Comunistas russos querem proibir Chernobyl. Série “demoniza” o regime soviético

O partido Comunistas da Rússia (KR) pediu às autoridades do país que proíbam a exibição da mini-série da HBO Chernobyl, alegando que a produção norte-americana “demoniza” o regime soviético e a população russa. 

“Se tivermos sentimento de dignidade como povo e com o Estado, a Rússia deve dar uma resposta aos criadores da série”, afirmou em comunicado Serguei Malinkovich, um dos dirigentes do KR, citado pela Deutsche Welle. “Devemos mover causas penais contra o diretor, o roteirista e o produtor executivo da série por calúnias públicas”.

No entender do político, Chernobyl, “uma autêntica tragédia, foi convertida num objeto de manipulação ideológica por parte da emissora HBO (…) A série de televisão sobre os dramáticos acontecimentos de abril de 1986 é uma ferramenta ideológica desenhada para desprestigiar e demonizar a imagem dos dirigentes e do povo soviético”, sustenta.

Malinkovich reconhece prender os responsáveis pela série norte-americana é uma tarefa difícil, mas sugere que, pelo menos, sejam proibidos de entrar na Rússia.

O deputado disse ainda esperar que algum outro país – como Cuba ou China – possa deter as pessoas em causa e extraditá-las para Moscovo. “Estes senhores devem compreender que se converteram em inimigos intransigentes da Rússia“, rematou.

O partido – que não deve ser confundido com o maior e mais influente Partido Comunista da Federação Russa – enviou na passada quinta-feira os seus pedidos ao Ministério do Interior e à agência federal reguladora dos média (Roskomnadzor).

Produção com boa aceitação na Rússia

Apesar da indignação do KR, Chernobyl teve boa receção na Rússia, apesar de alguns críticos terem acusado os criadores de distorcer os factos para passar uma imagem negativa dos dirigentes soviéticos.

O ministro da Cultura do país, Vladimir Medinski, chegou a considerar a série “magistral”, frisando o respeito pelos seus criadores. “Imaginava que seria pior“, afirmou.

Apesar dos elogios e de considerar que a produção se aproxima muita do realidade, Medinski observou que a série erra ao relatar situações que não correspondem totalmente à verdade. O governante adiantou ainda que a Rússia prepara alguns grandes projetos cinematográficos sobre o acidente nuclear de Chernobyl.

“O grau de realismo em Chernobyl é maior do que em muitos filmes russos sobre aquela época”, afirmou, por sua vez, o jornal pró-Kremlin Izvestia.

Já a crítica do diário Rossiyskaya Gazeta, publicado pelo Governo da Rússia, escreveu: “É uma produção de qualidade bastante alta em termos de série televisiva, não há nada em que se possa encontrar falhas”.

A série também recebeu elogios da crítica de outros países pela sua contundente recriação do desastre nuclear de 1986 na Ucrânia da era soviética. A produção não foi veiculada nas televisões russas, mas estava legalmente disponível na plataforma de streaming Amediateka, que também exibiu séries de sucesso como Game of Thrones.

PARTILHAR

RESPONDER

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …