Costa entre os líderes de 30 países para cimeira da NATO em Londres

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro português é um dos líderes de 30 países que participam na cimeira que começa esta terça-feira com a conferência “Inovando a Aliança”, que pretende debater o futuro da NATO.

Líderes de 30 países, incluindo o primeiro-ministro, António Costa, participam a partir desta terça-feira numa cimeira da NATO em Londres, coincidindo com o 70.º aniversário da aliança militar que protege cerca de mil milhões de pessoas.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, convidou o Reino Unido a organizar esta reunião especial em reconhecimento pelo papel significativo do país na história da organização, tendo Londres recebido a primeira sede antes de ser transferida para Bruxelas.

O Reino Unido foi um dos 12 países fundadores, em 1949, juntamente com Portugal, EUA, Canadá, França, Itália, Holanda, Noruega, Dinamarca, Bélgica, Islândia e Luxemburgo. Na cimeira vão estar também representados Alemanha, Albânia, Bulgária, Croácia, República Checa, Espanha, Estónia, Eslováquia, Eslovénia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Montenegro, Macedónia do Norte, Polónia, Roménia e Turquia.

O programa da cimeira começa esta terça-feira com uma conferência que juntará políticos, como o ministro da Defesa britânico, Ben Wallace, o Presidente polaco, Andrzej Duda, e o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, com académicos e investigadores. Intitulada “Inovando a Aliança”, a conferência pretende debater o futuro da NATO, examinando “como lida com a incerteza geopolítica, as mudanças de ameaças e novas oportunidades”.

No final do dia, a rainha Isabel II oferece uma receção aos chefes de Estado e de governo no Palácio de Buckingham, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, outra, na residência oficial, em Downing Street.

A Reunião de Líderes vai ter lugar na quarta-feira, num hotel em Hertfordshire, a norte de Londres, e pretende refletir sobre os últimos 70 anos e discutir questões que afetam a Aliança, incluindo missões internacionais, financiamento dos Estados-membros e o papel da NATO na resposta a ameaças em todo o mundo.

O encontro vai também ser usado para antecipar novos desafios, incluindo nas áreas da Internet e do espaço, tendo este último sido declarado no mês passado uma das suas esferas operacionais, juntamente com o ar, terra, mar e Internet.

Desde que a Rússia anexou a Península da Crimeia da Ucrânia em 2014, que a NATO enviou mais de 4.000 soldados para a Estónia, Letónia, Lituânia e Polónia, para tentar dissuadir o ímpeto militar do regime de Vladimir Putin. A proteção contra a Rússia durante a Guerra Fria esteve na origem da Aliança Atlântica, mas atualmente a atividade alarga-se a outras geografias, como missões de paz em lugares como o Afeganistão e o Kosovo.

Após a entrada em funções do presidente dos EUA que a questão da despesa pública com a Defesa tem dominado as últimas reuniões da NATO devido às exigências de Donald Trump aos restantes parceiros para que aumentem os orçamentos militares para 2% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2024.

Os aliados europeus e o Canadá dependem fortemente do arsenal dos EUA, como grandes aviões de transporte militar e reabastecimento aéreo, e apenas três respeitavam o compromisso em 2014.

Prevê-se que nove países atinjam o nível este ano, incluindo EUA, com cerca de 3,4%, Grécia, Grã-Bretanha, Bulgária, Estónia, Polónia, Letónia, Lituânia e Roménia, mas Espanha, Bélgica e Luxemburgo gastam menos de 1%. e a Alemanha, uma das principais economias mundiais, tem previsto gastar 1,35% em 2019.

A cimeira vai ser também uma oportunidade para confrontar os EUA pela ausência de coordenação com os aliados europeus quando decidiu abruptamente a retirada do norte da Síria e a Turquia pelo comportamento unilateral quando lançou uma ofensiva militar contra uma milícia curda apoiada pelos países ocidentais.

Numa entrevista à revista britânica The Economist no início de novembro, o Presidente francês, Emmanuel Macron, considerou que “a NATO está em morte cerebral” e sugeriu o desenvolvimento de uma defesa europeia autónoma.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …