Contribuintes vão poder usar facturas em papel para mudar deduções de IRS

O governo vai criar uma excepção para permitir que os contribuintes possam corrigir, através das facturas em papel, os valores das deduções das declarações de IRS, sempre que haja registos inadequados no site e-factura.

Um dado avançado pelo Dinheiro Vivo que sustenta que, caso um contribuinte verifique que as respectivas deduções não estão situadas na categoria correcta ou que os valores comunicados não estão certos, vai poder alterar esses dados na declaração de IRS pré-preenchida pelo Fisco.

Uma circunstância que se vai aplicar para as despesas de saúde, de educação, da casa e com lares de idosos.

Contudo, para que estas alterações possam ser efectuadas, o contribuinte terá que ter uma factura com um Número de Identificação Fiscal não registada no e-factura. Se a tal factura estiver registada, mesmo que com os valores incorrectos, será considerada em detrimento do registo correcto em papel.

Importa também ter em conta que sempre que se façam alterações, com base em facturas em papel, será preciso guardá-las durante um período de quatro anos (para o caso de o Fisco querer confirmar a sua veracidade).

O Dinheiro Vivo repara que esta alteração surge porque o governo entende que o sistema e-factura “não é ainda devidamente conhecido e levanta muitas dúvidas junto dos contribuintes, o que poderá levar a que muitas pessoas fiquem com um valor de despesas dedutíveis inferior ao que efectivamente fizeram”.

Assim, vai criar “uma solução legislativa” para contornar esse problema no primeiro ano de aplicação do regime.

Em causa estão particularmente problemas com o registo dos Códigos de Actividade Económica (CAE), nomeadamente no caso das refeições escolares das cantinas públicas onde o serviço é prestado, nalguns casos, por fornecedores externos que não têm um CAE associado à Educação.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

PCP desafia Governo a renacionalizar os CTT

O secretário-geral do PCP desafiou hoje o Governo a responder "à chantagem" do "grupo Champalimaud", retirar-lhe a concessão do serviço postal e renacionalizar os CTT. A proposta foi feita por Jerónimo de Sousa depois de estar …

"Covid persistente" atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos. Há ainda muito por descobrir …

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …

Cova da Piedade não joga: "Prefiro perder três pontos do que alguém perder a vida"

O jogo entre Estoril e Cova da Piedade, como se esperava, não vai ser realizado e deverão ser atribuídos três pontos ao Estoril. Diretor do Cova da Piedade não poupa nas críticas. Mais uma partida da …