Conceição fala dos assobios dos adeptos. “Tenho de ouvir e calar”

José Coelho / Lusa

Sérgio Conceição

Em véspera de receber o Vitória de Setúbal, o treinador do FC Porto falou esta sexta-feira da eliminação da Liga dos Campeões e da contestação dos adeptos. “Tenho de ouvir e calar”, disse Sérgio Conceição.

O treinador dos dragões admitiu “mau momento” da equipa, mas manifestou-se confiante no seu trabalho e no dos jogadores. Depois da derrota na primeira jornada frente ao Gil Vicente (2-1), e do afastamento da Liga dos Campeões após a derrota em casa na terceira pré-eliminatória com os russos do Krasnodar (3-2, após vitória por 1-0 fora), o técnico acredita na recuperação imediata, salientando que o grupo “não está fragilizado”.

“É um mau momento, e que é natural. Estou cá há 2 anos e pouco e as coisas têm corrido de maneira positiva. Os momentos menos bons acontecem, em todo o lado e em todas a situações. Na vida das pessoas também acontece. Mas é importante perceber que é um momento, até porque tenho muita confiança no meu trabalho e dos meus jogadores”.

Sobre o estado de espírito dos jogadores, Sérgio Conceição disse ter encontrado hoje “um grupo com boa saúde mental”, jogadores com “uma saúde maravilhosa para fazer o que adoram fazer e com uma vontade enorme de darem a volta ao momento menos positivo, que é um momento, e prontos para o que vier” no sábado, na receção aos sadinos no Estádio do Dragão (21:30).

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, esteve presente no treino de quinta-feira, após a derrota com o Krasnodar, situação que Sérgio Conceição considerou normal, aproveitando um ‘slogan’ do departamento de marketing para resumir o momento: “Dragões juntos. Acrescento juntos como irmãos. Essa frase esteve em todos os balneários dos estádios em que jogámos e estará em todos aqueles que vamos jogar”.

“É o líder, e ficamos contentes de saber que ele vem cá. Às vezes, mesmo sem falar, só a sua presença é importante. É uma situação completamente normal nos ‘dragões’ que se querem juntos. É assim que vamos sair deste momento difícil e conquistar títulos”, disse.

Conceição foi ainda questionado sobre as implicações financeiras que o afastamento da fase de grupos da Liga dos Campeões pressupõe, o técnico lembrou que “em dois anos entraram mais de 100 milhões de euros no FC Porto” pela participação na prova.

“De qualquer forma, não sou diretor financeiro, não faço parte das finanças. O nosso grupo de trabalho tem é de ganhar títulos. Depois, obviamente, o que resulta desses títulos são situações como estar na Liga dos Campeões, que traz retorno financeiro e nós temos todo o gosto de contribuir para isso. Mas o nosso objetivo não é olhar para as contas, e sim para os resultados, títulos”, concluiu.

Sobre a postura dos adeptos, que no último jogo, frente ao Krasnodar, assobiaram o grupo, Sérgio Conceição disse que “faz parte da exigência do clube, da paixão dos adeptos”. “São eles a alma do clube, que fazem com que os clubes vivam. Tenho de ouvir e calar. Obviamente não sorrio quando me assobiam, mas também não fico eufórico quando ouço palmas. Ouço, vejo, estou atento, mas não interfere no meu trabalho e na vontade que tenho de vencer”, completou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ataque do Porto muito feio.
    Ataque antiquado, jogadores perdidos, desperdício de oportunidades.
    Solução encontrada são jogadas individuais, não há equipa no ataque.

RESPONDER

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …