Erro no IRS de 2015. Contribuintes podem contestar nova liquidação

O novo apuramento do imposto abrange cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 milhões de euros.

A Autoridade Tributária e Aduaneira já enviou uma carta aos contribuintes cuja liquidação do IRS relativo a 2015 foi processada com erro, na qual explica por que tem de ser corrigida e quais os meios ao dispor dos contribuintes que discordem.

Perante esta situação, a AT informa que vai corrigir as liquidações de IRS e que procederá à emissão de uma liquidação adicional do imposto. O novo apuramento do imposto abrange cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 milhões de euros.

Pelo facto de se tratar de um erro imputável à administração fiscal, não serão cobrados juros.

O fisco enumera os meios de defesa que o contribuinte tem à sua disposição caso não concorde com a nova liquidação, nomeadamente a reclamação graciosa (no prazo de 120 dias a contar do fim do prazo de pagamento), que pode ser enviada eletronicamente.

“Para a defesa dos seus direitos, poderá ainda utilizar a opção IRS > Declaração/liquidação-Mod3 > Defesa dos contribuintes no e-Balcão do Portal das Finanças, que está disponível para receber as suas exposições nesta matéria”, acrescenta.

A AT adianta ainda que os contribuintes devem esperar pela notificação da liquidação adicional do imposto e lembra que, caso se incluam entre os que têm imposto a pagar, deverão fazê-lo no prazo de 30 dias.

Em declarações ao Expresso, Rogério Fernandes Ferreira, advogado especialista em Direito Fiscal e ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, diz que, se os contribuintes discordarem da AT, podem obviamente apresentar uma reclamação, mas à partida será um “protesto sem fundamento”.

“A interpretação do Fisco tem de ser a lei. A redução do IRS apenas poderia beneficiar os contribuintes que tivessem iniciado a sua atividade após a entrada em vigor da norma no início de 2015. Pode dizer-se que até agora os contribuintes tinham sido beneficiados. Mas obviamente não contavam com isto e estamos perante uma questão de expectativas”, afirma ao semanário.

Para além da reclamação graciosa, o advogado diz que podem também apresentar uma impugnação judicial no prazo de três meses ou um pedido de pronúncia arbitral no prazo de 90 dias.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois da nega de Costa, associações da Cultura foram recebidas por Marcelo

O Presidente da República reuniu-se, esta terça-feira, com representantes das associações e promotores de espetáculos, que expressaram as dificuldades que o setor atravessa, como a obrigatoriedade de testagem para a realização de eventos. "Estivemos em Belém …

Portugal regista três mortes e o maior número de casos desde fevereiro

Portugal registou nas últimas 24 horas três mortes associadas à covid-19, 1.497 novos casos de infeções confirmadas - o maior número desde 24 de fevereiro - e uma diminuição nos internamentos em enfermaria e cuidados …

PAN quer proibir animais de companhia acorrentados e em varandas

O PAN quer proibir os donos de animais de companhia de os acorrentarem permanentemente ou os colocarem em varandas por largos períodos de tempo, através de um projeto de lei entregue hoje na Assembleia da …

IGAI abre processo ao protesto do Movimento Zero. Manifestante fez a saudação fascista

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) anunciou, esta terça-feira, que abriu um processo administrativo à manifestação dos elementos das forças de segurança que pertencem ao Movimento Zero, tendo pedido informações à Polícia de Segurança Pública …

Iniciativa Liberal garante que sardinhada de S. João é um “jantar como outro qualquer”

O evento foi divulgado ontem no Facebook mas acabou por ser retirado ao fim da tarde da página do partido para não gerar “más interpretações”. Ao contrário do “Arraial Liberal”, que se realizou em Lisboa, …

Membros do comando saudita que assassinou Khashoggi foram treinados nos EUA

Os quatro membros do comando que matou o jornalista saudita Jamal Khashoggi, em 2018, terão recebido formação paramilitar nos Estados Unidos. O jornal norte-americano The New York Times noticiou, na terça-feira, que quatro membros do comando …

Homem de etnia cigana morre após polícia pressionar joelho no seu pescoço. Caso já é comparado ao de Floyd

O caso ocorreu na República Checa. Um homem de etnia cigana morreu depois de um polícia ter pressionado o joelho sobre o seu pescoço durante vários minutos. A vítima, Stanislav, de 40 anos, viria a …

Relatório dos Sistemas de Saúde arrasa gestão da pandemia

O Relatório de Primavera 2021, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde, critica a gestão da pandemia em Portugal, salientando que "não estamos a aprender ainda, com a experiência da pandemia, aquilo que seria necessário …

Líderes independentistas catalães já começaram a sair da prisão

Os nove líderes independentistas catalães que receberam o indulto do Governo espanhol começaram, esta quarta-feira, a sair das prisões onde se encontravam. A ex-presidente do parlamento regional Carme Forcadell foi a primeira a abandonar o estabelecimento …

Afinal, Bruxelas não vai restringir conteúdos britânicos na TV e no streaming

A Comissão Europeia desmentiu o facto de estar a ser preparada uma alteração legislativa para restringir a difusão de conteúdos audiovisuais produzidos no Reino Unido na programação das estações televisivas ou nas plataformas de streaming …