Constitucional chumba cortes das pensões e deixa passar cortes de salários

d.r. FESAP.pt

Fachada do Palácio Ratton, sede do Trabunal Constitucional

Fachada do Palácio Ratton, sede do Trabunal Constitucional

O Tribunal Constitucional considerou hoje inconstitucionais duas normas do diploma que cria a contribuição especial de sustentabilidade, CES, nomeadamente a que define o seu âmbito de aplicação e a sua fórmula de cálculo, por “violação do princípio da protecção de confiança”.

A norma que estabelece os corte salariais no setor público nos anos de 2014 e 2015 foi declarada constitucional. No entanto, os juízes do palácio Ratton declaram inconstitucionais essas reduções nos anos de 2016 a 2018.

“O Tribunal, na sequência de anteriores decisões sobre idêntica medida, limitou-se a manter a posição anteriormente assumida e que, para os últimos meses do ano de 2014, já resultava da fundamentação do acórdão nº 143/2014”, lê-se no comunicado do Tribunal Constitucional.

O comunicado acrescenta que relativamente à aplicação dos cortes salariais, em valor reduzido, no ano de 2015, o Tribunal entendeu que apesar desse ano já se inserir “num patamar liberto do mesmo nível de constrangimentos das escolhas orçamentais que marcaram os anos de 2011 a 2014”, a existência de um défice excessivo, que se segue a um período de assistência financeira, “ainda configura um quadro especialmente exigente, de excecionalidade, capaz de subtrair a imposição de reduções remuneratórias à censura do princípio de igualdade”.

A medida aprovada teria um impacto orçamental de cerca de 580 ME. O chumbo da CES abre um buraco de cerca de 370 ME no O.E. de 2015.

O Tribunal Constitucional decidiu não analisar a nova fórmula de atualização anual de pensões, por considerar que existe falta de elementos no diploma.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Serà que toda a gente se esqueceu que foi o sector publico que nos pôs neste estado?
    Décadas de regalias e direitos exclusivo de alguns, enquanto aos portugueses de 2ª como eram tratados os do sector privado, lhes era arrancada a pele para suportar esta máquina infernal.
    Mas que equidade? Alguns a usufruir e todos a pagar?
    Com que moralidade se vai cortar na reforma de alguem que descontou 50 anos e se reformou por limite de idade, para pagar a quem só dedcontou 30 anos e alguns ainda menos para terem uma reforma sem penalizações?
    Haja equidade e justiça corte-se a quem está a receder rendimentos imerecidos.

  2. Sr. Joaquim:
    Só um burro, um inocente ou um parasita da sociedade, que ao longo dos anos nunca produziu para o País, ou que toda a vida comeu o que outros ganharam, poderá fazer um comentário de tamanha aberração. Cada um tem a Pensão/reforma correspondente aos descontos feitos pela vida fora, Exceptuando POLÍTICOS, e outros CHULOS preveligiados, e comerciantes que descontavam por ordenados máximos nos últimos 5 de contribuição, e que agora acabou a MAMA, não seria o seu caso?

  3. Snr Francisco
    Se ler com atenção, eu fui o que descontou 50 anos e me reformaram porque foram obrigados, e o snr que se sente tão ofendido deve pertencer ao grupo do” punho erguido e cara de odio” que tão bem souberam usufruir do esforço alheio, qual marabunta destruindo tudo por onde passaram e promovendo a miseria e desigualdade para justificar a vossa existencia.

RESPONDER

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …