Corbyn pede demissão de Theresa May por causa dos cortes na segurança

lewishamdreamer / Flickr

Jeremy Corbyn, o novo líder do 'Labour', o Partido Trabalhista britânico

Jeremy Corbyn, o novo líder do ‘Labour’, o Partido Trabalhista britânico

O líder da oposição no Reino Unido, o trabalhista Jeremy Corbyn, pediu esta segunda-feira a demissão da primeira-ministra, na sequência da série de atentados dos últimos dias, alegando que esta cortou no número de polícias.

Questionado sobre se apoiava ou não os apelos à demissão da primeira-ministra, Jeremy Corbyn respondeu: “Sim, efetivamente, porque são apelos lançados por muitas pessoas responsáveis, que se sentem inquietas com o facto de que ela foi ministra do Interior durante tanto tempo e decidiu reduzir os efetivos policiais“.

Theresa May foi ministra de maio de 2010 a julho de 2016, quando assumiu o cargo de primeira-ministra, na sequência da demissão de David Cameron.

Em declarações ao jornal Independent, o antigo consultor político de David Cameron, Steve Hilton, exigiu a demissão de May responsabilizando-a pelas “falhas de segurança” que levaram aos ataques terroristas em Westminster, Manchester e na London Bridge.

Hilton disse que May é a responsável (política) pelos ataques, que já não deveria estar na corrida pela reeleição e que tem vindo a “passar as culpas” nas declarações que fez na sequência dos atentados.

May tem vindo a ser criticada desde o atentado-suicida de Manchester, a 22 de maio, por ter cortado 20 mil polícias dos quadros quando era ministra do Interior. A primeira-ministra defende-se, afirmando que sempre “protegeu o orçamento dedicado à polícia anti-terrorista”.

May disse hoje que a polícia já identificou todos os atacantes que, no sábado passado, mataram sete pessoas na London Bridge e no Borough Market, num ataque que considerou visar “o mundo democrático”.

A chefe do governo britânico acrescentou que o nível de alerta por ameaça terrorista contra o Reino Unido se manterá em “severo”, o segundo mais alto numa escala de cinco, após o atentado, em que 48 pessoas ficaram feridas, 21 em estado crítico.

Confirmou também que onze pessoas continuam detidas por possíveis ligações ao atentado, após uma ter sido libertada sem acusação.

O Reino Unido realiza eleições legislativas (antecipadas) na quinta-feira. May ainda lidera a maioria das sondagens, mas tem perdido a vantagem que detinha sobre Corbyn.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Também no UK, o nível dos estadistas baixou drasticamente. Estas picardias entre May e Corbyn são uma tristeza. May a apontar a net como responsável pela radicalização dos “jovens”… !
    Polícias armados com um bastão a fugir para não enfrentarem 3 terroristas com facas ! Os polícias armados só chegaram 8 minutos depois, tempo suficiente para o esfaqueamento de muitas pessoas. A isto chama-se incompetência e, ou mudam, ou haverá piores massacres.
    Nem parece a Inglaterra de Churchil que venceu o Hitler.

RESPONDER

Primeiro-ministro da Arménia acusa militares de tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Arménia referiu-se hoje a "tentativa de golpe de Estado" depois de o Estado Maior ter pedido o afastamento do governo num contexto de protestos por causa da derrota no último conflito com …

EUA condenam Coreia do Norte a indemnizar militares torturados em 1968

A Justiça dos Estados Unidos (EUA) condenou Pyongyang a indemnizar em 2,3 mil milhões de dólares (cerca de dois mil milhões de euros) os tripulantes de um navio da Marinha norte-americana, que foram capturados e …

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …