Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

jannewittoeck / Flickr

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte “travou o vírus maligno”, mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong parecem sugerir o contrário.

Esta quinta-feira, o Comité Central do Partido Comunista aprovou o “fornecimento extraordinário de comida e fundos” à cidade fronteiriça de Kaesong, em quarentena há duas semanas.

Segundo o Público, Kaesong está em quarentena total desde o dia 24 de julho, depois de ter sido identificado o que se julga ser primeiro caso suspeito de infeção pelo coronavírus, levando o regime a anunciar a entrada em vigor de um “sistema de emergência máximo”.

A Coreia do Norte não permite, já há várias décadas, qualquer escrutínio estrangeiro sobre o que se passa dentro das suas fronteiras, o que dificulta a execução de estimativas sobre o potencial número de casos positivos no país. No entanto, a grande maioria dos analistas internacionais duvida deste número.

“Mesmo que a Coreia do Norte se feche, deve haver casos suspeitos e as autoridades têm de os diagnosticar de forma agressiva. Mas o regime nunca foi transparente sobre se tem sequer capacidade para o fazer”, disse à Associated Press o analista Hong Min, do Instituto para a Unificação Nacional, em Seul.

A verdade é que se teme uma catástrofe. O país tem níveis de pobreza e de subnutrição muito elevados em várias regiões, há uma escassez muito acentuada de medicamentos e de bens de primeira necessidade e enormes falhas sanitárias. Um surto do novo coronavírus de grandes dimensões pode mesmo propiciar uma catástrofe humanitária.

A Coreia do Norte fechou as fronteiras em dezembro e, sete meses depois, “a situação económica e sanitária parece estar a atingir níveis perigosamente baixos“, escreveu a investigadora Gabriela Bernal, da Universidade de Estudos da Coreia do Norte, na revista Diplomat.

De acordo com o diário, a divulgação da decisão tomada pelo Comité Central do partido único em relação a Kaesong pode ser consequência de uma nova abordagem de Kim Jong-un na gestão da informação sobre a pandemia, depois de meses de segredos, admitiu Yang Moo-jin, professor na mesma instituição de Bernal.

O Público escreve ainda que, a ser verdade, esta poderá ser uma confirmação de que a situação epidemiológica na Coreia do Norte é mais grave do que aquilo que o regime tem noticiado e que o país necessitará de ajuda num futuro próximo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O primeiro combate deve ser à base da bala, o segundo do encobrimento! Quem vai acreditar num regime fechado ao mundo?

RESPONDER

Teia da morte. Cientistas desenvolvem nova forma de matar células cancerígenas

Um novo estudo sugere que, através de uma interrupção direcionada e localizada da estrutura das células cancerígenas, o seu mecanismo de autodestruição pode ser ativado. As células cancerígenas multiplicam-se de forma incontrolável, levando a um crescimento …

Boavista 2-0 Porto | “Manita” em 45 minutos demolidores

Goleada do “dragão” no Bessa. No dérbi portuense entre Boavista e FC Porto, os campeões nacionais sentiram dificuldades na primeira parte, não conseguiram sequer enquadrar qualquer um dos seus remates, mas na segunda parte tudo …

Magawa, o rato que deteta minas, ganhou uma medalha de ouro

Magawa, um rato gigante africano, foi treinado para descobrir minas terrestres e tem estado ao serviço no Camboja. O animal foi agora proclamado herói e premiado por salvar vidas naquele país. A instituição de caridade britânica …

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …