“Comportamento muito anormal” de satélite russo assusta Estados Unidos

Um misterioso satélite russo com um “comportamento muito anormal” está a preocupar os Estados Unidos, que desconfia que possa ser uma arma espacial.

Por cima das nossas cabeças, há um misterioso satélite russo que fez soar os alertas dos Estados Unidos, devido ao seu comportamento estranho. Segundo o US State Department, é diferente que qualquer satélite que já vimos anteriormente.

Yleem D.S. Poblete, secretário assistente para o controlo de armamento, disse à Organização das Nações Unidas (ONU), esta terça-feira, que “não sabemos ao certo o que é nem há forma de o verificar”. “As intenções russas com este satélite não são claras e, obviamente, são um desenvolvimento muito preocupante.”

Os comentários, feitos na Conferência da ONU sobre Desarmamento, na Suíça, aconteceram poucos dias depois de os Estados Unidos reiterarem as suas intenções de criar uma Força Espacial Militar até 2020, para enfrentar “as ameaças emergentes neste novo campo de batalha”.

Mas, apesar da atual controvérsia em relação ao estabelecimento desta Força Espacial, os novos detalhes sobre este misterioso satélite russo estão a ser oferecidos como uma espécie de prova às “ameaças emergentes” que este ramo militar quer combater.

Pablete diz que a preocupação dos Estados Unidos centra-se agora neste objeto espacial implantado pelo Ministério da Defesa da Rússia, em outubro do ano passado, que os russos descreveram como um “inspetor de aparelhos espaciais“.

“O comportamento em órbita é inconsistente com tudo o que vimos antes de capacidades de inspeção orbital ou reconhecimento espacial, incluindo de outros satélites de atividades de inspeção russos”, afirma.

Apesar de o responsável não citar o satélite específico, alguns acreditam que pode tratar-se de um pequeno satélite Kosmos 2521 (Sputnik Inspektor), que foi enviado a partir do Kosmos 2519, apesar de o lançamento ter ocorrido em agosto do ano passado e não em outubro.

“Os nossos colegas russos vão negar que os seus sistemas foram feitos para serem hostis. Mas é difícil determinar o verdadeiro objetivo de um objeto apenas observando-o em órbita… Portanto isso leva-nos à questão: Será esta informação suficiente para verificar e apurar se uma arma foi ou não testada em órbita? Os EUA não acreditam que seja”, declara Pablete.

Apesar de não haver outra prova, para além do estranho comportamento do satélite, para sugerir que se trata de uma arma espacial, os Estados Unidos defendem que é impossível retirar conclusões adicionais sem qualquer meio para investigar a nave, além da observação remota.

Alexander Deyneko, diplomata russo em Genebra, rejeitou a posição dos Estados Unidos e afirmou à Reuters que se tratam de “acusações caluniosas baseadas em suspeitas e em suposições”.

ZAP // Space / ScienceAlert

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. lol…os russos são pau para toda a obra, do complexo industrial militar da NATO, especialmente dos USofA pois claro, os outros não passam de lambe botas.

    sempre sem qq justificação credível pois claro, aliás já na anterior guerra fria sempre assim foi, pq mudar em propaganda que sempre funcionou.

  2. Eles estão é a querer justificar este nova corrida ao armamento espacial, que Trump tem anunciado… Algo que é tão ridículo como suspeito.

    • Nem por isso, a ideia de um 4o ramo nas forças armadas já é algo muito falado e que o Ronald Reagan quis criar nos anos 80. Armas espaciais também não são novas, a nossa vizinha França tem um par de satélites capazes de te dizimar em segundos.

  3. Só espero que tal como o sputnik em 1959 seja este o pontapé de saída para mais uma space race e voltem a ser alocados fundos para programas tripulados para irmos além da LEO em que voluntariamente nos aprisionamos após 1972. Uma corrida espacial com bases permanentes na Lua e Marte só não se torna realidade se não houver vontade política. A tecnologia existe, está demonstrada e serve de motor para múltiplas indústrias aqui na Terra. Já só não temos é uma geração como a nascida nos anos 30 do século passado… Encontrar gente dessa estrutura mental é que vai ser o desafio maior…

      • Leia sobre o trabalho da equipa de Robert Zubrin no que toca a Marte (quanto à Lua após 6 alunagens estamos para lá de conversados); um bom ponto de partida pode encontrar facilmente no YouTube o vídeo “The Mars Underground” onde são explanadas abundantemente tanto as abordagens técnicas como a história das múltiplas tentativas para levar por diante o programa Mars Express e suas variantes que permitiriam – não fosse a ausência de vontade política – há muito termos bases permanentementes e viagens de ida e volta a Marte (ainda antes de 2000).

        • Não estou nada convencido disso e, sinceramente, prefiro explorar e conhecer melhor a Terra (que ainda tem tanto por descobrir!) do que a Lua ou Marte!…
          Mas vou ver o vídeo…

  4. Mas afinal qual é o comportamento anormal do satélite??? Descreve trajetórias em forma de estrela comunista enquanto pisca holofotes vermelhos? Deve ser mais propaganda americana anti Putin. Há mais notícias nos comentários do que no artigo.

RESPONDER

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …