Confinamento limita acesso ao aborto na Colômbia. Telemedicina é a solução

O confinamento obrigatório em países como a Colômbia está a limitar o acesso de mulheres gravidez ao aborto. A solução de algumas clínicas passa por fazê-los por telemedicina.

O aborto é legal na Colômbia, mas o confinamento imposto pela pandemia de covid-19 está a limitar o acesso das colombianas a esta procedimento. Obrigadas a ficar em casa, muitas mulheres que desejam pôr um fim à sua gravidez veem-se impedidas de viajar até às clínicas.

Situações extremas exigem medidas extremas. Como tal, na Colômbia, as pacientes podem agora consultar um médico através de videochamada para solicitar os medicamentos necessários para induzir o aborto, que são enviados diretamente para casa.

Mais de 5 mil clínicas de saúde reprodutiva em todo o mundo fecharam desde o início da pandemia de covid-19. No entanto, esta solução parece resolver parcialmente o problema destes negócios.

Também em países com o Zimbabué e o Nepal, onde o confinamento é obrigatório, há organizações a operar call centers que servem de fio condutor entre as grávidas e as clínicas, escreve a NPR. Na Índia, estão a fazer-se esforços para que o aborto seja legalmente acessível a partir de casa.

A Colômbia é o derradeiro exemplo de como a telemedicina pode ser uma solução para este problema. Embora a nação sul-americana já tenha começado a desconfinar lentamente este mês, as clínicas vão manter este plano de ação pelo menos até julho.

A pandemia permitiu à rede de clínicas Oriéntame acelerar o desenvolvimento de um software que facilita a videochamada privada e segura entre médicos e pacientes. O programa pode ser acedido via telemóvel, tablet ou computador.

“Além das preocupações habituais e fatores de risco pessoais, muitas mulheres com quem conversamos também disseram que sentem que a pandemia é um momento abismal para continuar a gravidez”, diz Díaz Rojas, uma das duas médicas que prescrevem abortos medicamentosos via telemedicina para a Oriéntame.

“Há tanta incerteza em torno da sua saúde, a saúde dos seus entes queridos, a perda do emprego – há todas essas vulnerabilidades adicionais durante esse período“, acrescentou.

Patrina Mosley, que se dedica às questões das mulheres numa organização pró-vida, vê a transferência de serviços de aborto para telemedicina como altamente arriscada.

“Os abortos exigem um alto nível de interação física entre a mãe e um médico, que pode examiná-la, diagnosticá-la, avaliá-la e tratá-la. Fazer uma chamada Skype com um médico e preencher um questionário traz muitos dos mesmos riscos que o pedido de pílulas online de um médico que você nunca conheceu e que não pode avaliá-la fisicamente. Fingir, por razões ideológicas, que o aborto químico pode ser feito remotamente ou até ‘faça-você-mesmo’, é extremamente perigoso e negligente“, explicou à NPR.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

GP de Portugal. Há 14 casos de covid-19 em equipas de Fórmula 1

Em conferência de imprensa, a Proteção Civil do Algarve revelou que foram identificados 14 casos de covid-19 entre pilotos e staff de equipas da Fórmula 1 que estiveram em Portimão. Foram identificados 14 casos de covid-19 …

Islâmicos "têm o direito" de matar franceses. Twitter retira comentário de ex-primeiro-ministro da Malásia

A rede social Twitter retirou um comentário controverso do antigo primeiro-ministro malaio ​​​​​​​Mahathir Mohamad, relativo ao debate desencadeado pelas palavras do Presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o islão. Numa série de mensagens, em que Mahathir Mohamad …

Governo pondera decretar recolher obrigatório e restrições em mais municípios

O Governo está a avaliar avançar com o recolhimento obrigatório e alargar as restrições impostas em Paços de Ferreira, Felgueiras e Lousada a mais municípios, recusando, no entanto, um novo confinamento geral, disse hoje o …

Gigante americana Walmart retira (temporariamente) armas e munições das prateleiras

A gigante de distribuição norte-americana Walmart decidiu retirar temporariamente armas e munições das prateleiras das suas lojas, anunciou na quinta-feira um porta-voz da cadeia. A medida preventiva foi tomada a cinco dias de uma eleição presidencial …

BE afasta para já estado de emergência e defende requisição civil na saúde

A coordenadora do BE afastou para já a necessidade de um novo estado de emergência e defendeu que o Governo utilize toda a capacidade instalada na saúde, se necessário recorrendo à requisição civil dos setores …

Sismo de magnitude 7 abala Turquia e Grécia e provoca mini-tsunami. Pelo menos 4 pessoas morreram

Quatro pessoas morreram no oeste da Turquia, depois de um forte terramoto de magnitude 7 atingir o Mar Egeu na tarde desta sexta-feira. O abalo derrubou edifícios em áreas costeiras e fez pelo menos 120 …

EDP desiste de processo contra o Estado, mas vai levar tarifa social a Bruxelas

A EDP desistiu da litigância judicial com o Estado sobre a contribuição extraordinária sobre o setor energético (CESE), mas vai pedir à Comissão Europeia uma análise sobre o mecanismo de financiamento da tarifa social a …

"Fora com os pretos". Universidades e escolas de Lisboa vandalizadas com mensagens racistas

Várias universidades e escolas secundárias da região de Lisboa foram vandalizadas com mensagens de teor racista e xenófobo. "Viva a Europa Branca" ou "Fora com os pretos" são algumas das frases escritas. Várias pessoas denunciaram esta …

Preços das casas não baixam porque há Fundos a comprar tudo

Apesar de estarmos em plena crise pandémica, os preços das casas não têm sofrido uma baixa significativa. Uma realidade que se pode explicar pelo interesse de alguns Fundos na aquisição de imóveis, com a perspectiva …

Infetados, mortes e internamentos. Portugal bate recordes diários de covid-19

Portugal bateu o recorde diário de infeções, mortes e internamentos de doentes com covid-19. Registam-se mais 4.656 casos positivos, 40 óbitos e 1.834 pacientes internados. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.656 casos positivos e …