Conceição fala dos assobios dos adeptos. “Tenho de ouvir e calar”

José Coelho / Lusa

Sérgio Conceição

Em véspera de receber o Vitória de Setúbal, o treinador do FC Porto falou esta sexta-feira da eliminação da Liga dos Campeões e da contestação dos adeptos. “Tenho de ouvir e calar”, disse Sérgio Conceição.

O treinador dos dragões admitiu “mau momento” da equipa, mas manifestou-se confiante no seu trabalho e no dos jogadores. Depois da derrota na primeira jornada frente ao Gil Vicente (2-1), e do afastamento da Liga dos Campeões após a derrota em casa na terceira pré-eliminatória com os russos do Krasnodar (3-2, após vitória por 1-0 fora), o técnico acredita na recuperação imediata, salientando que o grupo “não está fragilizado”.

“É um mau momento, e que é natural. Estou cá há 2 anos e pouco e as coisas têm corrido de maneira positiva. Os momentos menos bons acontecem, em todo o lado e em todas a situações. Na vida das pessoas também acontece. Mas é importante perceber que é um momento, até porque tenho muita confiança no meu trabalho e dos meus jogadores”.

Sobre o estado de espírito dos jogadores, Sérgio Conceição disse ter encontrado hoje “um grupo com boa saúde mental”, jogadores com “uma saúde maravilhosa para fazer o que adoram fazer e com uma vontade enorme de darem a volta ao momento menos positivo, que é um momento, e prontos para o que vier” no sábado, na receção aos sadinos no Estádio do Dragão (21:30).

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, esteve presente no treino de quinta-feira, após a derrota com o Krasnodar, situação que Sérgio Conceição considerou normal, aproveitando um ‘slogan’ do departamento de marketing para resumir o momento: “Dragões juntos. Acrescento juntos como irmãos. Essa frase esteve em todos os balneários dos estádios em que jogámos e estará em todos aqueles que vamos jogar”.

“É o líder, e ficamos contentes de saber que ele vem cá. Às vezes, mesmo sem falar, só a sua presença é importante. É uma situação completamente normal nos ‘dragões’ que se querem juntos. É assim que vamos sair deste momento difícil e conquistar títulos”, disse.

Conceição foi ainda questionado sobre as implicações financeiras que o afastamento da fase de grupos da Liga dos Campeões pressupõe, o técnico lembrou que “em dois anos entraram mais de 100 milhões de euros no FC Porto” pela participação na prova.

“De qualquer forma, não sou diretor financeiro, não faço parte das finanças. O nosso grupo de trabalho tem é de ganhar títulos. Depois, obviamente, o que resulta desses títulos são situações como estar na Liga dos Campeões, que traz retorno financeiro e nós temos todo o gosto de contribuir para isso. Mas o nosso objetivo não é olhar para as contas, e sim para os resultados, títulos”, concluiu.

Sobre a postura dos adeptos, que no último jogo, frente ao Krasnodar, assobiaram o grupo, Sérgio Conceição disse que “faz parte da exigência do clube, da paixão dos adeptos”. “São eles a alma do clube, que fazem com que os clubes vivam. Tenho de ouvir e calar. Obviamente não sorrio quando me assobiam, mas também não fico eufórico quando ouço palmas. Ouço, vejo, estou atento, mas não interfere no meu trabalho e na vontade que tenho de vencer”, completou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ataque do Porto muito feio.
    Ataque antiquado, jogadores perdidos, desperdício de oportunidades.
    Solução encontrada são jogadas individuais, não há equipa no ataque.

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …