os que trabalham no duro e será que os mais antigos também o fazem? Outro assunto é o que se está a passar, quem não faz barulho não é ouvido. Os enfermeiros são selvagens porque não são DA intersindical, porque se fossem já não eram. SENHOR COSTA FOI O SENHOR QUE CRIOU ESPECTATIVAS e como sempre que paga é o pequeno, porque para si isso não é importante o que quer é votos.

        • Caro José Vieira, entendo muito bem o seu ponto de vista e, numa perspectiva puramente materialista, o Senhor está certo.
          Há, porém, actividades, de que a docência e a enfermagem, entre outras, são exemplo, que, pelo ESPÍRITO DE MISSÃO que as engrandece, não nos permitem pensar como o Senhor.
          Este modo de ver não significa que os profissionais dessas áreas tenham de ser maltratados, nem que as suas profissões não sejam devidamente valorizadas, pelo contrário, são actividades imprescindíveis que tanto contribuem para o desenvolvimento do País, como reflectem o patamar civilizacional em que nos encontramos. Daí que o Estado, que somos todos NÓS, as acarinhe, respeite e lhes confira a dignidade a que têm direito.
          No caso dos enfermeiros, concretamente, e particularmente dos que estão a impossibilitar a realização de cirurgias, se tivessem tido o azar de fazer parte da guerra no ex-ultramar, por exemplo, em que a vida de milhares de compatriotas dependeu, em PRIMEIRO LUGAR, deles, que os acompanhavam em todas as acções operacionais, muitas vezes pondo em risco a sua própria vida para salvar a dos outros, hoje não pensariam nem agiriam deste modo antiético que só os desprestigia.
          Há sempre outras maneiras de actuar, para que a razão que lhes assiste lhes dê razão. Há que fazer uso do bom senso.
          Sobre o meu caso, fazer greve trabalhando, já disse, no comentário anterior, por que o fazia. Mas já agora acrescento, fiz mais pelo movimento sindical do que a maioria daqueles que se ufanam só por fazerem greves.

    • Parabéns Joe … pela resposta adequada, não só ao Miguel, mas também, e principalmente ao 1º. Ministro de Portugal, que tem “obrigação” de defender os profissionais portugueses!!!…
      Com todo o respeito que a minha empregada de limpeza me merece, mas ela ganha mais (5€/hora) do que muitos enfermeiros, que não chegam a trazer 1.000€ para casa!… (profissionais de enfermagem, que tantas vidas humanas salvam)!!!… É assim que nós lhe retribuímos???!!!…

  3. Ilegal é roubar o pais como na CGD e nos contratos de prestação serviços feitos pelos serviços publicos a privados em biliões de euros sr ministro. Tenham vergonha antes criticar enfermeiros

  4. A origem do problema parece estar nas tais promessas da geringonça que levaram a que uns fossem mais beneficiados do que outros e pelos vistos até com mais necessidades, o resultado é que se procurou ir longe demais logo a começar pelas 35 horas e como é mais do que evidente que o dinheiro não dá para tudo acontece agora que uns revoltam-se e outros esfregam mãos de contentes, quem semeia ventos colhe tempestades, mas o grande problema é que é o povo que está a sofrer com todo este temporal enquanto os causadores estão bem ao abrigo da turbulência.

  5. A esquerda nunca esta verdadeiramente interessada nos trabalhadores, apenas em dar poder a si própria através do Estado, com medidas tais como sejam aumentar impostos e taxas

  6. O que é que isso tem a ver com o tema da greve do enfermeiros?! Santa paciência para estes comentários que só destilam ódio através de frases feitas e lugares comuns…

  7. Não gostaria de fazer este comentário, mas com esta greve selvagem que os Srs enfermeiros estão a fazer é só o que apetece dizer.
    Que muitos familiares desses senhores enfermeiros precisem de ser operados e que não o sejam devido à greve e que por isso venham a falecer. AH é verdade e não vão meter cunhas a colegas que não estão em greve para passarem os familiares à frente de outros doentes, como já aconteceu.
    E já agora seria muito interessante, saber quem está a dar os milhares de €€€€€€€€ para financiar a greve.
    Assim é fácil fazer greve. Não trabalham, matam pessoas e ainda ganham com isso.

    • Parcialmente, respondendo à tua pergunta, eu contribuí para o financiamento da greve.

      Exerço no Reino Unido, e aqui, não há necessidade de manifs, greves, etc. Tudo o que já em reivindicacoes, existe em prática aqui. E o grau de satisfação dos profissionais, é comparável ao grau de burnout dos enfs portugueses..

      • Será que tens algum familiar que precise de ser operado e que não o seja por causa das greves que estás a financiar?
        E se um desses teus familiares morrer, pelo apoio que estás a dar aos teus queridos colegas. Esfregavas as mãos de contente. estou certa disso

RESPONDER

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …