Costa foi ao Governo Sombra e admitiu que “crescimento é poucochinho”

O primeiro-ministro admitiu que o crescimento económico em Portugal “é poucochinho”, no programa humorístico da TVI24 “Governo Sombra”, e concordou com a comparação entre os acordos com BE, PCP e PEV e “casamentos modernos”, “cada um na sua casa”.

O líder socialista, António Costa, participou no “Governo Sombra”, transmitido entre sexta-feira e sábado e moderado pelo jornalista Carlos Vaz Marques.

O programa humorístico conta com o cómico e colunista Ricardo Araújo Pereira, o escritor e assessor para a cultura do Presidente da República, Pedro Mexia, e do comentador político João Miguel Tavares.

“Não é preciso ser Natal para admitir. É evidente que todos gostávamos de crescer mais. Não gostava? Eu gostava. É poucochinho, claro que é, como é evidente, claro que queríamos mais”, assentiu, instado por Tavares a reconhecer que as previsões do executivo ficaram aquém do esperado, tal como tem vindo a defender a oposição PSD/CDS-PP.

Respondendo a Tavares, António Costa afirmou que, “se olhar para o contexto global de desemprego, aumento de rendimentos”, os dados são positivos.

“Quanto à dívida pública, para o ano, quando me convidar, já engole essa, para o ano já vai ser menor”, assegurou.

Desafiado por Vaz Marques e Mexia sobre a denominada “geringonça” e a possibilidade de vir a beneficiar de uma maioria absoluta, o chefe do executivo do PS sublinhou que “o sucesso deste Governo depende precisamente da existência dos parceiros” e que poderá “ser mais reformista”.

O primeiro-ministro rejeitou a ideia de que os líderes bloquista e comunista sejam “o verdadeiro governo sombra“.

“Isto é uma solução que não é uma coligação tradicional. Nas tradicionais, os partidos fingem que estão todos de acordo. Nesta solução, cada partido assume as suas diferenças e até, alguns, disfarçam algumas vezes as concordâncias. É ao contrário do habitual, mais original, mas funciona“, disse.

“E quem sabe se durará mais que outros casamentos“, acrescentou, em resposta à ideia de João Miguel Tavares, que tinha sugerido que as posições conjuntas assinadas entre PS, BE, PCP e PEV são “como aqueles casamentos modernos, em que cada um vive na sua casa e só se juntam nas ocasiões felizes“.

Sobre o processo criminal que impende sobre o antigo secretário-geral socialista e também antigo primeiro-ministro José Sócrates, por alegadas práticas de corrupção, Costa, ex-ministro da Justiça, desejou que, “quando há alguma suspeita sobre alguém, essa suspeita seja esclarecida”, com o visado a ter direito a dar a sua versão “da verdade”.

Ricardo Araújo Pereira equiparou as respostas do primeiro-ministro às réplicas “galvanizadoras e de compaixão para com os adversários de uma misse Universo“, nomeadamente face ao ex-primeiro-ministro e presidente do PSD, Passos Coelho, gerando gargalhadas entre todos os participantes.

Entre outros assuntos internacionais, confrontado com uma hipotética escolha, nas eleições presidenciais francesas, entre o candidato da direita moderada e da extrema-direita francesas, François Fillon e Marine Le Pen, o primeiro-ministro não hesitou – “Fillon”, reconhecendo o falhanço no mandato do membro da sua família política, François Hollande.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …