Confinamento limita acesso ao aborto na Colômbia. Telemedicina é a solução

O confinamento obrigatório em países como a Colômbia está a limitar o acesso de mulheres gravidez ao aborto. A solução de algumas clínicas passa por fazê-los por telemedicina.

O aborto é legal na Colômbia, mas o confinamento imposto pela pandemia de covid-19 está a limitar o acesso das colombianas a esta procedimento. Obrigadas a ficar em casa, muitas mulheres que desejam pôr um fim à sua gravidez veem-se impedidas de viajar até às clínicas.

Situações extremas exigem medidas extremas. Como tal, na Colômbia, as pacientes podem agora consultar um médico através de videochamada para solicitar os medicamentos necessários para induzir o aborto, que são enviados diretamente para casa.

Mais de 5 mil clínicas de saúde reprodutiva em todo o mundo fecharam desde o início da pandemia de covid-19. No entanto, esta solução parece resolver parcialmente o problema destes negócios.

Também em países com o Zimbabué e o Nepal, onde o confinamento é obrigatório, há organizações a operar call centers que servem de fio condutor entre as grávidas e as clínicas, escreve a NPR. Na Índia, estão a fazer-se esforços para que o aborto seja legalmente acessível a partir de casa.

A Colômbia é o derradeiro exemplo de como a telemedicina pode ser uma solução para este problema. Embora a nação sul-americana já tenha começado a desconfinar lentamente este mês, as clínicas vão manter este plano de ação pelo menos até julho.

A pandemia permitiu à rede de clínicas Oriéntame acelerar o desenvolvimento de um software que facilita a videochamada privada e segura entre médicos e pacientes. O programa pode ser acedido via telemóvel, tablet ou computador.

“Além das preocupações habituais e fatores de risco pessoais, muitas mulheres com quem conversamos também disseram que sentem que a pandemia é um momento abismal para continuar a gravidez”, diz Díaz Rojas, uma das duas médicas que prescrevem abortos medicamentosos via telemedicina para a Oriéntame.

“Há tanta incerteza em torno da sua saúde, a saúde dos seus entes queridos, a perda do emprego – há todas essas vulnerabilidades adicionais durante esse período“, acrescentou.

Patrina Mosley, que se dedica às questões das mulheres numa organização pró-vida, vê a transferência de serviços de aborto para telemedicina como altamente arriscada.

“Os abortos exigem um alto nível de interação física entre a mãe e um médico, que pode examiná-la, diagnosticá-la, avaliá-la e tratá-la. Fazer uma chamada Skype com um médico e preencher um questionário traz muitos dos mesmos riscos que o pedido de pílulas online de um médico que você nunca conheceu e que não pode avaliá-la fisicamente. Fingir, por razões ideológicas, que o aborto químico pode ser feito remotamente ou até ‘faça-você-mesmo’, é extremamente perigoso e negligente“, explicou à NPR.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …

Câmara de Lisboa proíbe instalação de ecrãs no espaço público durante Euro2020

A instalação de ecrãs no espaço público durante o período do Euro2020 não será autorizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo em conta a situação pandémica, anunciou hoje o município. “A Câmara Municipal de Lisboa, tendo …

A sucção da tromba de um elefante é mais rápida do que a velocidade de um comboio-bala

Os elefantes conseguem sugar coisas a uma velocidade de 530 quilómetros por hora — mais rápido do que um comboio-bala japonês. A tromba dos elefantes é-lhes altamente útil, já que a usam tanto para comer como …

Mais de metade dos rios do mundo não flui todo o ano

Entre 51% e 60% dos 64 milhões de quilómetros de rios e riachos do planeta Terra não fluem periodicamente ou secam durante parte do ano. De acordo com a agência Europa Press, este é o resultado …

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …

Cientistas ajudam enxames de drones a evitar obstáculos (copiando o instinto dos pássaros)

Uma equipa de engenheiros da EPFL, na Suíça, desenvolveu um modelo de controlo preditivo que permite que enxames de drones voem em ambientes confusos com rapidez e segurança. Usar enxames de drones tem imensas vantagens, mas …

Países Baixos 2-0 Áustria | Laranja embala e carimba oitavos

Os Países Baixos venceram hoje a Áustria por 2-0, em jogo da segunda jornada do Grupo C do Euro2020 de futebol, e são a terceira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final …